Home / Início

 

 

61

 02 MAR 2011    

[VOLTAR]     

 

Circulação | Cultura  |  Varejo  | Corporativas | Conjuntura&Mercado   

 

 

Chamada para artigos Revista Rua - Labeurb/Unicamp

A revista convida os interessados para enviarem seus artigos para a seleção do próximo número, a ser publicado em junho de 2011. E lembra que, apesar de ser fluxo contínuo, o prazo de recebimento das produções que serão analisadas para a publicação do número 17, vol I, é 30 de março
A Revista Rua é multidisciplinar e seu tema principal é a cidade. Foi lançada em 1995. Publicou 13 números com periodicidade anual e, a partir de 2008, com sua migração para formato eletrônico, passa a ser uma publicação semestral. Seu objetivo principal é o de abrir espaço para abordagens de diferentes áreas do conhecimento que tomem o espaço urbano como objeto de estudo. É dividida em seções: Estudos, com artigos acadêmicos; Artes, com manifestações artísticas de diversas naturezas; Notícias e Resenhas, com as notícias das atividades desenvolvidas e resenha de obras interessantes para as diversas áreas do conhecimento.
Para normas de publicação e outras informações, acesse: www.labeurb.unicamp.br/rua

|TOPO|


Abertas as inscrições para o “I Encontro Internacional de Ceramistas na USP”

Evento reunirá os principais nomes da cerâmica artística mundial em São Paulo que, durante quatro dias vão mostrar seus processos criativos e de trabalho ao vivo, em tempo real, durante evento pioneiro no Brasil, que coloca em evidência a cerâmica e seu potencial artístico; o encontro acontecerá de 22 a 25 de março, na Universidade de São Paulo, e as inscrições podem ser feitas até dia 15 de março

Ceramistas da China, Estados Unidos, Finlândia, Japão, Suíça, Argentina, Brasil e Uruguai estarão reunidos no I Encontro Internacional de Ceramistas na USP, que acontecerá em São Paulo (SP), entre 22 e 25 de março, na Universidade de São Paulo. A programação é aberta para estudantes, artistas, pesquisadores, professores e interessados na Cerâmica Artística, que podem inscrever-se até dia 15 de março. Mais informações, detalhes da programação e inscrições nos sites www.eic-usp.com.br e www.abceram.org.br.

   O encontro é pioneiro no País, proporcionando aos participantes a oportunidade de presenciar o processo criativo e técnico dos artistas convidados, que desenvolverão trabalhos ao vivo. Também faz parte da programação a apresentação de palestras e vídeos de ceramistas, universidades internacionais e entidades que promovem a cerâmica artística no Brasil.

   O evento tem realização da ECA-USP (Escola De Comunicações e Artes da USP) e seu Departamento de Artes Plásticas, da FAU-USP (Faculdade de Arquitetutura e Urbanismo da USP), da ABC (Associação Brasileira de Cerâmica) e do Grupo de Terra (Grupo de pesquisas em cerâmica coordenado pela prof. Norma Grinberg). A coordenação é das professoras Norma Tenenholz Grinberg (ECA-USP), Cristiane Aun Bertoldi (FAU-USP) e Silvia Noriko Tagusagawa (ECA-USP), com o apoio do CN Pq e FAPESP.

   Esse modelo de encontro tem sido aplicado nos Estados Unidos, Europa e Oriente. A organizadora do evento, a Profa. Dra. Norma Teneholz Grinberg, teve a oportunidade de participar de iniciativas neste formato em Bandol (França) e em Xi’An/Fupin (China). Ela enfatiza que tal experiência vivenciada é fortemente impactante para o trabalho e percepção artística, humana e científica, sendo altamente enriquecedora para a formação de estudantes e profissionais da área.

   Promover a troca de informações com artistas de diferentes partes do mundo, abrindo espaço para a discussão, a reflexão e a motivação para a busca de maiores possibilidades na Cerâmica Artística, com vistas a inseri-la no contexto internacional, é um dos principais objetivos do evento.

   Artistas e palestrantes: Jackson Li (CHINA) / Philippe Barde (SUÍÇA) / Jacques Kaufmann (SUÍÇA) / Nathan Lynch (EUA) / Vilma Villaverde (ARGENTINA) / Graciela Olio (ARGENTINA) / Tapio Yli-Viikari (FINLÂNDIA) / Cecília Almeida Salles (BRASIL) / Rodrigo Núñez (BRASIL) / Benedikt Wiertz (ALEMANHA) / Juan Pache (URUGUAI) / Toshiyuki Ukeseki (JAPÃO) / Paschoal Giardullo (BRASIL).

   Será produzido um DVD do evento. Os interessados em obter mais informações sobre este material podem enviar e-mail para extensao.cap@usp.br

   Serviço: I ENCONTRO INTERNACIONAL DE CERAMISTAS NA USP / De 22 a 25/03/2011 / das 8h30 às 17h30 / Auditório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP)/ Rua do Lago, 876, Cidade Universitária, São Paulo (SP) / Inscrições: De 17-01 a 15-03 / +55 11 3768.7101 ou 3768.4284 (Falar com Raquel ou Samara)/  abcrec@abceram.org.br ou abcadm@abceram.org.br / www.eic-usp.com.br / www.abceram.org.br
|TOPO|


Arquiteto brasileiro planeja decoração sofisticada de spa em hotel angolano
Responsável pelo design do empreendimento, Glaucio Gonçalves, do EB-A, alia conforto e elegância no espaço
Gláucio Gonçalves, arquiteto e fundador do EB-A– Espaço Brasileiro de Arquitetura –, é o responsável pelo projeto de decoração de um spa em um dos maiores hotéis de Angola, localizado na província de Wako Kungo. Gonçalves foi convidado por uma grande empresa angolana com o objetivo de transformar os ambientes em um espaço sofisticado e aconchegante.

   Com uma área aproximada de 720 m², o arquiteto desenvolveu o projeto desde o hall de entrada até as áreas de atividades, como sala da noiva, de massagem, ofurô, sauna e sala de ioga e pilates.

   Para criar o ambiente, Gonçalves utilizou revestimentos em mármore e madeira, além de paisagismo, procurando integrá-lo à área externa. “Buscamos uma decoração clean, na qual os hóspedes possam ter momentos de relaxamento e, principalmente, usufruir da maravilhosa natureza da Província.”

   Esse projeto tem um ponto interessante: Gonçalves fez o caminho inverso ao planejar a decoração. Como o hotel já tinha todo o material, o arquiteto criou o projeto inspirando-se nos elementos, adequando-os para o propósito do ambiente e colocando toda sua criatividade em ação.

   A previsão é que tudo esteja pronto em dezembro deste ano. Essa já é a quinta vez que o arquiteto vai a Angola, onde tem uma filial do EB-A, responsável por sete projetos nos últimos seis anos. Entre eles está o estande da Esso para a feira Filda, onde foi considerado o mais bonito do pavilhão das petrolíferas./ www.eb-arq.com
|TOPO|


Produtos de decoração de brasileiros recebem o selo iF
Os produtos selecionados serão expostos numa mostra na cidade alemã de Hannover

   O iF Design Awards 2011, uma das principais premiações mundiais de design, premiou 23 brasileiros nesta edição. Um dos destaques foram os produtos de decoração: ao todo foram seis premiados no segmento. Além da certificação, os produtos selecionados serão expostos numa mostra na cidade alemã de Hannover, paralela a CeBIT - uma das maiores feiras de Tecnologia do mundo e irão integrar uma mostra virtual na página do iF e o yearbook do prêmio, com uma tiragem de 5 mil exemplares e circulação por 43 países.

   Eles também serão inseridos no catálogo de produtos do Designbrasil.org.br, o portal brasileiro do design. Para concorrer ao prêmio, eles receberam apoio financeiro, técnico e logístico do Design Excellence Brazil (DEBrazil)- programa coordenado pelo Centro de Design do Paraná que tem como objetivo divulgar o design brasileiro.

   Sistema Clip - Um dos vencedores foi o Sistema Clip - um aparelho compacto que pode se transformar em estante, prateleira, aparador, de acordo com a necessidade da pessoa. O material é composto por módulos que são unidos a partir das peças em X. Ao serem expandidos, os módulos formam um produto com diversas prateleiras. O objeto possui diversas opções de cor, tamanho e textura. O produto foi desenvolvido pelo designer Jader Almeida, da design&architecture, para a empresa Modd, ambas de Chapecó, SC. “O iF transforma o Sistema Clip num produto global, que transcende as barreiras do Brasil”,completa Almeida.

   Poltrona Fago - A poltrona desenvolvida pelos designers Mariana Ferrarezi e Roberto Hercowitz alia conforto à inovação. O produto possui uma estrutura de ripas de madeira flexionadas e unidas, criando uma malha rígida. Por cima da estrutura possui uma peça de espuma revestida com tecido colorido e uma almofada. A poltrona segue o conceito cocooning, que traz mais conforto para aquelas pessoas que priorizam as atividades em casa. A produto é fabricado pela Móveis Schuster, de Santo Cristo- RS. “Esse prêmio traz uma reconhecimento tanto para o produto, quanto para nós designers e para a fábrica que o produziu”, garante Ferrarezi.

   Sistema Legale - O produto é mais uma forma inusitada de estante. O sistema Legale combina peças de diferentes tonalidades, obtidas a partir de resíduos da indústria de móveis. A estante reúne 30 espaços para armazenar qualquer material de decoração ou até itens de escritório. Ideal para salas de estar e home-offices. O projeto é do designer Paulo Dias Batista, do Estúdio ID Bortolini de Garibaldi, RS. / www.designbrasil.org.br/debrazil/index.htm
|TOPO|


A convite do Fórum, diretor do prestigiado Ron Arad Architects chega ao Brasil em março
A convite do Fórum Internacional de Arquitetura e Construção (de 22 a 25 de março, no Transamerica Expo Center), Asa Bruno, responsável por projetos como o Design Museum Holon, em Israel, e o Mediacité, na Bélgica, dará palestra no dia 25 de março ao lado do arquiteto português Gonçalo Byrne.

   À frente da direção do renomado escritório britânico Ron Arad Architects, Asa Bruno é um dos destaques do Dia do Arquiteto. Dois de seus projetos mais recentes dão forma à personalidade criativa dos arquitetos do escritório: o Design Museum Holon, em Israel, e o Mediacité, na Bélgica.

   Em São Paulo para ministrar palestra no Fórum Internacional de Arquitetura e Construção, Asa Bruno apresenta “Ron Arad Architects: Projetos e Processos da Arquitetura” às 16h.

  O design volumétrico, a experimentação e a realização de idéias nos limites das possibilidades da engenharia, nos projetos do Ron Arad Architects, celebram o poder da arquitetura. Trabalhando em grandes e pequenas escalas em projetos em todo o mundo, as obras da marca Ron Arad dão formas inventivas a espaços públicos.

