top

 

 

 

Tria Arquitetura

 

Sarah Bonanno
Marina C. de Almeida

 

 

A dupla apresenta um olhar criativo e cosmopolita. Acredita que cada projeto é exclusivo e demanda dedicação especial, seja ele residencial, comercial ou uma única peça de mobiliário.

 

55 11 3476-5588 | @ | WEB

 

 

 


 

 

• Arquitetura
• Interiores

Residencial

 

 

 

Terraço Jardim Paulistano | São Paulo / SP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um espaço que é um verdadeiro oásis na cidade de São Paulo. Essa é a proposta do novo projeto Terraço Jardim Paulistano, assinado pelas arquitetas Sarah Bonanno e Marina Cardoso de Almeida, do TRIA Arquitetura.

Antes da reforma, os clientes já viviam na casa, mas a área externa não era convidativa e era muito menor. Por gostar muito do verde, os clientes compraram uma casa vizinha para ampliar esta área. O briefing foi demolir essa casa e fazer uma grande área de apoio para receber a família e amigos, com muito jardim e sem interferência na casa onde já moravam.

O projeto ganhou uma grande laje de 12 metros de vão livre como prolongamento da sala antiga com área de estar, churrasqueira e jantar, e fechamentos laterais somente em vidro para integrar ao máximo o novo jardim à área. A laje de cobertura virou uma extensão dos quartos, nivelada com o pavimento superior da casa existente na qual o cliente solicitou fazer uma horta com desníveis para a possibilidade de plantio de espécies diversas.

Ficha:
Projeto: Terraço Jardim Paulistano
Arquitetura: TRIA Arquitetura
Equipe: Marina Cardoso de Almeida, Sarah Bonanno, Barbara Castro e Virginia Caldas
Ano: 2018
Área construída: 190m2
Área do terreno: 510m2

Fornecedores:
Obra: CPA Engenharia
Donosti Esquadrias Metálicas
Cálculo Estrutural: Benedictis Engenharia
Fotografia: Julia Ribeiro

 

 

 


 

 Arquitetura
• Interiores

Residencial

 

 

 

Apartamento Perdizes | São Paulo / SP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um apartamento aconchegante e prático foi o pedido dos moradores do Apartamento Perdizes, com projeto assinado pelo TRIA Arquitetura, que tem à frente as arquitetas Marina Cardoso de Almeida e Sarah Bonanno. Para atender ao pedido, as arquitetas integraram a cozinha às salas de jantar e estar, incluíram uma bancada na sala de estar/tv para funcionar como escritório, um lavabo e uma suíte máster que conta com banheiro e uma área para leitura. Como identidade, buscaram inserir um visual moderno e atemporal, escolhendo acabamentos duráveis em cores neutras. Na cozinha, as arquitetas escolheram uma marcenaria na cor cinza, conferindo modernidade e neutralidade. As marcenarias da área social foram definidas em tons de madeira, assim como o piso, para trazer conforto.

Os materiais também foram escolhidos visando garantir conforto e aconchego. Por isso a presença do piso de tauari na área social e íntima, além de uma textura de cimento queimado em um tom quente nas paredes e marcenaria em tons amadeirados. Para conferir praticidade, o porcelanato foi escolhido para a área da cozinha e lavanderia. O revestimento cerâmico utilizado na cozinha e lavanderia foram trazidas para parede lateral da sala de jantar para integrar ainda mais os ambientes. Para a suíte máster foi desenvolvida uma cabeceira que abraça a janela e vai até o chão. Assim, a cortina passa por trás desse painel ripado, trazendo uma iluminação diferente e atribuindo mais conforto à cama.

Para receber os amigos, a integração da área social foi fundamental neste projeto. Cozinha, sala e escritório aberto estão no mesmo espaço, para que o ambiente ganhasse mais amplitude. Logo na entrada, foram usados balizadores de piso para criar uma atmosfera acolhedora. Além disso, a iluminação destaca também o revestimento de pastilhas aplicado nesta parede da entrada.

