top

 

 

 

Triptyque Architecture

 

Greg Bousquet

Carolina Bueno

Guillaume Sibaud

Olivier Raffaelli


 

 

Desde o ano 2000, Triptyque Architecture explora as ferramentas que podem servir à construção contemporânea e sustentável e participa da evolução dos espaços urbanos. Hoje sediada em São Paulo e Paris, a agência criada por Grégory Bousquet, Carolina Bueno, Guillaume Sibaud e Olivier Raffaelli completa 15 anos de criação.

 

 

55 11 3081-3565 | @ | WEB

 

 

 


 

• Arquitetura
• Urbanismo

Institucional

 

 

 

ECOTONE | Paris / FR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ECOTONE um edifício de pesquisa assinado pela TRIPTYQUE Architecture na França, foi um dos vencedores do "Inventons la Metropole", maior concurso internacional de planejamento e urbanismo da Europa.

Os 51 projetos vencedores distribuídos em toda a área metropolitana devem gerar 7,2 bilhões de euros de investimentos nos próximos sete anos.

Um novo conceito de edifício entre a cidade e a natureza “Nosso projeto é de criar nesse privilegiado local um vínculo entre a cidade e a natureza, com um edifício cujo papel seria de tornar-se a interface entre estes dois ambientes. Em Biologia, essa área de transição entre dois ecossistemas é chamada de ecótono”.

O ECOTONE será um dos maiores edifícios em madeira da Europa e assim um marco referencial para o setor de sustentabilidade nas cidades. Em plena crise ecológica mundial, ele se tornará um símbolo da cidade de Paris, sua metrópole e seu engajamento ecológico.

Um "edifício paisagem" destinado à pesquisa Biomimética.

A arquitetura inspirada na natureza, que constroi com grandes qualidades estruturais, térmicas e perfeita funcionalidade, foi um ponto de referência crucial para o projeto.

O ECOTONE representa uma acentuação do relevo natural já que o edifício foi projetado para ser escalonado, contendo diversos terraços e pátios para iluminar as áreas internas,entre duas colinas híbridas que acolhem arvores e plantas integradas ao prédio.

O biomimétismo tem como propósito observar e se inspirar da natureza para desenvolver novas tecnologias e materiais mais respeitosos ao meio ambiente. Desde sua concepção, o ECOTONE é biomimético.

Uma nova porta Sul da Metrópoleda Grande Paris

O terreno do Coteau tem localização excepcional, situado na entrada sul da metrópole, com vista privilegiada para a cidade de Paris e seus monumentos. Além de ter fácil acesso pelo transporte metropolitano (autoestrada A6, RER B, futura linhas 14 e 15 do Grand Paris Express), está no centro de um importante “cluster” de saúde e economia numérica.

Descrição do programa:
• Setor terciário com uma área superficial de 65.000 m2 para fornecer um quadro saudável e qualitativo para usuários
• Lojas e locais que beneficiam todo o bairro
• Restaurantes que visam a sustentabilidade
• Centro de saúde e centro esportivo
• Hotel para reforçar a atração turística de Arcueil
• Residência para jovens e uma creche intergeracional transformando o Ecotone num projeto também solidário

Grupo de investidores e arquitetos Incorporadores / Investidores: Compagnie de Phalsbourg (cliente), Codeurs et Compagnie (co-investidor), HertelInvestissement (co-investidor) EngieAvenue (co-investidor)

Arquitetos: Triptyque Architecture, Duncan Lewis Scape Architecture, Parc Architectures, OXOArchitectes
Paisagista: Atelier Georges
Comitê científico:Museu Nacional de História Natural, CEEBIOS (centro de excelência em Biomemetismo de Senlis), CIBI, Lab Crigen (Engie) Novobiom (despoluição), Innoside, SAS Oxipio (logística de start-up), EPEA Paris (eco circulação), Les Bergers Urbains (agricultura urbana)

Programa:
Les Apaches (hotelaria), Sociedade de Restaurantes, Mamie Cocotte (restaurante), Carre 92 (restaurante), Qualité & Co. (restaurante), NU (restaurante), La Vie Claire (comércio), Fédération Française des Arts Thérapeutes, Art dans la Cité (associação), Crèche Attitude, Zenpark (estacionamentos) Bureaux d'études, Elan (escritórios complementares), Lamoureux Acoustics (escritórios complementares), Arcadis ESG (escritórios complementares)