   Programação do Fórum traz ainda o premiado arquiteto português Gonçalo Byrne - “Arquitetura, Tempo e Vida” é o tema da palestra que o arquiteto Gonçalo Byrne apresenta no dia 25 de março no Fórum Internacional de Arquitetura e Construção. Para ele, “falar da vida dos edifícios e das cidades é cruzar a dimensão temporal com a condição de contentores de vida que esses mesmos espaços representam”.

   Autor de projetos premiados e vencedor de diversos concursos internacionais, Byrne assina a recente intervenção no Palácio de Estoi, no Algarve, a Torre de Controle de Tráfego Marítico, em Lisboa, e o Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra, e a sede do Governo da Província de Vlaas-Brabant em Lovaina, na Bélgica.

   Asa Bruno e Gonçalo Byrne dividirão o Dia do Arquiteto com profissionais brasileiros. Um painel apresentado pela Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBea) discutirá o “CAU – Conselho de Arquitetura e Urbanismo: Efeitos práticos no dia a dia dos profissionais”./ www.exporevestir.com.br
|TOPO|


Deborah Roig assina cenário para Ronnie Von

Todo Seu, programa apresentado por Ronnie Von na TV Gazeta

“Procurei imprimir o estilo do apresentador em cada detalhe dos três ambientes”, explica Deborah. Sala de estar, lounge e cozinha gourmet trazem uma composição inusitada de cores, que misturam tons neutros e fortes, como o berinjela e o marrom, além do mix de texturas, como o vidro e o couro croco.

   Poltronas e móveis de linhas retas, pendentes modernos e uma iluminação indireta criam um clima intimista para receber os convidados com muito conforto. Destaque para o jardim vertical feito em parceria com a paisagista Paula Magaldi.

   Fornecedores- Mobiliário: Móveis Artefacto/ Paisagismo: Paula Magaldi Paisagismo / Tapetes: By Kamy / Abajur e Pendentes: Bertolucci / Marcenaria: MCM Marcenaria e Carpintaria Modelo / Papel de Parede: WallCoverng Revestimentos e Persianas / Tinta: Lukscolor / Cortinas: Casa Mineira / Quadros: Moldura Minuto / Objetos de Decoração: Etna/ www.deborahroig.com.br
|TOPO|


Catástrofes Ambientais: curso da Universidade Secovi orienta sobre soluções

Dirigida a engenheiros, arquitetos, advogados e estudantes dessas áreas, a iniciativa intitulada Desenvolvimento e Aprovação de Projetos de Parcelamento do Solo Urbano, terá início na quarta-feira, 6 de abril, e duração de quatro meses

   Novidade, já não é para ninguém, que as catástrofes habitacionais decorrentes das chuvas no início deste ano poderiam ter sido amenizadas e até evitadas se as regiões atingidas tivessem sido projetadas levando em consideração aspectos urbanísticos e ambientais. Infelizmente, o Brasil sofre com a falta de planejamento urbano e o número de profissionais despreparados no setor de habitação.

   O Secovi-SP (Sindicato da Habitação), por meio da sua universidade corporativa, oferece o curso Desenvolvimento e Aprovação de Projetos de Parcelamento do Solo Urbano, que tem como objetivo proporcionar aos participantes conhecimentos das implicações ambientais, infraestrutura e saneamento básico para a aprovação de projetos e licença de loteamentos.

   O curso, com quatro meses de duração, terá início no dia 6 de abril, uma quarta-feira, e apresentará temas complexos e polêmicos com os quais defronta a atividade econômica imobiliária, incluindo o estudo de áreas contaminadas, resíduos sólidos, legislação geral e específica, sistemas de abastecimento de água, de coleta, restrições ambientais e urbanísticas, além de compreender a importância do monitoramento das obras.

   Composto por cinco módulos, o curso é destinado a engenheiros, arquitetos, advogados e estudantes do último ano de faculdade dessas áreas.

   Serviço: Curso Desenvolvimento e Aprovação de Projetos de Parcelamento do Solo Urbano / Universidade Secovi / Av. Brigadeiro Luiz Antonio, 2.344, 9º andar, São Paulo (SP) / de 6-4 a 6-7 / Segundas e quartas-feiras, das 18h30 às 22h / Inscrições (11) 5591.1303 a 1308 ou universidade@secovi.com.br / www.secovi.com.br
|TOPO|


Obra da Arena Grêmio tem seu primeiro pilar
Ao todo serão 590 blocos de fundação/pilares. O processo construtivo se dá a partir do setor norte, local onde ficará a futura avalanche da Geral.

O sol forte e o calor sufocante não tiraram o entusiasmo dos novos conselheiros da Grêmio Empreendimentos que na primeira visita oficial às obras da Arena, nesta sexta-feira, 4/02, tiveram a oportunidade de conhecer o primeiro pilar dos 590 que serão erguidos no terreno. "É minha primeira visita aqui. É emocionante ver a realização de algo que começou com uma hipótese há 4 anos agora se transformar em realidade," vibrou o conselheiro Alexandre Grendene.

   Na ocasião, a OAS e a Plarq Planejamento e Arquitetura fizeram uma apresentação de talhada do projeto e entregaram o relatório mensal das atividades. Em cinco meses, já são 192 mil m² de área construída, com 14.841 metros de estacas de concreto cravadas e 1.320 metros de estacas metálicas. A OAS também deu início à construção das centrais de pré-moldados e de concreto, que farão as vigas e lajes. Segundo a construtora, a medida proporcionará mais agilidade à obra, já que não dependerá do transporte até o local.

   Ainda de acordo com a construtora, o processo construtivo se dá a partir do setor norte (local onde ficará a futura avalanche da Geral). Na sequência, os setores nordeste, leste sudeste, sul, sudoeste, oeste e noroeste terão toda a sua estrutura construída até dezembro de 2012, conforme estimativa da empresa.

   O presidente da Grêmio Empreendimentos, Eduardo Antonini, anunciou que a partir de agora, todas as terças serão marcadas por reuniões da diretoria executiva do Grêmio com a OAS. "Isso significa aumento no ritmo de trabalho para que no segundo semestre do ano esteja pronto o plano de negócios da Arena," informou. / www.oas.com.br / www.plarq.com
|TOPO|


Os novos ângulos da saúde no país
Escritório Fernandes Arquitetos Associados desponta como uma alternativa na modernização e criação de novos projetos hospitalares

A evolução dos hospitais vem se consolidando no segmento de saúde. A cada momento surgem novos serviços e designações com o objetivo de fazer com que o paciente e seus familiares não se sintam num ambiente hospitalar. Aliado a essa modernização, as linhas arquitetônicas ganham novos traços e ângulos, que diferem das antigas edificações hospitalares. Neste cenário, o escritório Fernandes Arquitetos Associados desponta como uma alternativa promissora na modernização e criação de novos projetos hospitalares.

Hospital da Criança   Com atuação na iniciativa privada e esfera pública, o escritório é responsável por projetos customizados e inovadores em hospitais de São Paulo como os blocos I e III do Instituto de Cardiologia Dante Pazzanese, edifício anexo do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, Hospital da Criança de São José do Rio Preto, Hospital Estadual Mario Covas, em Santo André, entre outros.

   “Nossos projetos são marcados pela transformação e inovação das formas, assim conseguimos aproximar as linhas externas às utilizadas internamente na decoração e no mobiliário, por exemplo. Dessa maneira, o paciente e os familiares não se sentem em um hospital. O ambiente fica mais leve e clean”, explica Daniel Fernandes, arquiteto responsável pelos projetos de diversos complexos hospitalares.

   A preocupação com o ambiente sustentável também está presente nos projetos. O arquiteto explica que utilizar os recursos naturais como a luz solar e a água da chuva, por exemplo, são fatores que valorizam o projeto econômica e socialmente. “O aproveitamento desses recursos gera economia de despesas para os administradores e são bem vistos pela comunidade que utiliza os serviços, passando ainda mais credibilidade e consciência sustentável à população”, acrescenta Fernandes.

   Desenvolver projetos baseados na excelência e integrados ao meio é a tônica do escritório, que já está trabalhando em novos projetos no segmento de saúde.

   Portfólio Hospitalar - Com mais de 12 anos de atuação no mercado, o escritório Fernandes Arquitetos Associados desenvolve projetos que vão desde o estudo inicial ao detalhamento final. Comprometido com inovação e qualidade, vem conquistando o reconhecimento do mercado nos segmentos de infraestrutura, transporte, esportivo, saúde (hospitais públicos e privados), industrial, residencial, edifícios comerciais e de uso misto, institucionais e projetos urbanísticos.

   No segmento de saúde é responsável pelos projetos dos blocos I e III do Instituto de Cardiologia Dante Pazzanese, edifício anexo do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, Hospital da Criança de São José do Rio Preto, Hospital Estadual Mario Covas, em Santo André, Hospital Municipal de Paulínia, Hospital Franco da Rocha, PAM Várzea do Carmo e Hospital da Polícia Militar-SP./ http://urano135.digiweb.psi.br
|TOPO|


Panamericana Escola de Arte e Design agora também é faculdade

A instituição acaba de criar a Panamericana Faculdade de Arte e Design que passa a oferecer nove cursos de pós- graduação, divididos nas áreas de design, comunicação e artes visuais (fotografia) e dois cursos de graduação (bacharelado)

   Ao comemorar 50 anos de história, a Panamericana Escola de Arte e Design marca o início de uma grande evolução em sua trajetória de ensino no País. A partir de agora a instituição também passa a ser faculdade, a qual se chamará Panamericana Faculdade de Arte e Design, passando a oferecer cursos de graduação (bacharelado) e pós-graduação (lato sensu).

   “A criação da faculdade surgiu de uma tendência natural dentro da instituição, pois a arte, o design, a inovação e a criatividade estão presentes no DNA da Panamericana Escola de Arte e Design e também serão a base dos cursos ministrados na Panamericana Faculdade de Arte e Design”, diz Enrique Lipszyc, fundador da Panamericana Escola de Arte e Design, acrescentando que os cursos de ensino superior foram desenvolvidos para atender uma demanda do mercado e contarão com a mesma qualidade e o mesmo know-how que tornaram a instituição reconhecida e respeitada nacional e internacionalmente.

   A Panamericana Faculdade de Arte e Design foi credenciada pelo Ministério da Cultura (MEC) em janeiro e obteve nota máxima em todos os requisitos avaliados: projeto pedagógico, titulação, experiência do corpo docente e infraestrutura. A faculdade nasce com nove cursos de pós-graduação (lato sensu) divididos nas áreas de design, (design de varejo; consultoria de imagem e de tendências: moda; e design universal), de comunicação (comunicação para novas mídias digitais; promoção, eventos e merchandising e criação; e inovação e liderança global) e de artes visuais (fotografia de design e arquitetura; fotografia contemporânea: narrativa e poética; e fotografia e audiovisual: curadoria e crítica). Todos os cursos têm carga horária de 420 horas e duração de um ano e meio. Além dos cursos de graduação (bacharelado) em design gráfico e artes visuais (fotografia), com duração de três anos e meio, que terão início no segundo semestre.