Ficha:
Projeto: Apto Perdizes
Local: São Paulo, SP
Ano: 2018
Área: 79m2
Projeto de Arquitetura e Interiores: Tria Arquitetura
Fotos: Alessandro Guimarães
Fornecedores:
Marcenaria: Todeschini Gabriel
Iluminação: Lumini e Labluz
Piso de madeira: Gasômetro Muller
Revestimento parede cozinha e sala: PortobelloShop
Revestimento suite master: Palimanan
Marmoraria: Pedra de esquina
Mesa de jantar: Estar Moveis
Cadeira jantar: Adendo – Estudio Bola
Sofá: Natuzzi
Tapetes: Phenicia
Poltrona da escrivaninha: Estar Moveis
Mesa lateral: Pinup
Poltronas sala: Estar Moveis
Mesa de centro: Adendo
Poltronas quarto: Adendo
Mantas e almofadas: Codex Home
Objetos de decoração: LS Selection e Store House

 


 

• Arquitetura
• Interiores

Corporativo

 

 

 

 

Open VC | São Paulo / SP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Open VC é uma financeira de perfil jovem e localizada na Vila Madalena, em São Paulo. O desafio do escritório TRIA Arquitetura, que tem à frente as arquitetas Marina Cardoso de Almeida e Sarah Bonanno, para esse projeto, foi o de levar uma atmosfera de open office para o espaço corporativo, respeitando privacidade, integração e a identidade do escritório.

As diretrizes do cliente eram três: obra rápida, de low budget e que contemplasse cores neutras para o interiores. Tendo isto, as arquitetas escolheram cores apenas para locais pontuais e introduziram plantas naturais para criar um clima aconchegante de trabalho. Com a premissa de ter um perfil de loft, o programa foi elaborado de maneira que os ambientes segregados ficassem no andar de cima. Assim, conseguiram deixar o 1o andar todo integrado através de uma estante metálica vazada, proporcionando ao cliente uma visão integral do espaço. Essa estante funciona como um percurso e une os dois andares uma vez que vence o pé-direito duplo, permitindo integração e privacidade aos colaboradores.

Com essa integração, as arquitetas viram a necessidade de incluir um phonebooth para ligações privadas ou para momentos de concentração. Utilizaram um tecido especial em todas as paredes e forro para garantir a perfeita acústica.

Na área do staff, foi desenhada uma bancada sob medida em marcenaria para otimizar o espaço e estações de trabalho e também para fugir da disposição de um funcionário em frente ao outro, evitando a monotonia e permitindo uma conversa. Para ampliar o ambiente, a escada preta foi pintada de branco com o objetivo de camuflá-la no espaço e também foi utilizado o mesmo acabamento de cimento em todos os pilares para criar uma unidade.

O mobiliário tem um papel importante na composição estética do ambiente. As estações de trabalho em chanfro, além de romperem a configuração padrão, também dão um novo ritmo à concepção do layout. Além disso, o armário que guarda os itens de escritório dispensa o uso de puxadores por causa de seu sistema fecho-toque. Essa solução traz um novo significado às portas que passam a compor o desenho de um painel.

A estrutura da estante metálica é totalmente modular, o que favorece a rapidez na produção e montagem. Os nichos quadrados que a compõe não só guardam e expõem objetos, como também recebem muitas plantas. A intersecção do verde quebra o desenho linear da estante, trazendo volume, vida e cor ao ambiente. Além disso, os tons neutros permitem que os grandes caixilhos de vidro revelem a paisagem do bairro, harmonizando interior e exterior.


Ficha:
Escritório Open VC
Arquitetura: Tria Arquitetura
Equipe: Sarah Bonanno e Marina Cardoso de Almeida
Interiores: Tria Arquitetura
Cidade: São Paulo
Ano: 2017
Luminotécnica: Smart Iluminação
Fornecedores:
Luminotécnica: Smart Iluminação
Obra: Padula Engenharia
Marcenaria: Omni
Mobiliário: Fernando Jaeger + outro
s
Fotografia: Alessandro Guimarães
 

 


 

• Arquitetura
• Interiores

Residencial

 

 

 

Casa I | Itapetininga, SP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Projetada na cidade de Itapetininga, interior de São Paulo, a Casa I, assinada pelo escritório TRIA Arquitetura, das sócias Marina Cardoso de Almeida e Sarah Bonanno, junto com o Arquiteto Bruno Araújo, teve como premissa a criação de uma casa com fácil manutenção e com ambientes abertos e fluídos.

Projetada para um casal jovem, sem filhos, a Casa I tem 250m² e um programa dividido em 3 suítes, sala de TV e sala de estar, escritório, cozinha e área externa com piscina. O partido foi abusar da ventilação e iluminação natural e integrar as pessoas a partir de áreas de convivência.

Com espaços generosos, o volume reflete esse aspecto de fluidez - por isso o formato em 'I' da casa, e foi projetado um único núcleo para área social no pavimento de baixo e área íntima sobreposta no mesmo bloco. Com isso, pode-se chegar a uma construção mais rápida e simples, cabendo então à arquitetura trabalhar os materiais para marcar os espaços.

Priorizou-se a escolha de materiais no seu estado mais natural possível, para contribuir para a fluidez dos espaços sem chamar atenção para "firulas" e deixar a arquitetura falar mais alto, na forma do volume projetado e nos vãos generosos.

