top

 

 

 

CR2 Arquitetura

 

Clara Reynaldo
Cecilia Reichstul
 

 

Uma arquitetura investigativa, criativa, crítica e que dialogue com a cidade. Uma cidade com menos muros, mais aberta e acessível. Em espaços amplos, integrados e que possibilitem novas formas de viver, trabalhar e se divertir.

 

55 11 3034-4484 / 3031-4947 | @ | WEB

 

 

 


 

 

ArquiteturaInteriores

Residencial

 

 

 

Apartamento Perdizes | São Paulo / SP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Localizado em São Paulo, o dúplex de 290 m2 em uma cobertura foi comprado pelo cliente - um jovem solteiro -, já mobiliado e, por isso, não havia uma identificação com a decoração existente. O projeto da CR2 Arquitetura, assinado pelas arquitetas Clara Reynaldo e Cecilia Reichstul, veio com a proposta de renovar o espaço, deixando-o mais atual, com móveis mais modernos e no aproveitamento da varanda para receber os amigos.

A intervenção na área social e suíte permitiu ao morador continuar na casa durante as obras. O desafio, no entanto, foi pensar em uma paleta de cores e materiais com a qual o cliente se identificasse. Os tons e materiais predominantes foram muita madeira, corten e tons de cinza.

Já a varanda foi bem modificada, recebendo uma cobertura para permitir um uso maior e nela foi instalada uma churrasqueira. No projeto de interiores, as arquitetas optaram por um mobiliário confortável e neutro, deixando as cores para as obras de arte, ou uma pequena mesinha de centro.

Ficha:
Arquitetura: CR2 Arquitetura
Equipe de Projeto: Clara Reynaldo e Cecilia Reichstul
Local: São Paulo, Brazil
Ano: 2015/2016
Área total: 290m²
Fotografias: Alessandro Guimarães
Endereço: Bairro Perdizes, São Paulo, SP
Gerenciamento de Execução: CR2 Arquitetura
luminotécnico: projeto CR2 Arquitetura, luminárias Yamamura, La Lampe, Lightworks, Lumini, Reka e Bali Express
mobiliário: Micasa, Estúdio Bola, Dpot, Arquivo Vivo, Securit
Marcenaria: Rutra e Pauá (pergolado)
Tapetes: By Kamy
Quadro: Burle Marx
Mesa Sala de Jantar: Dpot
Sofá: Micasa

 


 

ArquiteturaInteriores

Residencial

 

 

 

Apartamento Vila Madalena | São Paulo / SP

 

 

A reforma deste apartamento assinado pela CR2 Arquitetura, das sócias Clara Reynaldo e Cecília Reichstul, trouxe novos ares à morada de um jovem casal com uma filha de 3 anos e um bebê a caminho: com a necessidade de um imóvel maior para receber mais um integrante, o espaço escolhido foi este apartamento de 170m² em São Paulo.

A missão da CR2 foi otimizar a área e a circulação a partir de pequenas mudanças estruturais. Originalmente, eram três suítes e havia uma passagem entre a lavanderia e a sala. Além de eliminar esse acesso de serviço, as arquitetas transformaram um dos quartos em escritório e fizeram a entrada para os dois dormitórios através dele. Também excluíram um dos banheiros para aumentar o quarto dos filhos.

A principal alteração foi a integração da varanda com o apartamento. Optou-se por abrir a cozinha para a sala e para o terraço – e a enorme esquadria que havia ali saiu de cena. A ideia, segundo as arquitetas, foi criar um apoio que ocupasse pouco espaço e não atrapalhasse o fluxo das pessoas.

O living aberto de 46 m² ganhou então três ambientes contínuos: salas de jantar, de estar e de TV, podendo a sala de TV estar isolada com a porta de correr de cumaru instalada. Do lado oposto, outra divisória semelhante separa o cômodo da cozinha.

O projeto investiu ainda na combinação de cores vivas, o que pode ser visto na estante modular Brasiliana, da Securit - a alternância entre cheios e vazios garante o aspecto dinâmico ao móvel e acomoda devidamente os objetos. Na sala de TV, a parede de concreto aparente manteve-se como no original para mostrar a estrutura do imóvel. A tubulação da rede elétrica é toda externa neste ambiente.

Ao abrir a cozinha e retirar a porta que dividia o terraço, ficou mais fácil andar pelos espaços e enxergar toda a ala social, de um extremo ao outro.

Ficha:
Projeto: Apto Vila Madalena
Arquitetura: CR2 Arquitetura (Clara Reynaldo e Cecília Reichstul)
Execução da obra: Momento Construções
Luminotécnica: CR2 Arquitetura.
Área: 170 m²
Localização: São Paulo, Brasil
 

Fornecedores:
Piso de Madeira: Projeto Madeiras
Porta de Correr: RM Vital Marcenaria
Fechamento Varanda: Mansur Vidros
Ladrilho Hidráulico: Modelo Sol e Lua, em azul ultramar e cinza-claro, da Ladrilhar
Estante Brasiliana: Securit
 

Fotos: Alessandro Guimarães

 


 

 Arquitetura Interiores

Residencial

 

 

 

Studio Paris | Paris / FR

 

 

 

Localizado em um edifício do início do século XII em Paris (França), o Studio de apenas 19 m², adquirido por uma família de brasileiros no ano 2000, passou 15 anos sem uma reforma, estando do jeito encontrado na hora da compra: carpete, cortinas e móveis em tons de rosa emprestavam um ar  de pitoresca decadência ao imóvel.