   Com a faculdade, a Panamericana pretende criar um diferencial no mercado, já que todos os cursos da pós-graduação são inéditos. Os alunos dos cursos superiores contarão com um corpo docente formado por 70% de doutores e mestres e comprovada experiência profissional em seu campo de atuação, um dos grandes diferenciais da instituição ao longo da sua história.

   A Panamericana Faculdade de Arte e Design está localizada nos mesmos campus que oferecem os cursos de arte, de design e de comunicação, nos bairros de Higienópolis e dos Jardins. Os alunos da pós-graduação, cuja as inscrições vão até 11 de março, estudarão inicialmente no campus de Higienópolis, localizado à Av. Angélica, 1900. Mais informações podem ser obtidas no site www.escola-panamericana.com.br. Confira abaixo mais detalhes sobre os cursos de design.

/ www.escola-panamericana.com.br
|TOPO|


Setor da saúde é pioneiro em sustentabilidade
Em Curitiba, estrutura da Paraná Clínicas atende 100% das exigências de Licença Ambiental e normas da Anvisa

   O mercado de saúde está à frente na busca pelo controle da poluição ambiental, gestão de resíduos e eficiência operacional com baixo custo de manutenção. No Paraná, o Centro Integrado de Medicina (CIM) da Paraná Clínicas, localizado no Água Verde, possui mais de 18 mil m² de estrutura totalmente sustentável que visa à redução no consumo de água, energia elétrica e poluição sonora, líquida e sólida.

   O CIM foi uma das primeiras instalações de grande porte na área da Saúde, no Sul do país, que atenderam todos os pré-requisitos de controle ambiental e normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Para a arquiteta e autora do projeto, Sandra Pinho Pinheiro, “o setor da saúde sempre se mostrou preocupado com as construções que respeitem o meio ambiente. A estrutura do CIM, por exemplo, apresenta sustentabilidade em todo o seu espaço, visando a economia de bens não-renováveis e o bem-estar, não apenas dos frequentadores, mas da população em geral”.

   A preservação do meio ambiente é vista em diferentes setores:Iluminação: aproveitamento máximo da luz natural, inclusive em ambientes clínicos de recuperação, salas de espera, locais de permanência de funcionários e garagens / Água: sensores elétricos contribuem com a redução no consumo, em toda a estrutura. Contenção de cheias e aproveitamento de águas pluviais permitem o correto gerenciamento da água / Energia: locais de circulação pontual, como escadas e banheiros, possuem iluminação com sensores de presença / Automação-telefonia: no bloco corporativo, o piso elevado e a tecnologia IP garantem as revisões de layout e ampliação de pontos que resultam em economia de materiais e manutenção / Informática: substituição de 100% dos aparelhos por modelos de baixo consumo / Mobiliário: todas as madeiras utilizadas possuem o selo FSC, do Conselho Brasileiro de Manejo Ambiental / Pintura: as tintas utilizadas têm baixo índice de compostos orgânicos voláteis.

   Segundo o Presidente da Paraná Clínicas, Hamilton Leal Júnior, “As empresas hoje têm um compromisso com a sociedade na qual estão inseridas. Este é um compromisso como organização, em fazer ações e obras que sejam sustentáveis, do ponto de vista econômico, social e ambiental. Assim, acreditamos que todo investimento da empresa em infra-estrutura deve acompanhar este pensamento e foi assim que idealizamos a construção do nosso Centro Integrado de Medicina”, afirma. “Para os próximos projetos, manteremos este pensamento de sustentabilidade” finaliza.
|TOPO|


Arquiteta Cris Correa lança livro “Fachadas Ventiladas” pela C4 Editora
A Arquiteta Cris Corrêa lançou recentemente o Livro “Fachadas Ventiladas" - primeiro volume da nova coleção idealizada pela C4 Editora, que visa deixar o profissional de arquitetura informado das novidades tecnológicas disponíveis no mercado brasileiro para a construção civil e conta com o apoio cultural da Gail - Arquitetura em Cerâmica.

   O livro “Fachadas Ventiladas” traça um histórico dessa nova tecnologia e traz diversos cases. Entre eles podemos citar o do Edifício Jurubatuba (Mantra Engenharia) - 1ª obra de fachada ventilada com cerâmica extrudada do Brasil.

   Na publicação, o KeraGail (Gail Arquitetura em Cerâmica) é apresentado como o sistema de revestimento de fachada ventilada em cerâmica extrudada que atende de maneira mais completa aos anseios arquitetônicos dos profissionais, levando em conta o enfoque estético, sustentável e inovador.

   A idéia do livro, segundo a autora, veio por se tratar de um assunto relativamente novo no país e também por ser um produto sustentável, capaz de solucionar questões referentes ao acabamento de fachadas de uma forma mais ecológica com menos gasto de energia.

   A autora Cris Corrêa é formada em Arquitetura e Urbanismo (Universidade Mackenzie), onde nasceu seu interesse por história e teoria da arquitetura. “O convívio posterior com Ruth Verde Zein – com quem trabalhou – consolidou seu interesse nessa área ainda pouco desenvolvida no Brasil”. É autora de “Edifícios Escolares – Colégio Oswaldo Cruz”, “Edifícios sustentáveis – Rochaverá” e “Instituições Financeiras”, além de editora das coleções Arquitetura Comentada, Escala 1:20, Design & Processo e Artnik./ www.editorac4.com.br
|TOPO|


João Carlos Perussolo é nomeado vice-presidente técnico do SINDUSCON-PR

O engenheiro civil João Carlos Perussolo, diretor proprietário da Construtora San Remo, assumiu recentemente a vice-presidência técnica do Sinduscon PR (Sindicato da Indústria da Construção Civil no Paraná), a convite da entidade. O mandato da diretoria da qual João Carlos faz parte terá vigência até o mês de dezembro de 2013 e é presidida pelo empresário Normando Antonio Baú.

   Entre as atribuições do engenheiro está o acompanhamento junto à ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) da reformulação da “Norma de Desempenho para Edificações”, prestes a ser implantada no Brasil. “Trata-se de uma norma que alterará diversos parâmetros construtivos e que, se não for bem elaborada, poderá superdimensionar as exigências técnico-construtivas, tornando o preço de venda dos imóveis inviáveis ao bolso do consumidor brasileiro”, afirma João Carlos.

   Um dos principais objetivos, avalia o vice-presidente, é a tentativa de combater a influência de alguns grupos que atuam na reformulação da norma com base em um interesse próprio. “Não nos posicionamos contra e indiscutivelmente a norma é necessária para o desenvolvimento da construção no Brasil. No entanto, o Sinduscon trabalha para torná-la compatível com o atual poder aquisitivo da população, sugerindo o aumento gradativo das exigências, em um prazo de até dez anos”, finaliza./ www.sinduscon-pr.com.br
|TOPO|


Diagnóstico de sustentabilidade da Inovatech enfoca resultados efetivos para condomínios que investem em retrofit
O serviço oferecido pela consultor ia especializada em soluções sustentáveis para o setor da Construção proporciona uma visão global da sustentabilidade em condomínios, orientando condôminos que buscam sustentabilidade com resultados

   Para garantir que síndicos ou conselhos diretivos de condomínios tenham tranquilidade na escolha de produtos e serviços efetivamente sustentáveis, a Inovatech Engenharia desenvolveu o Diagnóstico de Sustentabilidade para Condomínios. Atenta aos problemas provocados pelo bombardeio diário a prédios residenciais e empresariais com ofertas ditas ecologicamente corretas, a empresa criou um relatório com critérios específ icos para cada empreendimento, capaz de identificar o que realmente é necessário e pertinente para tornar o edifício sustentável. Especializada em soluções sustentáveis para o mercado da Arquitetura e Construção, a Inovatec h auxilia o condomínio na avaliação dos resultados propostos por determinados produtos ou serviços sustentáveis.

   “O nosso objetivo é orientar síndicos e conselhos diretivos dos empreendimentos que, muitas vezes, não têm subsídios técnicos para julgar se determinados produtos atendem as reais necessidades do condomínio ou se efetivamente geram resultados satisfatórios”, afirma Luiz Henrique Ferreira, diretor da Inovatech. Para isso, o Diagnóstico de Sustentabilidade da Inovatech consiste em uma análise detalhada e minuci osa da situação real do edifício e de sua operação, utilizando a metodologia Processo AQUA. A partir daí é criado um documento de diretrizes de sustentabilidade para o condomínio, com proposição de soluções que levem à sus tentabilidade de fato e resultados tangíveis.

   O trabalho de retrofit (ou reabilitação) é hoje uma necessidade dos grandes centros urbanos, uma vez que a expansão territorial horizontal deixou de ser vantajosa, pois além das construções há a necessidade de infraestrutura urbana (vias de acesso, transporte público, energia, água, esgoto, comércio) para permitir a ocupação de determinadas regiões de maneira sustentável. “E este tipo de investimento normalmente é de longo prazo”, ressalta Ferreira. Paralelamente, edif ícios com melhor localização, consequentemente mais antigos, não conseguiam atender às novas necessidades de seus usuários, como infraestrutura para internet, sistemas de ar-condicionado e maior consumo energético. Diante desse cenário, iniciou-se em grandes cidades, como São Paulo, um processo de reabilitação, que acaba por contribuir em um conceito de sustentabilidade mais amplo, envolvendo meio ambiente, mais também segurança e cidadania.

   Mais especificamente sobre a questão econômica, o trabalho de retrofit está relacionado à redução de custos com água, energia e manutenção, além da possibilidade de geração de receita com a valorização de resíduos da operação e uso. Já as vantagens ambientais vão desde a redução do consumo de recursos naturais a té a melhora da qualidade de vida e condições de conforto de seus usuários, passando por uma adequada relação do edifício com o seu entorno e redução da quantidade de resíduos gerados. Mas tudo isso para funcionar precis a ser muito bem dimensionado e alinhado com o funcionamento natural do condomínio, sob o risco de desperdício, perda do investimento e ainda mais impacto para o meio ambiente./ www.inovatech.eng.br
|TOPO|


Lavabo e cozinha – revestimento é o ponto forte

Aliando simplicidade e sofisticação nos revestimentos, arquiteto transforma ambientes em espaços agradáveis e modernos

   Muito além da rotina de alimentar-se e de higiene, a cozinha e o lavabo de uma casa têm sido alvo constante de grandes decoradores que vêem nesses locais dois espaços incríveis para a decoração.

   Pensar em como decorar e harmonizar esses ambientes foi a tarefa do arquiteto Glaucio Gonçalves, do EB-A - Espaço Brasileiro de Arquitetura. Gonçalves trabalhou as paredes desses ambientes com materiais práticos e bonitos.