Ficha:
Projeto - Casa I
Local: Itapetininga, SP
Área: 250 m²
Ano: 2015
Arquitetura
Arq. Sarah Bonanno
Arq. Marina Cardoso de Almeida
Arq. Bruno Araujo (co-autor)

Fornecedores
Caixilhos – Mader pré esquadrias de pvc e alumínio
Iluminação – Lustres Matucci
Paisagismo – Gramas Via verde
Antiquário – Móveis e cia
Móveis – Decarvalho atelier, Ilustre, Lider
Box e espelhos – Natuvidros
Porcelanato – Eliane
Piso de madeira – Indusparquet
Guarda roupas – Italínia art design
Marcenaria – Seed marcenaria
Pedras – Marmoraria Nanini

 

 


 

• Arquitetura
• Interiores

Residencial

 

 

 

Área externa residencial | São Paulo / SP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Subutilizada pelo jovem casal e seus dois filhos, a área externa projetada pelo escritório TRIA Arquitetura, que tem à frente as arquitetas Sarah Bonanno e Marina Cardoso de Almeida, não estava integrada ao restante da casa. O novo projeto buscou então integrar os ambientes e tornar o espaço multiuso, com novos equipamentos e cobertura.

As arquitetas criaram uma nova churrasqueira e projetaram uma cobertura neste espaço que não sombreasse em excesso a casa existente. Como também habita a casa um cachorro, optou-se pelo uso de pedra portuguesa para fácil limpeza e manutenção e para dar um aspecto de jardim. A solução de um pergolado em vidro somente na cobertura e sem fechamentos laterais fez com que o verde do jardim permeasse e se misturasse no ambiente.

Uma jacuzzi também foi instalada aos fundos do terreno e, no lado oposto à churrasqueira, o escritório propôs a construção de uma sauna e um vestiário de apoio à nova área de lazer. Há predominância do uso da madeira em todo mobiliário da área externa.

Ficha:
Equipe: Sarah Bonanno, Marina Cardoso de Almeida, Marina Mascaro e Gabriela Eberhardt.
Área aproximada: 120m2
Localização: Alto de Pinheiros, SP
Fornecedores:
Marcenaria: Novidário
Paisagismo: Rodrigo Oliveira
Revestimento: Portobelloshop
Iluminação: Reka Iluminação
Pergolado: j. Pillon
Fotografia: Alessandro Guimarães

 

 


 

• Arquitetura
• Interiores

Residencial

 

 

 

Studio Vila Olímpia | São Paulo / SP

 

 

Com o desafio de chegar a uma proposta adaptável a diferentes tipos de moradores, as sócias do TRIA Arquitetura, Marina Cardoso de Almeida e Sarah Bonanno, desenvolveram o projeto para este Studio na Vila Olímpia, em São Paulo, cuja metragem é de apenas 27 m².

Para chegar a um resultado que priorizasse a privacidade com criatividade, a primeira escolha foi a de uma parede de tijolos vazados de concreto que isolou o espaço onde fica a cama sem que a luminosidade, que entra no apartamento por uma única janela na cozinha, fosse dissipada.

Como os estúdios costumam ter privacidade mínima - há casos em que você entra pela porta social e já vê a cama, como uma espécie de 'quarto de hotel' – as arquitetas buscaram mudar essa ordem e imprimir uma atmosfera de casa ao imóvel. Para isso, definiram ambientes em que fosse possível não apenas passar a noite, mas viver de fato os ambientes do espaço, como cozinha, sala e quarto.

O banheiro, localizado atrás do quarto que até então tinha apenas um vidro como divisória, também foi escondido por uma persiana que permite privacidade e entrada de iluminação natural. São soluções simples e que não envolvem procedimentos trabalhosos ou caros. Além das barreiras visuais, as arquitetas pensaram em criar um único móvel conector dos ambientes, como a base de madeira freijó que abriga, ao mesmo tempo, a cama e o sofá, até chegar à cozinha e tem dupla função de assento e gaveta (tão importante em espaços reduzidos onde deve ser aproveitar cada centímetro). Optou-se então pela fórmica padrão madeirado freijó que harmoniza bem com outros tons de revestimentos e móveis, sugerindo conforto, sem pesar no ambiente. "Em espaços pequenos, isso é fundamental para não aumentar ainda mais a sensação de confinamento, explica Marina Cardoso de Almeida.

A área que funciona como cozinha, sala de jantar e lavanderia foi ampliada com a incorporação da varanda, que ocupava cerca de 7 m² do apartamento. Para estes espaços, as arquitetas apostaram em tons crus, que conferem ao morador flexibilidade para complementar o espaço como quiser. E, claro, o mobiliário sob medida e inteligente é outro trunfo, dizem. "Ele também pode aumentar, e muito, a funcionalidade do espaço", finaliza Sarah.