Localização: Malleret-Joinville Avenue ZAC du Coteau 94110 Arcueil

 


 

Arquitetura

Residencial

 

Edifício POP XYZ | São Paulo, SP

 

 

Ficha:
Nome do projeto: POP XYZ.
Local: Vila Madalena, São Paulo, SP.
Início do projeto: 2010.
Conclusão da obra: 2016.
Área do terreno: 1.633 m².
Área construída: 8.000 m².
Projeto: Triptyque Architecture.
Equipe: Carol Bueno, Greg Bousquet, Gui Sibaud, Olivier Raffaelli (sócios); Luiz Trindade (coordenação geral); Bianca Coelho e Beatriz Hipólito (chefes de projeto); Felipe Alves (comunicação visual); Marcella Verardo, Murillo Fantinatti, Pedro de Mattos, André Mathias, Vinicius Capela, Paula Megiolaro, Luis Canepa, Daniele Groszmann (colaboradores).
Fotógrafo: Fernando Guerra
Incorporação: Idea!Zarvos.
Paisagismo: Rodrigo Oliveira.
Estrutura: Gama Z.
Instalações: Tesis.
Ar condicionado: Willem Sheepmaker & Assoc.
Luminotécnica: Estudio Carlos Fortes.
Impermeabilização: PROASSP.
Levantamento topográfico: Topografia.com.
Fundações: Portella Alarcon.
Elevadores: Atlas.
Construção:  Lock Engenharia

 


 

Arquitetura

Uso misto

 

 

Tropical Tower | São Paulo / SP

 

Ficha:
Tropical Tower / São Paulo, Morumbi, Brasil
Área do Terreno: 38.900m²
Área total construída do empreendimento: 236.200m²
Área construída Tropical Tower: 35.000m²
Número de unidades Tropical Tower: 171 unidades
Previsão de início de obra: 2018
Arquitura: Triptyque Architecture
Sócios: Guillaume Sibaud, Olivier Raffaëlli, Greg Bouset e Carolina Bueno
Coordinator: Luiz Trindade
Chefe de projeto: Bianca Coelho
Time: Fernanda Figueira, André Mathias, Murillo Fantinati, Renan Buss

 


 

Arquitetura

Comercial

 

 

Groelândia | São Paulo, SP

 

 

A Triptyque entrega Groenlândia, um edifício, espaço comercial, que desafia a gravidade no centro do Jardim Europa

em São Paulo.

 

Por trás das trepadeiras do Jacarandá e dos troncos de 9m das palmeiras, aparece um bloco de mármore branco em um jardim mineral. Triptyque queria enfatizar os mais rígidos materiais: o mármore e o concreto, para desafiar a gravidade. Groenlândia conecta a pedra e o vidro, a rigidez e a transparência, a dureza e a leveza.

 

A cobertura, uma grande laje de concreto, flutua acima de um bloco de mármore branco suspenso por dois magistrais pilares de concreto no centro do bloco. Grandes janelas transparentes apoiam a cobertura, criando uma ligação invisível com o mármore. O bloco de pedra é perfurado por janelas de mármore que se abrem para fora, criando um paradoxo entre a função e a matéria. Os cantos do bloco de pedra se apóiam em espelhos d’água que refletem os Papyrus. No interior, as escadas flutuantes levam os visitantes ao terraço para uma vista única.

 

Apesar do aspecto fechado deste bairro de São Paulo, o edifício sem muro, fica em contato direto com a rua. Mais uma vez, os arquitetos da Triptyque criam uma relação entre o espaço privado, a arquitetura e o espaço público, a cidade.

 

Ficha:
Projeto: Groenlândia
Local: Jardins - São Paulo
Data do projeto (ano): 2010
Data da conclusão da obra (ano): 2014
Área do terreno: 993 m²
Área do subsolo: 308 m²
Área do térreo: 290 m²
Área do superior: 341 m²
Área da cobertura: 300 m²

Arquitetura: TRIPTYQUE
Associados: Greg Bousquet, Carolina Bueno, Guillaume Sibaud e Olivier Raffaelli
Coordenador Geral: Luiz Trindade
Chefe de Projeto: Pedro de Mattos Ferraz e Paulo Adolfo Martins
Colaboradores:, Murillo Fantinati, Luísa Vicentini, Priscila Mansur, Priscila Fialho, Natallia Shimora, Gabriele Falconi, Nely Silveira, Alfredo Luvison, Danilo Bassani, Thiago Bicas.