   Na cozinha, as paredes foram todas revestidas em past ilha miscelânea nas cores preto, branco e cinza, harmonizando com o piso em porcelanato preto e o armário em branco e preto. Para deixar o ambiente mais agradável, uma iluminação fluorescente com dicróicas para foco e duas banquetas vermelhas – uma cor quente no espaço para deixá-lo mais aconchegante e sofisticado.

   Já no lavabo, a parede foi revestida com um papel de parede em floral nas cores do ambiente para realçar o espaço. O lavatório, com uma cuba embutida em mármore, e o piso, do mesmo material, foram valorizadas com uma iluminação cênica.

   Aliar peças de bom gosto e que combinem com o estilo do ambiente são características de Glaucio Gonçalves. Na decoração desses espaços, o arquiteto procurou sempre encontrar o ponto ideal entre simplicidade e sofisticação, modernidade e conforto. “Os revestimentos trazem um toque diferente para cada espaço, aliando novas tendências ao perfil de cada cliente.”/ www.eb-arq.com
|TOPO|


Holcim Awards dá oportunidade a jovens talentos

Maior premiação voltada para o fomento da construção sustentável no mundo, tem categoria exclusiva para jovens estudantes maiores de 18 anos

 Nesta edição, houve uma mudança na categoria Next Generation que agora é aberta aos jovens maiores de 18 anos, completos até o dia 23 de março de 2011, e que apresentem projetos criados nas universidades. O prêmio destinado para esta categoria é de US$ 50 mil.

   Criado pela Holcim Foundation for Sustainable Construction, o Holcim Awards é considerado o maior prêmio de estímulo à construção sustentável do mundo e tem como objetivo reconhecer projetos que reúnam inovação, eficiência e visão de futuro para este segmento. O concurso é dividido em duas fases: regional e global. A primeira etapa é realizada em cinco regiões: Europa, América do Norte, América Latina, África&Oriente Médio e Ásia&Pacífico.

   Prêmios - No total, o Holcim Awards irá distribuir US$ 2 milhões em prêmios para os melhores projetos em construção sustentável. Cada uma das cinco regiões distribuirá US$ 300 mil, sendo divididos em: US$ 100 mil para a categoria Ouro, US$ 50 mil para a categoria Prata, US$ 25 mil para a categoria Bronze além dos US$ 50 mil para a categoria Next Generation. As regionais poderão apontar 4 projetos para receber Prêmios de Reconhecimento, concedidos pelo júri, totalizando até US$ 75 mil.

   Na fase global, os projetos que forem premiados com Ouro, Prata e Bronze, de cada região, serão submetidos a um júri mundial. Os vencedores desta etapa receberão um total de US$ 350 mil, sendo US$ 200 mil para o prêmio Ouro; US$ 100 mil para o prêmio Prata; US$ 50 mil para o prêmio Bronze.

   As inscrições para o 3º Ciclo do Holcim Awards seguem até o dia 23 de março pelo site www.holcimawards.org
|TOPO|


O Na Mata Café está de volta

A casa reabre depois de implantar novas mudanças na decoração e na estrutura interna, sob a responsabilidade do escritório de arquitetura “Forte, Gimenes & Marcondes Ferraz Arquitetos”

As novidades do Na Mata, que reabre em soft-opening até o Carnaval, poderão ser vistas já na fachada da Casa, que ficou mais am pla e iluminada. O “Na Moita”, área de shows do Na Mata que deve estar aberto após o dia 18, conta agora com novos camarotes, um bar e um palco maior. Além disso, passou por uma renovada na acústica, que já era considerada uma das melhores da cidade, e poderá receber novos projetos musicais.

   Repaginação do Na Mata - Responsável pelo novo projeto do Na Mata Café, o escritório FGMF priorizou a ideia de criar uma unidade ao espaço. Restaurante e pista agora estão ligados, com uma mesma unidade visual. Em um espaço contemporâneo e lúdico, no restaurante foram substituídas as mesas e cadeiras, e foram colocados sofás, tudo para tornar o espaço mais confortável. Com aparência mais clean e moderna, o novo ambiente conserva ainda elementos do antigo projeto, só que utilizados de maneira diferente. É o caso do cardápio de letrinhas, que está mantido e agora é utilizado para diversas outras informações. Já a pista de dança foi ampliada em 50% e ganhou novos camarotes, inclusive para quem gosta de assistir o show sentado. O bar também mudou de posição, o palco aumentou e a fachada foi alterada e a parte interna fica agora muito mais integrada com a externa.

   Para Fernando Forte, sócio do FGMF, a sensação de quem vai jantar lá é de que o show em breve irá começar na parte de trás. “O Na Mata mergulha mais profundamente em suas características de casa de shows e restaurante com um projeto contemporâneo criado para alinhar essa vocação”, explica./ www.namata.com.br / www.fgmf.com.br
|TOPO|


Luminárias brasileiras recebem o Oscar do design mundial

Brasileiros foram agraciados com o prêmio iF Product Design Award premiou diversos produtos de designers brasileiros

No último dia 1º de março, a cidade alemã de Hannover foi palco da premiação do “Oscar do design”, o iF Product Award 2011 – maior premiação da área na Europa e entre as principais no mundo. 993 produtos de mais de 43 países foram premiados, entre os quais estão 23 produções brasileiras, inscritas com o apoio do programa Design Excellence Brazil. O cobiçado troféu do iF foi desenhado pelo renomado fotógrafo, Herbert H. Schultes.

   A coordenadora do DEBrazil no Centro de Design Paraná – projeto que tem a intenção de promover e reconhecer o design brasileiro no cenário mundial – Juliana Buso, esteve na Alemanha para acompanhar a premiação. “Para o Brasil, este foi um dos melhores resultados, o país teve um total de 100 inscritos no iF Product Design Award 2011 e 23 premiados. É possível perceber a capacidade e o grau de inovação da indústria nacional”, ressalta. Além dos profissionais, dois projetos de estudantes brasileiros também foram premiados no iF Concept Award – prêmio acadêmico da instituição.

   O júri internacional do iF avaliou esta edição como sendo o ano da volta de grandes marcas ao cenário internacional. Nesta edição, 50 produtos foram escolhidos entre 993 premiados para receber o troféu iF Gold. Duran te a premiação destacaram-se as marcas globais: Sony, com quatro troféus e a Apple, com seis. Para Fritz Frenkler, presidente do júri, o design é o fator principal que distingue as empresas em frente à tamanha competitividade. “As corporações que param de usar o design como uma ferramenta estratégica, normalmente saem de cena e, quando voltam a usá-lo, retornam ao mercado com potencial e destaque”, garantiu. Frenkler destacou ainda que no futuro, o design será o grande responsável pelo desenvolvimento de produtos duráveis, voltados para a sustentabilidade e, para as próximas premiações do iF, este será o foco do júri.

   Que o design brasileiro está em constante expansão é uma verdade conhecida, e agora acaba de ser certifica pelo maior prêmio de design da Europa – um dos principais no mundo. Vinte e três brasileiros receberam o ‘Oscar do design’ em diversas categorias. Destaque para os produtos de iluminação: ao todo, cinco luminárias foram contempladas com o iF Product Design Award 2011.

   Todos os premiados estão participando de uma exposição na cidade alemã de Hannover, paralela a CeBIT, uma das maiores feiras de Tecnologia do mundo, de uma mo stra virtual na página do If e do yearbook do prêmio – publicação com circulação por 43 países. Os ganhadores tiveram apoio do Design Excellence Brazil (DEBrazil) – programa de incentivo à promoção da indústria brasileira no exterior – Luminária Pau de Luzcoordenado pelo Centro de Design Paraná.

   Luminária Pau de Luz - Essa luminária é adequada para qualquer tipo de ambiente. Em forma de bastão, ela foi desenvolvida em uma pequena caixa de madeira com hastes de inox removíveis nas extremidades. O seu formato p ermite que ela seja posicionada em paredes e estantes, pois ela utiliza essas superfícies como apoio e refletedoras. O projeto é de Alfio Lisi para a empresa Mercearia ARTÍFICE, ambos do Leme, São Paulo. “O iF traz um retorno comercial e bastante exposição ao produto. É um elemento de prestígio”, garante Lisi.

   Spy - A Spy possui a forma das lâmpadas florescentes. O material do designer Francisco Terroba, da empresa Iluminar, de Minas Gerais, foi idealizado como marcação ou balizador para uso em jardins. O produto possui três tamanhos e uma versão spot, todas em LED e, além disso, tem as funções de gerar luz difusa ou direcionada.

   Fina - O objeto é um abajur para piso, que utiliza em sua estrutura alumínio e aço inox. O produto do designer Fernando Prado, da Lumini de São Paulo possui sistema de orientação d o facho de luz e dimmer para controle da intensidade, o que proporciona ao cliente optar pelo tipo de iluminação adequada ao ambiente em que o objeto está posicionado.

   Linha Bauhaus - Essa linha de luminárias para piso e mesa é mais uma criação do designer Fernando Prado. O conceito do objeto é em homenagem aos 90 anos de Bauhaus – uma das mais importantes escolas de design do mundo e fundadora do Modernismo no design. O produto possui sistema de regulagem de altura, travamento de posição e direcionamento de facho de luz.

   Geo Edge - Mais uma criação de Fernando Prado. O sistema de iluminação foi desenvolvido para ser fixado em fachadas de edifícios, painéis e em pisos. Ele possui formato de caixa e no centro possui um facho de luz que pode ser simétrico ou assimétrico. O objeto permite ainda o uso de lâmpadas de alta potência.

   Moon Glass - A lamparina é uma criação da empresa B lumenox Iluminação da designer Daniela Zilinsky, de Blumenau. A luminária foi desenvolvida com vidro leitoso fosco e alumínio. O material possui um fechamento frontal em alumínio que emite uma luz indireta. A ideia é que a iluminação do ambiente passe uma sensação de aconchego.| www.designbrasil.org.br/debrazil

|TOPO|


Curso de teto verde

2 e 3 de abril de 2011 com instrutores:Johan Van Lengen & Peter Van Lengen

O curso visa ensinar como se prepara a estrutura de um teto coberto com grama e quais os materiais utilizados. Este tipo de teto tem função térmica, pois mantém um clima confortável nos espaços internos da casa.

   A cobertura de grama sobre a laje ou o telhado, garante o conforto térmico dos ambientes internos, devido à alta inércia térmica promovida por este tipo de cobertura. Possui ainda a capacidade de reduzir a temperatura local dos centros urbanos; aumentar o conteúdo de oxigênio e umidade do ar; diminuir a poluição sonora; as plantas absorvem pó e poluentes, melhorando a qualidade do ar em toda a área; além de excelente qualidade estética. A água da chuva que cai no telhado da edificação poderá ser captada, armazenada, e reaproveitada. O curso será prático, com algumas aulas teóricas.