Ficha:
Equipe: Tria Arquitetura (Sarah Bonanno, Marina Cardoso de Almeida e colaboradora Gabriela Eberhardt)
Ano: 2017
Área: 27 m2
Fotografias: Alessandro Guimarães
Principais fornecedores
Parede Cobogó - Elemento vazado, Linha Vintage 70 - Pétala Neorex
Mesa Central – Oppa
Persianas - Dekora
Tapete – TokStock
Futon – Leroy Merlin
Revestimento de Tijolinho: Lepri Cerâmicas
Itens de Produção: Storehouse homedecor, Collector, Macadamia.

 


 

Arquitetura
Interiores

Corporativo

 

Escritório Piza | São Paulo / SP

 

 

O novo espaço do Piza ocupa agora também a outra metade da laje do conjunto, acrescentando mais 150m² à sua área. O desafio, segundo as arquitetas, foi atualizar e adaptar o espaço sem esconder sua identidade original e solidez.

Dentre as modificações na planta, estão um espaço para os equipamentos de tecnologias, novas salas de reunião com isolamento acústico, uma biblioteca multiuso para pesquisas, reuniões informais e ‘happy hour’, novo lavabo, atendendo às novas necessidades do escritório e uma copa confortável para as refeições.

A marcenaria também ganhou destaque no projeto do Tria. As arquitetas desenharam um ‘armário painel’ para receber os arquivos e documentações (algo importante num escritório de advocacia), mas que tivesse design e funcionalidade.

Ficha:
Local: São Paulo, SP. R. Haddock Lobo Bairro Jardins.
Data: 2016
Área: 310m²
Projeto de Arquitetura e Interiores: Tria Arquitetura
Fotos: Julia Ribeiro
Fornecedores:
Móveis Gabinettos e Tok Stok,
Tapete Santa Mônica,
Piso Vinílico Revitech
Divisórias Solidor
Marcenaria: Afro Arts
Fotos: Julia Ribeiro

 


 

Arquitetura
Interiores

Residencial

 

 

Casa Moema | São Paulo / SP

 

 

 

Assinado pelo escritório Tria Arquitetura, que tem à frente as arquitetas Sarah Bonanno e Marina Cardoso de Almeida, o projeto Casa Moema, em São Paulo, buscou preservar o projeto original da década de 70, mas conferir um ar mais contemporâneo a partir de modificações para o uso dos novos moradores.

Quando o jovem casal procurou o escritório para reformar a casa, construída em um terreno de 120m2, tinham como anseio manter, de alguma forma, a memória da casa e aproveitar as estruturas existentes. “Mantivemos a estrutura original de sala, cozinha e quartos que funcionavam bem para o modo de vida do casal, mas todos os ambientes tiveram seus vãos de portas aumentados para que entrasse mais iluminação e ventilação natural”, explica a arquiteta Sarah Bonanno.

O fundo da casa foi a área que mais sofreu mudanças: o quarto do fundo existente foi demolido e deu espaço a uma área de churrasqueira coberta com lavabo e área de serviço e a casa ganhou, ainda, uma área de estar externa com jardim. Segundo Marina Cardoso de Almeida, para integrar a churrasqueira e trazer mais verde à área interna da casa, buscou-se criar um pano de vidro na cozinha que também é a sala de jantar. “Dessa forma, logo ao entrar na casa, nota-se o jardim aos fundos da casa e os ambientes ganham amplitude”, diz a sócia do Tria Arquitetura.

O elemento que une todos os ambientes e mantém a memória da casa é o tijolo original que, ao ser descascado em toda a sua extensão, expõe um pouco da história da casa com os antigos caminhos dos conduítes e a idade da construção.

No pavimento superior, foi criado um banheiro para o segundo dormitório e o dormitório principal virou uma suíte. A laje de cobertura do pavimento inferior se transformou em uma pequena varanda privativa. Exceto pelo tijolo que foi mantido, todos os revestimentos de piso, parede e caixilhos foram substituídos, trazendo identidade e contemporaneidade à casa.

Ficha:
Local: São Paulo, SP
Data início do projeto: junho de 2014
Data de conclusão da obra: junho de 2015
Área do terreno: 120m²
Área construída: 115m²
Projeto de Arquitetura e Interiores: Tria Arquitetura
Fotos: Julia Ribeiro
Marcenaria: JHC Marcenaria
Fornecedores: Pedracor, Arquitetura da Luz


 

 

 

Buscar no Portal>>

 

 

©Jizcom / www.arqbrasil.com.br  - O espaço da arquitetura brasileira