Passada mais de uma década, os escritórios CR2 Arquitetura e FGMF Arquitetos se juntaram para assinar um projeto mais funcional e prático para os novos usos do espaço. Em uma localização privilegiada, o Studio encontra-se na Île de la Cité, em um edifício construído em 1118 e reformado em 1849. Nas margens do rio Sena, o edifício tem sobre suas portas as imagens de Heloisa e Abelardo, uma espécie de Romeu e Julieta franceses e que viveram neste endereço no
século XII.

O Studio abriga os proprietários nas suas frequentes visitas à cidade e, quando não ocupado por eles, é alugado para turistas ávidos por uma experiência menos convencional para conhecer a cidade. Para tanto, a reforma deveria deixá-lo funcional, prático e contemporâneo, mas sem perder sua identidade. E, claro, tudo isso sem esquecer do budget reduzido e do prazo curto para a reforma.

“A ideia era tornar o studio atrativo e, para isso, ele precisava ser prático, econômico e, de certo modo, neutro, capaz de se adequar a diferentes usuários”, explica a arquiteta Clara Reynaldo, sócia da CR2 Arquitetura.

O carpete rosa deu lugar a um piso em madeira clara – por se tratar de um edifício muito antigo, não permitia grande flexibilidade para a passagem da tubulação hidráulica e elétrica, o que determinou algumas soluções aparentes.

As pesadas cortinas saíram de cena e persianas elétricas foram colocadas na parte externa das janelas – que precisou ser aprovada pelo condomínio, já que o prédio é tombado. A cozinha, que antes estava dentro de um armário, ficou completamente aberta e mais funcional. E o antigo armário com portas deu lugar a uma estante aberta na cor cinza com poucos volumes fechados na cor branca: uma escrivaninha, armário para cabides e gavetões para roupa de cama.

A escolha dos móveis foi norteada para reduzir o número deles ao mínimo, por isso, os arquitetos optaram por modelos compactos e versáteis. “Tudo se move, se transforma de alguma forma. Apenas o banheiro permanece fixo”, conta Lourenço Gimenes, sócio do FGMF Arquitetos.

Engana-se, no entanto, quem pensa que a premissa do baixo custo determinou essa visão tão depurada da decoração. Para os arquitetos, toda simplicidade foi uma imposição do próprio espaço. “Afinal, para que sofisticar, quando, da janela para fora, Paris está lá, com todo o seu esplendor?”, conclui Clara.

Ficha:
Studio Paris
Autores: Cecilia Reichstul e Clara Reynaldo (CR2 Arquitetura) e Fernando Forte, Lourenço Gimenes e Rodrigo Marcondes Ferraz (FGMF Arquitetos)
Colaboradores: Tatiane Waileman
Fotos: Fran Parente
Localização: Paris (França)
Área: 19m²
Projeto: 2015
Obra: 2015

 


 

 Arquitetura Interiores

Residencial

 

Casa Pinheiros | São Paulo / SP

 

 

A partir de um terreno em declive e longo, as arquitetas da CR2 Arquitetura, Cecilia Reichstul e Clara Reynaldo, projetaram duas casas geminadas de 207m² cada, localizadas no Alto de Pinheiros, em São Paulo. Geminada dos dois lados, o projeto visou maximizar a luz natural através de grandes panos de vidro e claraboias na cobertura, ventilação cruzada e integração das áreas internas e externa para receber a família da arquiteta Cecilia Reichstul, sócia da CR2.

Cada casa ficou com três pavimentos. A entrada se dá por uma passarela suspensa que interliga a garagem, no nível da rua, e a sala de estar, por cima de um pequeno pátio interno, criado no subsolo.

Na sala há acesso para os cômodos por duas escadas de concreto sobrepostas na mesma lateral. A que leva ao andar superior, onde estão a suíte do casal, outros dois quartos e um banheiro, tem degraus vazados deixando passar a iluminação pela casa.

No piso inferior está a sala de jantar integrada à cozinha. De um lado está o pátio interno separando a cozinha da área de serviço e do lavabo e, do outro, está o jardim que leva a uma varanda com churrasqueira nos fundos.

Para fechar os ambientes, foram instalados paineis de vidro que se abrem completamente.No andar superior, as venezianas tipo camarão permitiram a abertura total do vão nos quartos, que ocupam as fachadas da frente e dos fundos. Além disso, aletas de madeira permitem uma entrada parcial de luz e privacidade, quando desejado.

Ficha:
Autores: Cecilia Reichstul e Clara Reynaldo (CR2 Arquitetura); Tatiane Waileman (colaboradora) e Ana Paula Vasconcelos (perspectivas).
Localização: São Paulo, SP (Brasil)
Data projeto: 2014
Data da obra: 2014/2015
Área construída: 207m²
Área do terreno: 140m²
Construtora: F2 Engenharia
Sondagem: Infras Engenharias
Estrutura: L´Estrut Engenharia
Instalações hidráulicas e elétricas: Engeplot
Painel Artístico: Laura Gorski
Paisagismo: Rodrigo Oliveira
Fotos: Alessandro Guimarães

 


 

 

 

Buscar no Portal>>

 

 

©Jizcom / www.arqbrasil.com.br  - O espaço da arquitetura brasileira