Creditos fotos
Pedro Kok: foto@pedrokok.com.br

Construtora:
Brandao e Marmo, Supervisão Anderson Toledo, João Carmona
Colaboradoes: Fábio Baptista e José Paulo da Silva

Complementares:
Paisagismo: Bia Abreu e Triptyque
Estruturas: GamaZ, colaboração Eng. Helvas
Hidráulica: K2P Projetos
Elétrica: K2P Projetos
Fachada: Arquiteto Paulo Henrique Araldi Pena

Fornecedores:
Vidros: Primo Vidros
Fachada: Granicut
Fundação: Solosfera
Iluminação: Cia da Iluminação
Deck Madeira: Phênix Decor Pisos
Estrutura Metálica: São Carlos
Pintura: W Cor
Serralheria: Paulifer

 


 

Arquitetura

Comercial

 

 

O Observatório Oscar Freire | São Paulo / SP

 

 

A agência de arquitetura Triptyque foi contratada para projetar um complexo em São Paulo Compreendendo três butiques, um restaurante, um bar e uma galeria de arte. As butiques deveriam ter acesso fácil à cidade enquanto que o restaurante deveria estar localizado nos andares superiores.


O complexo foi concebido como uma estrutura metálica “binária”: um nível “solo” que acolhe as butiques e um nível “espacial” chamado “O observatório” que acolhe o restaurante onde o grupo de restauração franco-brasileiro, Groupe Chez criou seu novo local de encontro: Chez Oscar.


Situado em uma rua onde as casas seguem uma implantação densa, o Observatório não se trata simplesmente de um andar a mais, é um prédio sobreposto a outro prédio, a cidade sobre a cidade. Ele abre uma nova dimensão de crescimento passando por cima de um complexo comercial e mergulhando no quarteirão Oscar Freire de São Paulo.
Volume maciço e cúbico, o Observatório está pousado em equilíbrio sobre uma estrutura assimétrica que lhe confere cinética e provoca um efeito perturbante entre o nível da rua e os níveis superiores. Inteiramente recoberto de inox, os reflexos se deformam e se tornam confusos com o passar do tempo e das tempestades tropicais.


Nesta criação os arquitetos da agência Triptyque foram intensamente inspirados pelos conceitos da cidade espacial de Yonna Friedman criado em 1959. Ele se trata de uma topografia artificial composta de megalópoles suspensas, respondendo aos problemas do aumento galopante das grandes regiões urbanas do mundo. Ele desenha uma cidade tridimensional que multiplica a superfície original da cidade com ajuda de planos elevados criando uma nova cartografia do território.


O prédio O Observatório Oscar Freire usa a arquitetura como uma forma dinâmica, entre materialidade e potencialidade, aberta à inserção dos usuários e também às questões ambientais. Ele foi inaugurado em Outubro de 2013.

Chez Oscar
Rua Oscar Freire, 1128 - Jardins
Tel.: (11) 3081-2966
Funcionamento:
segunda a sábado - 10h às 01h // domingo das 10h às 17h
Bar de cima:
19h30 às 03h // domingo não abre
Ficha Técnica
Projeto : Freud / Oscar Freire
Local : R. Oscar Freire 1128, 1134, 1138 e 1142, Jardins São Paulo
Data do projeto (ano): 2010
Data da conclusão da obra (ano): 2012
Área do terreno: 675 m²
Área construída: 1400 m²
Arquitetura: TRIPTYQUE
Associados: Greg Bousquet, Carolina Bueno, Guillaume Sibaud e Olivier Raffaelli
Coordinador Geral: Luiz Trindade
Chefe de Projeto: Aline D´Avola
Creditos fotos
Pedro Kok
Leonardo Finotti

 


 

 

 

Buscar no Portal>>

 

 

©Jizcom / www.arqbrasil.com.br  - O espaço da arquitetura brasileira