   Serviço: Curso TETO VERDE por pessoa: R$400,00 (incluindo hospedagem, alimentação e material) que pode ser parcelado em R$ 200,00 de entrada para reservar sua vaga, e um cheque pré-datado para 30 dias de R$ 200,00 a ser entregue no início do curso / Local: TIBÁ - Tecnologia Intuitiva e Bio-Arquitetura / Estrada do Alto Sertão s/n / CEP. 28660-000 / Bom Jardim (RJ) / 5521 9601.501 |
www.tibarose.com

|TOPO|


On the Road

A rodovia IIRSA Norte, concessão da Odebrecht que faz parte do eixo multimodal que liga o Brasil ao Peru, é reconhecida por integrar alto padrão tecnológico e de preservação de meio ambiente para a construção do trecho 1: Tarapoto – Yurimaguas, a fim de resguardar a” Cordillera Escalera”, primeira área de Conservação Region al no Peru.

   O prêmio foi oferecido pela International Road Federation, organização que tem como objetivo incentivar o desenvolvimento, manutenção, segurança e sustentabilidade das redes rodoviárias em 110 países e seis continentes no mundo./ www.odebrecht.com.br
|TOPO|


Incorporadora Idea!Zarvos reforma Escola Municipal em Ilhabela
A iniciativa visa utilizar o conhecimento da incorporadora em arquitetura para ampliar o conforto das crianças
A Idea!Zarvos, incorporadora paulistana responsável, entre outros empreendimentos, pelo premiado Edifício 360º, promove a reforma da Escola Municipal Leonardo Reale, em Ilhabela, São Paulo, oferecendo mais conforto às crianças de 02 a 11 anos e favorecendo a qualidade do ensino por meio da ampliação da biblioteca e do pátio que, a partir de então, será coberto, a prática esportiva e de lazer dos alunos. O projeto é assinado pelo arquiteto Rodrigo Izecson, da Idea!Zarvos.

   A iniciativa surgiu por meio da observação da necessidade de melhorias arquitetônicas na escola que, at é então, oferecia um pátio sem cobertura e em péssimas condições de utilização.

   A inauguração da nova ala da escola será realizada em 07 de fevereiro, quando as crianças voltam do recesso escolar. “Para a Idea!Zarvos, colocar em prática esse tipo de ação é muito gratificante, pois não usamos apenas recursos financeiros da empresa para construir algo valioso para a comunidade, mas principalmente as nossas ideias e nosso conhecimento, que são nossos ativos mais preciosos”, conclui Otávio Zarvos, fundador e proprietário da incorporadora./ www.ideazarvos.com.br
|TOPO|


Craft Engenharia renova frota com veículos e equipamentos ecologicamente corretos

Alinhada com sua política de sustentabilidade, a CRAFT Engenharia incorpora novos veículos e equipamentos à sua frota. Além de tecnologia de ponta, as aquisições obedeceram a rigorosos critérios de proteção ambiental. A motorização de todos os veículos está de acordo com a especificação Euro III que reduz a emissão de gases poluentes

A frota de veículos e equipamentos da CRAFT Engenharia, disponível para locação e que também atende as divisões de construção civil e pesada, terraplenagem, demolições e pavimentação da empresa, acaba de ganhar reforço de mais de cinqüenta unidades.

   São trinta caminhões basculantes pesados 6x4, dois caminhões articulados fora de estrada e nove veículos de apoio. Equipamentos de ultima geração também fazem parte do pacote de aquisições: quatro motoniveladoras de grande porte, três tratores de esteira, quatro escavadeiras hidráulicas de 35 ton., uma escavadeira sobre pneus, oito rolos compactadores e dois conjuntos de britagem móveis de grande porte.

   As aquisições fazem parte do plano de renovação da frota de CRAFT iniciado há mais de dois anos. A empresa conta hoje com uma frota de veículos e equipamentos de cerca de 160 unidades, com idade média de dois anos.

   Pioneirismo em sustentabilidade – Uma das empresas de construção pioneiras na área proteção ambiental, a CRAFT colocou como pré-requisito para as novas aquisições motores equipados com tecnologia que dimimui a emissão de gases tóxicos na atmosfera. A iniciativa também se antecipa a criação de legislação de zonas de baixa poluição nas grandes cidades, que limitará a circulaçao de veículos acima de terminado nível de emissões.

   Desta forma, a CRAFT repete sua experiência na área reciclagem de resíduos sólidos da construção civil, quando ainda em 1998 antecipou-se a legislação criada posteriormente com esta finalidade, desenvolvendo seu primeiro reciclador semimóvel. Em 2007, a empresa inovou mais uma vez trazendo o primeiro reciclador móvel de resíduos sólidos da construção do país. O equipamento tem a capacidade de processar 200 toneladas de concreto armado/hora, transformando-as em agregado reciclado, com características que se assemelham as da brita, no próprio canteiro de obra. Hoje, a empresa já conta com dois recicladores móveis, tendo o segundo sido adquirido no final do ano passado.

   Completamente preparada para as grandes obras que serão realizadas para a Copa de 2010 e Jogos Olímpicos de 2016, a CRAFT oferece tecnologia aliada aos mais altos padrões de proteção ambiental em suas operações.| www.craftengenharia.com.br

|TOPO|


Nova regional AsBEA no Ceará

Em 22 de fevereiro, o arquiteto Ronaldo Rezende, presidente da AsBEA, assinou a criação da ACEA - Associação Cearense dos Escritórios de Arquitetura
A história desta regional começou há dois anos, quando um grupo de arquitetos de Fortaleza começou a se reunir para tratar de questões pertinentes ao dia a dia de seus escritórios. Nesses encontros, até então informais, outros pontos referentes à representatividade dos mesmos em questões urbanas e sobre os interesses dos demais escritórios começaram a entrar em pauta.

   Por sugestão da regional AsBEA SC, após conversas com a diretoria e participação em eventos da entidade, esse grupo encontrou na AsBEA e sua força nacional a forma de garantir essa representatividade regionalmente. Com o convênio assinado e estatuto pronto a ACEA já comemora 24 escritórios de arquitetura associados./ www.asbea.org.br

|TOPO|


Na metade do caminho para a Copa 2014, São Paulo é sede mais atrasada
Essa é uma das conclusões do balanço do Portal 2014 sobre as obras dos estádios para o Mundial do Brasil
Há exatos 40 meses, a Fifa anunciava o Brasil, candidato único, como sede da Copa do Mundo de 2014. E com o país no meio do caminho para o Mundial, São Paulo, cidade indicada para a abertura, figura, no momento, como a sede mais atrasada entre as 12 que receberão o evento.

   A conclusão consta no relatório do Portal 2014 sobre a situação dos estádios indicados para receber jogos durante o megaevento. O relatório traz uma compilação de dados públicos e apurados pela equipe do Portal 2014 e fornece um panorama da preparação do Brasil para o Mundial. Dentro do cronograma acordado com a Fifa, o país estaria a pouco mais de 27 meses da Copa das Confederações, para a qual serão necessários pelo menos quatro estádios, e a 39 meses e 11 dias da partida inaugural.

   De acordo com o relatório, outras sedes que enfrentam problemas são Natal e Fortaleza. A primeira, apenas em 2 de março, recebeu proposta financeira para a para a construção do Estádio das Dunas. Na capital cearense, a reforma do Castelão deve começar no final de março, após processo licitatório que levou quase um ano.

   As demais sedes já iniciaram as obras de reforma ou construção de seus estádios. Brasília, Manaus, Recife e Salvador seguem no momento para obras de fundação. Belo Horizonte teve licitação cancelada pela Justiça para a fiscalização das obras do Mineirão, mas a reforma do estádio segue em ritmo normal. Já Recife enfrentou problemas no ano passado para receber as licenças.

   Em Cuiabá, uma das primeiras cidades a começar a construção de sua arena, o Tribunal de Contas do Estado do Mato Grosso (TCE-MT) encontrou indícios de irregularidades na concorrência da Arena Pantanal e suspendeu o repasse para as obras.

   Em Curitiba, o Atlético-PR assinou acordo em setembro passado com prefeitura e governo estadual para a ampliação da Arena da Baixada, encerrando impasse que se arrastava há mais de um ano. O Beira-Rio, em Porto Alegre, mas vem sofrendo pressões da Fifa e do Ministério do Esporte para contratar uma empreiteira que toque o projeto.| www.portal2014.org.br

|TOPO|


 

 

C I R C U L A Ç Ã O

 

 

De malas prontas

Arquiteta Vivian CoserCom a aproximação do mês de abril, Vivian Coser já começa a preparar as malas para Milão. Sempre atenta às novidades da feira, a arquiteta visita os estandes das marcas mais badaladas, como Dedon, MisuraEmme, Edra e Moroso, além do espaço do designer brasileiro, Pedro Franco, que irá expor pela segunda vez no Salão Satélite. Fora do circuito do Salão Internacional do Móvel de Milão, Vivian marca presença nos showrooms, da Kartell, Alessi, B&B e Missoni Home, pra lá de concorridos nesta época do ano.

   Sempre que vai à cidade, Vivian se hospeda no fantástico Hotel Bulgari, um antigo monastério em que toda decoração foi idealizada por Antonio Citterio, um ícone da Arquitetura e design mundial. Entre os lugares que mais gosta de ir com amigos brasileiros e italianos está o Gold, Dolce Gabbana, um restaurante com uma decoração temática, inovadora e ousada.| www.vcsprojetos.com.br

|TOPO|


 

Grupo “Profissionais de Quinta” promove mais um encontro para discutir as tendências da arquitetura e decoração

Desta vez, o foco dos profissionais será o Salão Internacional do Móvel de Milão

Organizado pela designer de interiores, Ana Castro, o Grupo “Profissionais de Quinta” realizou seu último encontro no dia 24 de fevereiro na loja Armando Cerello. O evento reuniu arquitetos e designer de interiores consagrados de São Paulo e até de outros estados, como é o caso do arquiteto baiano David Bastos que visitou o grupo para conferir as novidades do segmento e os projetos individuais de cada profissional envolvido.

   Aproveitando a oportunidade e a presença de importantes nomes do segmento, como: Adriana Scartaris e Therry Choulov (designer de interiores), Simone Kestelman (artista plástica) e os arquitetos David Bastos, João Armentano, Nélia Fey, Simone Goltcher, Renata Coppola, Lídia Damy Sita, Maria Paula Giuliano, Maihitá Guedes, entre outros, o Grupo “Profissionais de Quinta” agendou um novo encontro em 24 de março, com local e horário a definir, para discutir a ida dos componentes do grupo a mais importante feira de design de móveis do mundo, o Salão Internacional do Móvel de Milão.

   Lá, os profissionais irão prestigiar, conhecer e discutir as novidades que serão apresentadas por mais de mil expositores da Itália e do mundo todo neste consagrado evento que acontece de 12 a 17 de abril. Ou seja, mais uma oportunidade que os “Profissionais de Quinta” terão para se aperfeiçoarem e aplicar as mais avançadas e personalizadas ideias em seus projetos nacionais.

   Profissionais deste segmento que possuem o interesse em participar do Grupo “Profissionais de Quinta” devem entrar em contato com Ana Castro pelo telefone (11) 3525.7578 ou contato@anacastro.com.br

|TOPO|


 

 

C U L T U R A

 

 

IQ Art Gallery apresenta Olhares da Alma da artista plástica Debora Muszkat
A IQ Art Gallery do Espaço Cultural Chakras apresenta a exposição Olhares da Alma, da artista plástica Debora Muszkat, conhecida por fazer arte reciclando frascos de vidro. A curadoria é de Antonio Peticov, que selecionou 25 desenhos, entre eróticos e retratos, além de algumas Antonio Peticov, retratado por Debora Muskat esculturas feitas a partir de cristal fundido

Os desenhos são uma síntese de estudos relacionados à personalidade humana, na qual os retratados são, em sua maioria, personalidades do meio artístico e cultural. No dia do vernissage, em 1º de março, será exibido um vídeo, com fotos e depoimentos de todos os retratados pela artista no período que desenvolveu o projeto, entre 1984 e 2005.

   Com o auxílio de uma câmera, Debora desenvolve os desenhos eróticos, a partir de filmagens dos modelos humanos. É quando aperta a tecla pause do aparelho que inicia o processo do desenho. “Esta série surgiu a partir de uma necessidade minha em capturar momentos em movimento”, explica a artista. Desde então, todo o trabalho da artista se desenvolve a partir de vídeos e fotografias, que permitem abordagens artísticas diversas.

   No decorrer do processo para a elaboração de um desenho, o retratado se torna espectador de si mesmo e, com isso, acaba retirando máscaras e se deparando com seus sentimentos mais vitais e indecifráveis. “Vivemos em uma era que valoriza um padrão de beleza ligado à perfeição e à juventude”, diz Debora. “Este enfrentamento mobiliza uma percepção desconhecida, onde há de se ter coragem e generosidade e que, por si só, é uma experiência transformadora”, explica a artista. A fim de mostrar o rumo que está tomando o processo de pesquisa da artista, Antonio Peticov ainda optou por acrescentar à mostra algumas obras atuais de Debora, em técnica mista, enriquecendo ainda mais a leitura do se trabalho.

   Serviço: Olhares da Alma / de 1º a 20 de março / Artista Debora Muszkat / Curadoria Antonio Peticov/ De terça a quinta, 12h à 1h; sexta e sábado, 12h às 2h; domingo, 12h à 0h / IQ Art Gallery, do Espaço Cultural Chakras / Rua Dr. Melo Alves, 294, Jardins, São Paulo (SP) / (11) 3062.8813 / www.chakras.com.br
|TOPO|


Sherwin-Williams participa do VIII Graffiti Fine Art

A Divisão Colorgin da Sherwin-Williams, uma das líderes do mercado de tintas no Brasil, participa da VIII GFA - Grafitti fine Art, que ocorre entre os dias 3 e 20 de março no MuBE - Museu Brasileiro da Escultura (Sala Pinacoteca), em São Paulo.

   Com o tema “Murais Coletivos”, a exposição contará com vinte artistas que apresentarão murais instalados na Sala Pinacoteca do museu.

   Tinho, Sinha, Gafi, Magrela, Snek, Derf, Evol, Mauro, Akenni, Sliks, Enivo, Dninja, Feik, Pifo, Dedo, Vespa, Phero, Iconi K. e Chambs são alguns artistas que estarão no evento. O curador Binho Ribeiro também apresentará sua arte na mostra coletiva.

   Serviço: Exposição Murais Coletivos / Curador Binho Ribeiro / MuBE - Museu Brasileiro da Escultura (Sala Pinacoteca) / Av. Europa, 218, Jd.Europa, São Paulo (SP) / de 3 a 20 de março / de terça a domingo, das 10 às 19 horas / Entrada Gratuita / (11) 2594.2601 | www.mube.art.br
|TOPO|


Arte urbana

O artista Jorge Galvão transformou os tapumes que cercam o terreno onde será implantado o empreendimento residencial DUO, no bairro Ju vevê, na cidade de Curitiba, em uma grande obra de arte a céu aberto. A ação foi promovida pela Monarca Desenvolvimento Imobiliário, empresa responsável pelo imóvel, e consistiu na pintura de mais de 60 metros de muro, que foi completamente tomado por um grafite exclusivo. / www.monarca.com.br
|TOPO|


Tetra Pak oferece Con curso de Esculturas com materiais reciclados

A Tetra Pak lançou recentemente o Concurso Esculturas Urbanas, voltado para jovens universitários dos cursos de Artes Plásticas, Artes Visuais, Arquitetura, Design Gráfico e Industrial. Os projetos devem ter entre 6 m3 e 8 m3 e utilizarem materiais provenientes da reciclagem de embalagens longa vida (resina plástica, pó de alumínio ou placas de material reciclado).

   Os 15 melhores projetos, selecionados por uma Comissão de profissionais da área, receberão os materiais necessários para execução da obra. Os trabalhos serão expostos na Praça Victor Civita, em Pinheiros, São Paulo (SP), em agosto de 2011.

   O Concurso tem abrangência nacional e visa incentivar as reflexões sobre sustentabilidade em produções artísticas. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 31 de março de 2011 no site www.esculturasurbanas.com.br/site
|TOPO|


Brasileiro vence Prêmio illy SustainArt na ARCOmadrid 2011

André Komatsu venceu a quarta edição do prêmio voltado a jovens artistas, que exibiram seus trabalhos na seção ‘Solo Projects: Focus Latin America’

Nesta semana, na ARCOmadrid, a Feira de Arte Contemporânea de Madri, na Espanha, André Komatsu venceu a quarta edição do Prêmio illy SustainArt, concedido a jovens artistas, abaixo de 35 anos, que exibiram seus trabalhos da seção especial chamada Solo Projects: Focus Latin America. O artista brasileiro, representado pela Galeria Vermelho, concorreu com a obra “Concreto Periodico”.

   O júri internacional – formado por dois curadores, María Inés Rodríguez e Adriano Pedrosa, além do Carlos Urroz (diretor da ARCOmadrid), André Komatsu e Carlo Bach, diretor artístico da illycaffèdiretor artístico da illycaffè, Carlo Bach – entregou o reconhecimento ao artista no espaço desenvolvido por Tobias Rehberger, especialmente para a ARCOmadrid 2011. Para o corpo de jurados: “A obra do artista, exibida nesta exposição, se destaca pelo seu forte impacto visual e pela sua qualidade. Além disso, ela revela uma jornada pessoal inovadora, articulada em sua composição escultural, arquitetônica e artística. Estamos, portanto, muito felizes por conceder o prêmio a André Komatsu.”

   O artista recebeu 15 mil euros e a oportunidade de desenvolver um projeto para a illy Art Collection, a coleção de xícaras da marca, assinada por artistas de renome internacional, além de jovens talentos.

   A ARCOmadrid, a illycaffè lançou, oficialmente, o novo site www.illysustainArt.org: uma janela aberta para o universo da arte contemporânea, que visa se tornar o lugar de referência, o ponto de encontro e o espaço ideal para o intercambio cultural entre artistas e curadores provenientes de países em desenvolvimento.

   André Komatsu, de 32 anos, mora e trabalha em São Paulo (SP) e é formado em design pela FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado), também localizada na capital paulista. Mostras individuais: Soma Neutra, Galeria Vermelho (2009) e Projeto Bolsa, Museu da Pampulha (2006). Mostras coletivas: Para Ser, (MUSAC, Espanha, 2010), Obsession (University of Leeds, Reino Unido, 2009), After Utopia (Museo Pecci, Prato, Itália, 2009), When Lives (Yerba Buena, Estados Unidos; Museum of Contemporay Art Tokyo, Japão; Hiroshima Museum, Japão)./ www.illysustainArt.org
|TOPO|


 

 

V A R E J O

 

 

Mac Móveis, referência em mobiliário para área externa, chega à Ipanema.

Fundada há 30 anos, a Mac é hoje referência nacional em mobiliário para áreas externas. Sob comando de Artur Fernandes, a marca chegou ao Rio em 2006 e se instalou em uma área de mil metros quadrados, no bairro do Recreio dos Bandeirantes. Em quatro anos de sucesso, a marca se tornou preferência de arquitetos e decoradores e, por sugestão dos profissionais, veio a ideia de expandir o negócio. “Hoje, temos que facilitar a vida dos nossos clientes, abrir um ponto de venda na Zona Sul se tornou uma necessidade”, afirma Artur. O local escolhido foi um casarão em Ipanema, na Rua Aníbal de Mendonça esquina com Redentor, no coração do quadrilátero do charme. O espaço de 320 m² abrigará as novidades da coleção 2011, além dos clássicos da marca, feitos em madeira certificada, alumínio e fibra sintética de fabricação própria.

   Serviço: Mac Móveis / Rua Aníbal de Mendonça 158, Ipanema, Rio de Janeiro (RJ) / (21) 2512.4253 / 7729.7010/ Segunda a sexta de 10h às 20h, sábado de 10h às 16h / www.mac-rio.com.br
|TOPO|


Orlean amplia loja do CasaShopping
Depois de 19 anos no CasaShopping, a Orlean expande sua loja. Originalmente com 150 m², o espaço foi ampliado para 210 m² por André Piva. O arquiteto desenvolveu uma área especialmente para a exposição de tecidos importados para cortinas e estofados, a nova aposta da marca. “Procuramos sempre tornar o mix da loja mais completo. Precisávamos de espaço na loja, para expor da melhor maneira os produtos”, afirma Simone Orlean, dona da marca. Para comemorar a expansão, Simone fará o lançamento da coleção 2011 com um brunch na nova loja. Entre os destaques, estão a coleção de tecidos da italiana Lisa Corti e os lançamentos das norte-americanas Ralph Lauren e Bart Halpern, da holandesa Eijffinger e da inglesa Harlequin. Será um brunch para arquitetos no dia 17 de fevereiro.

   Serviço: Orlean / Av. Ayrton Senna 2150 / bloco H, lojas K,L, M e N CasaShopping, Barra da Tijuca. Tel. 3411-7141. Segunda de 12h às 22h, terça a sábado de 10h às 22h, domingo de 15h às 21h. www.orlean.com.br
|TOPO|


Novo Ambiente passa a distribuir produtos da Nada Se Leva

Destaque na produção de peças com traços barrocos a marca integrará o portfólio da Novo Ambiente
A Novo Ambiente, referência em mobiliário residencial e corporativo, apresenta mais uma novidade. A loja passa a ter no seu portfólio de produtos peças do estúdio Nada se Leva, dos designers André Bastos e Guilherme Leite Ribeiro.

   Com linhas expressivas que mesclam traço s clássicos e retrôs, as novas tendências do design atual, cada peça da Nada se Leva destaca-se pelo ineditismo e pelo trabalho apurado e minucioso de seus criadores. A inspiração dos designers vem do barroco. Exemplo disso é a coleção Ligero, que apresenta peças de design bastante trabalhado e recortado que brincam com o traço rico e rebuscado do barroco.

   Feitas com soluções inusitadas o diferencial destá linha, que conta com diversos produtos, é, na sua grande maioria, a funcionalidade de cada móvel como as mesas de apoio, de vários tamanhos, e peças que podem ser aplicadas na parede (espelhos, suportes e aparadores). A coleção Ligero estará disponível nas lojas da Novo Ambiente, assim como a mesa Antoinete uma das novidades mais recentes da Nada Se Leva.

   Com um design inspirado na Galerie des Glaces, do Palácio de Versailles, está mesa é composta por dois cubos sobrepostos, um de acrílico cristal, com desenhos dos bisotés estilizado, e outro cubo de acrílico espelhado, que remetem as formas do Palácio.

   Para Guilherme Leite Ribeiro a parceria com a Novo Ambiente será muito importante para a expansão da marca no Rio de Janeiro, uma vez que seus produtos terão venda exclusiva na cidade por meio da loja. “Nós (Guilherme e André) estamos bem animados com a essa parceria. Conhecemos há anos, o trabalho pioneiro da Novo Ambiente no fomento do design nacional, por isso temos um grande respeito pelo trabalho da marca. Ao entrar na loja é evidente o valor dado a produção nacional onde é possível encontrar grandes clássicos do design internacional, isso é muito legal de ver e, é raro. No Rio de Janeiro, Nada se Leva, só na Novo Ambiente”./ www.novoambiente.com.br
|TOPO|


Tok&Stok amplia loja da Marginal Pinheiros

Primeira das três fases da expansão inaugura hoje com novo Café Design e mega espaço Office, além de 60 árvores. Investimentos somarão R$ 17 milhões
Quem passa pela Marginal Pinheiros, próximo à ponte Eusébio Matoso, já deve ter visto que a loja Tok&Stok está crescendo e mudando. Esta tradicional unidade da marca, aberta em 1983, inaugura a primeira das três fases de ampliação e reforma nesta segunda-feira, 14, passando a ter na primeira etapa novo Café Design e um mega espaço Office.

   O projeto de ampliação e renovação prevê investimentos da ordem de R$ 17 milhões, que no final somará quase 4.000 m2 de área aos 7.000 m2 já construídos. As obras tiveram início em janeiro de 2010 e a previsão de conclusão da segunda e terceira fases está prevista ainda para o segundo semestre deste ano.

   Com um fluxo de público que alcança a média de 15 mil de pessoas por mês, a loja está crescendo e se transformando para atender cada vez mais e melhor seus clientes. "Conforto, eficiência e elegância são as três palavras que norteiam nossa intervenção na loja com a assessoria do arquiteto Felippe Crescenti" ressalta Ghislaine Dubrule, sócia e vice-presidente da empresa.

   Essas características já são notadas ao chegar ao novo estacionamento, cercado de árvores, e ao entregar, opcionalmente, o carro para o serviço de valet, que continua gratuito e com 250 vagas de propriedade da empresa, que permitem guardar com segurança os carros dos clientes. Há ainda vagas especiais para idosos e deficientes bem ao lado da porta principal.

   No hall de entrada da loja o cliente pode optar entre a escada rolante e o elevador panorâmico para iniciar sua visita. Durante a subida, ele enxerga o altíssimo pé direito, que transmite a sensação de intimidade resultante da presença de uma centena de lanternas japonesas penduradas no teto. A notar que esse recurso ilustra o conceito Tok&Stok das soluções originais em decoração sem excesso de gastos.

   Ainda no hall estão árvores que saem de um grande deck de madeira, pertencente ao espaço do novo Café Design, que ocupa 260 m2. "O cliente que precisa renovar toda a decoração da casa ou do escritório pode, às vezes, permanecer na loja por horas" comenta Ghislaine Dubrule. “Agora ele pode parar, descansar e refletir mais confortavelmente nesse novo e luminoso espaço com o verde da natureza”, acrescenta.

   No piso superior, o cliente acessa o novo mega espaço Office de 950 m2 com mais de mil itens e quase 40 soluções entre ambientes decorados e displays de produtos, que retratam as mais diversas situações da vida profissional tendo como pano de fundo uma vista impressionante da cidade de São Paulo. Ghislaine explica que o mega espaço foi criado especialmente por causa da forte demanda dessa loja por produtos Office e Home Office, que hoje se confundem cada vez mais.

   A visita ao piso superior continua pela parte antiga da loja, que abriga outros setores, que estão sendo reformados por partes, de forma a não prejudicar a circulação e o atendimento.

   Além de preocupada em atender bem os clientes, a Tok&Stok também está atenta ao se u papel de empresa socialmente responsável. A loja (área nova e futuramente toda a extensão) apresenta pisos táteis e banheiros específicos para deficientes. A área externa também atende a lei de acessibilidade ao oferecer piso direcionável no passeio público, enquanto que a calçada conta com o piso intertravado, por ser permeável.

   Mais de 60 árvores (Resedás Brancos, Tipuanas e Carpentárias) foram transplantadas em 1.500 m² de área gramada. Há ainda as espécies preservadas Sibipirunas e Goiabeiras, que transformam a paisagem urbana em uma praça verde de descanso, em meio às trepidações constantes do fluxo de carros características da região e de megalópoles como São Paulo. Tudo isso completa o cenário de uma empresa voltada à preservação ambiental./ www.tokstok.com.br
|TOPO|


Empório Portobello abre franquia em Patos de Minas

A cidade de Patos de Minas, em Minas Gerais, recebe uma Empório Portobello, loja especializada em revestimentos cerâmicos que pertence à rede Portobello Shop. Com 200m2, a unidade oferece uma ampla variedade de produtos para clientes, arquitetos, designers de interiores e engenheiros que buscam tendências e qualidade em suas construções ou reformas.
   Localizada na avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, 608, Jardim Paulistano, a loja é comandada por Ivando Laterza Junior, que também possui franquias Portobello Shop em Uberlândia e no interior de São Paulo - Araçatuba e São José do Rio Preto. Para o franqueado, Patos de Minas está em pleno crescimento. “A Portobello Shop trará grande impacto na região. Isto porque oferecemos atendimento personalizado e serviços diferenciados, como medição de obras, equipe credenciada de assentadores, acompanhamento, assessoria técnica, simulação de ambientes, logística de entrega programada, entre outros benefícios”, destaca.
   “A localização estratégica de Patos de Minas, que liga a cidade a grandes centros comerciais como São Paulo, Uberlândia e Belo Horizonte, contribuirá para o alto desempenho da loja e para atender o público da região com a oferta de atendimento personalizado e produtos exclusivos”, complementa Juarez Leão, diretor de Varejo da Portobello.
  
Serviço: Empório Portobello / Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, 608, Jardim Paulistano, Patos de Minas (MG) / (34) 3814.5300 / patosdeminas@emporioportobello.com.br
|TOPO|


Leroy Merlin é indicada ao prêmio GreenBest 2011

A loja Leroy Merlin de Niterói é apontada como uma das 10 finalistas para o maior prêmio de sustentabilidade do Brasil
A Leroy Merlin se preocupa constantemente com a qualidade de seus produtos e serviços. Além disso, a rede francesa de home centers vem priorizando ações de desenvolvimento sustentável para beneficiar não só o pla neta, mas sobretudo, a sociedade.

   Hoje a empresa possui o “Construir e Sustentar”, um programa que implementa diversas ações que englobam desde a comercialização de produtos ecossustentáveis ao patrocínio de projetos de construções que não agridam o meio ambiente.

   A loja Leroy Merlin de Niterói (RJ), inaugurada em outubro de 2009, foi a primeira loja de varejo no Brasil certificada pelo processo AQUA. Esta certificação compro va a alta qualidade ambiental do empreendimento que foi conferida por meio de auditorias independentes, realizadas pela Fundação Vanzolini. Desde a concepção até a conclusão do empreendimento a rede contou com o apoio de uma consultoria ambiental especializada no processo AQUA, a Inovatech Engenharia, que em conjunto com a Leroy Merlin determinou as diretrizes de sustentabilidade conforme o QAE (Qualidade Ambiental do Edifício), mantendo assim o comprometimento dos projetistas e executores do projeto.

   Para se ter uma idéia sobre o que isso significa, do telhado ao estacionamento, tudo foi construído pensando na qualidade de vida da comunidade. Durante a obra foram utilizados materiais ecoeficientes, como tinta à base de água. O piso é de concreto polido, o que dispensa o uso de materiais químicos para conservá-los. Há um reservatório embaixo do es tacionamento com 150 mil litros para reaproveitar toda a água da chuva que depois é utilizada para limpeza da loja e para regar o jardim. Nos banheiros, as descargas possuem válvulas de fluxo duplo que liberam mais ou menos água conforme a necessidade. Isso tudo faz com que a loja economize 50% de água. Para economizar energia, as fachadas foram feitas com vidro e brise que aproveitam a luz natural durante o dia e refrescam o interior da loja. A energia solar é captada por meio de painéis instalados no teto. As lâmpadas da fachada usam tecnologia LED. Com essas ações, a loja consegue economizar 17% de energia. O paisagismo é feito com árvores nativas, que ajudam a preservar a fauna da região. E para comprovar tudo isso, dentro da loja foi instalado um econômetro que informa ao cliente, em tempo real, todas as economias em água e energia até hoje.

   Com tudo isso, a Leroy Merlin Niterói foi apontada como uma das 10 finalistas do GreenBest, na categoria Arquitetura e Construção. Este é o maior prêmio de sustentabilidade brasileiro.

   É a primeira vez que um prêmio como este permite votação popular em larga escala: web e redes sociais. Os vencedores serão reconhecidos como os melhores do país em sua área de sustentabilidade, tornando-se referência nacional para este importante tema. / http://greenbest.greenvana.com / www.leroymerlin.com.br
|TOPO|


Nova S.C.A. Aracaju

A partir de 16 de fevereiro a S.C.A. dá largada a um novo conceito de showroom em Aracaju (SE). O empreendimento de 318 m2, localizado na Av. Francisco Porto, 159, bairro Salgado Filho, foi totalmente repaginado, segue a nova proposta arquitetônica difundida pela marca gaúcha e apresenta os produtos que fazem parte da Coleção Comportamentos. No total oito ambientes fazem parte do showroom de móveis planejados, são eles: hostess, biblioteca com lounge, cozinha conceito, cooking theater, cozinha com lavanderia, closets e brinquedoteca.

   Serviço: S.C.A. Aracaju / Av. Francisco Porto, 159, Bairro Salgado Filho, Aracaju (SE) / (79) 3217.186 / www.sca.com.br
|TOPO|


 

 

C O R P O R A T I V A S

 

 

Concurso Meu Arvy premia ganhadores

O concurso Meu Arvy, criado pela Arvy Indústria de Móveis, de Bento Gonçalves, promoveu uma ampla troca de idéias sobre as melhores soluções de mobiliário para ambientes de trabalho

Desenvolvido no site da Arvy ao longo do segundo semestre de 2010 sob o slogan “Um móvel A Diretora da loja exclusiva Arvy em Porto Alegre/RS entregou o prêmio para o vencedor do concurso, Alexandre Bentoconstruído com as suas idéias”, o concurso possibilitou uma intimidade maior com as necessidades dos públicos-alvos, através da participação de profissionais, estudantes e usuários em geral, que colaboraram com sugestões, criações e análises de móveis.

   Como incentivo à geração de conhecimento, a Arvy premiou as melhores idéias, que foram escolhidas pelos próprios usuários. Os premiados pelo concurso foram contemplando com móveis de escritório de diferentes linhas Arvy.

   O primeiro lugar no concurso ficou com Alexandre Bento, com sua sugestão de uma linha de móveis versáteis “tipo lego”, que torne possível a reformulação do ambiente com os produtos que se têm à mão.

   O segundo lugar ficou com Gustavo Gonçalves, administrador e músico que detectou a necessidade de móveis para guardar arquivos e processos de trabalho, bem como CD’s, LP’s e outras mídias. Um móvel que “tivesse condições de obter estes espaços para os instrumentos e mídias mantendo a formalidade”, foi a sua sugestão.

   Uma ideia bem técnica, mas muito proveitosa conquistou o terceiro lugar. Adriano Vieira solicitou a criação de móveis com menor profundidade, entre 50 e 55 cm, e largura diversificada. Além de técnica sua sugestão foi criativa, já que idealiza uma linha com “todos os móveis em um único nível”./
|TOPO|


TopTelha cresce mais de 11% em 2010

Estratégias inovadoras e economia favorável impulsionam expansão

Crescer com inovação e responsabilidade. Essa foi a meta traçada e alcançada pela TopTelha, empresa com mais de 50 anos de tradição no segmento cerâmico. A indústria, que é referência em qualidade no setor, cresceu 11,42% no ano de 2010 e expandiu seu faturamento em 16% em relação ao ano anterior.

   Para a empresa, os números positivos se devem a dois fatores principais. Primeiramente, o incontestável crescimento do mercado de construção - que chegou a representar quase 20% do PIB nacional em 2009. Aliado ao bom momento, a TopTelha lançou novas estratégias de negócios, que culminaram na expansão.

   Entre as maiores inovações no portfólio da empresa em 2010 está a TopTelha Flameada, que combina um mix entre as cores vermelho, preto e marfim. O produto veio para aumentar a família, já composta por 13 opções em telhas coloridas - forte tendência do mercado europeu e ainda novidade no Brasil.

   Mesmo com os bons resultados, a empresa não para de investir, visando um crescimento sustentável e de longo prazo. “Não basta apenas expandir e ampliar o faturamento. É preciso ter um crescimento responsável. A maior preocupação da TopTelha é manter o ritmo durante todo o ano todo. Essa é nossa maior aposta para ter um crescimento saudável”, defende Marchi.

   Para 2011, as expectativas são ainda melhores. “A TopTelha está atenta às mudanças do mercado, no perfil do consumidor e busca se reinventar para atender cada vez mais e melhor. Vamos investir no aprimoramento de nossa matéria prima, que vai conferir uma telha ainda mais lisa e bonita”, antecipa o diretor./ www.toptelha.com.br
|TOPO|


Sollaric garante o desempenho dos projetos

A Sollaric é especializada em projetos de sistemas de aquecimento solar para residências, piscinas, edifícios residenciais, comerciais e industriais. Fornece o projeto "turn key", desde os estudo de viabilidade técnica e comercial, projeto executivo, fornecimento e instalação de equipamentos, comissionamento e manutenção.

   Revendedora autorizada dos produtos da Bosch Termotecnologia, a Sollaric garante o desempenho dos projetos com os produtos de maior eficiência e durabilidade do mercado.

   A Sollaric conta com uma equipe de técnicos e engenheiros que vão garantir que os projetos ofereçam além de economia e preservação do meio ambiente, maior conforto e bem estar às pessoas.

   A Sollaric possui em seu portfólio diversos casos de sucesso no setor residencial, comercial e industrial. / www.sollaric.com.br
|TOPO|


MVC conquista prêmio inédito de inovação na França pelo projeto do aeroporto de Montevidéu

Empresa é a primeira do Brasil reconhecida na área de compósitos
A MVC, empresa brasileira líder no desenvolvimento de produtos e soluções em plásticos de engenharia e pertencente à Artecola e Marcopolo, conquistou o Prêmio Inovação JEC 2011, na categoria Prêmio Especial da Revista JEC. A fabricante foi distinguida pelo projeto de desenvolvimento do revestimento interno do novo terminal de passageiros do Aeroporto Internacional de Carrasco, em Montevidéu, capital do Uruguai.

   “Este prêmio internacional é o reconhecimento de todos os nossos esforços para oferecer ao cliente uma solução completa e integrada: desde os cálculos estruturais, ensaios físicos e químicos, até a logística e o treinamento da mão de obra local”, afirmou Gilmar Lima, diretor-geral da MVC.

   O projeto, que atende a todos os requisitos de resistência e segurança, envolveu área total de 24 mil m² de revestimento da superfície inferior (interna) do novo terminal de passageiros do aeroporto.

   Foram instalados painéis sanduíche, com tecnologia “Wall System”, de plástico reforçado com fibra de vidro e acabamento em gel coat isoftálico e núcleos de EPS (poliestireno expandido) e poliuretano. A flexibilidade dos painéis foi um diferencial. “Utilizamos três tipos de painéis com características e formulações diferentes para cada área aplicada e conseguimos atender todas as necessidades específicas, gerar uma solução competitiva e, ainda, tornar o projeto um marco não somente no Brasil, mas no mundo”, ressaltou Gilmar Lima. O desenvolvimento e a implementação do projeto levaram cerca de oito meses, com a inauguração do terminal de passageiros em 2009.

   Prêmio Inovação JEC - Criado em 1998, o Prêmio Inovação JEC 2011, concedido pela JEC Composites, é dividido em 14 categorias e elege as melhores inovações no setor de compósitos, com base em aspectos técnicos, de mercado potencial, parceria, impacto financeiro e originalidade. Neste ano, concorreram 63 empresas de 20 países e foram analisadas características como segurança, economia, meio ambiente, facilidade de instalação e est ruturas integradas de compósitos./ www.artecola.com.br
|TOPO|


BEMO do Brasil inova com o lançamento do Sistema Construtivo Metálico

Resultado de uma parceria com a Soufer Industrial, a nova solução de estrutura metálica integrada ao sistema de cobertura BEMO Roof atenderá diversas dimensões de projetos com qualidade e segurança

Atenta às necessidades de evolução do mercado, a BEMO do Brasil acaba de desenvolver o seu Sistema Construtivo Metálico concebido pela Vendramini Engenharia e em parceria com a Soufer Industrial. Integradas ao sistema de cobertura BEMO Roof, as novas estruturas metálicas serão ideais para projetos de centros de logística, indústrias de varejo, fábricas, supermercados, centros de comércio e exposições.

   Projetados com alta tecnologia, os elementos do Sistema Construtivo Metálico BEMO vencem vãos entre 15 e 30 metros, pré-dimensionados para cargas variáveis: acidental 25 kgf/m² e utilidades até 50 kgf/m².

   Inovação e sustentabilidade - A nova estrutura metálica da BEMO do Brasil conta com tesouras desenvolvidas nos sistemas treliçado e alma cheia. Já as terças podem ser fornecidas também em treliças ou no tipo Z. A escolha dos perfis varia conforme a geometria de cada projeto.

   O sistema construtivo BEMO poderá, ainda, atender às exigências dos projetos regidos pela FM Global, uma vez que o produto BEMO Roof foi testado e certifi cado pela BEMO USA para coberturas em aço e alumínio nas classes 1-90, 1-105, 1-120 e 1-180. Os projetos no Brasil serão desenvolvidos seguindo as mesmas características técnicas utilizadas para os testes internacionais.

   Fabricado pela Soufer Industrial com otimização de materiais, padronização dos elementos estruturais e precisão no dimensionamento, o Sistema Construtivo Metálico BEMO permite a racionalização e a organização do canteiro de obras, em uma construção limpa e rápida, com excelente relação custo/benefício e qualidade técnica.| www.bemo.com.br

|TOPO|


Electrolux abre inscrições para o concurso mundial Electrolux Design Lab 2011
Já estão abertas as inscrições para a competição mundial Electrolux Design Lab 2011. Nesta nona edição, estudantes do mundo inteiro devem criar soluções com mobilidade inteligente para eletrodomésticos. O concurso é voltado para universitários e recém-formados em Design Industrial, que concorrerão a estágio remunerado de seis meses e prêmio em dinheiro.

   Neste ano, o concurso Electrolux Design Lab 2011 busca ideias que moldem a forma como as pessoas preparam e armazenam alimentos, limpam e lavam sua louça, tanto dentro como fora de casa. No entanto, os protótipos inscritos devem refletir os valores de design da região da Escandinávia - onde está localizado o país de origem da Electrolux, a Suécia – que apresentam preocupação com o meio ambiente ao mesmo tempo em que oferecem facilidade de uso e apelo estético.

   Soluções que inspiram, apoiam e guiam - “O Electrolux Design Lab permite que jovens designers provem o seu valor e ganhem conhecimento valioso sobre o mundo do design de produtos comerciais", comenta Henrik Otto, vice-presidente global de Design da Electrolux. “Mais especificamente, o concurso de 2011 busca conceitos de design que inspirem os consumidores, enquanto utilizam tecnologia já existente, e ofereçam suporte e orientação. Esse desafio não é apenas a criação d
e eletrodomésticos que sejam menores, mas que também proporcionem controle e flexibilidade para poupar o tempo e apoiar expressões criativas".

   Oito finalistas serão convidados a participar das etapas finais no dia 17 de julho de 2011, que acontecerá em uma cidade da Europa, a ser ainda anunciada. Os candidatos terão de apresentar seu conceito individual para um júri de especialistas em design. O júri irá avaliar os materiais enviados com base em design intuitivo, inovação e percepção do consumidor.

   Após esta etapa, será escolhido o vencedor, que ganhará um estágio pago de seis meses no Centro de Design Global da Electrolux e 5.000 euros (US$6.655). O segundo lugar receberá 3.000 euros (US$ 3.994) e o terceiro colocado, 2.000 euros (US$ 2.663).

   Os interessados podem se candidatar até às 23h59, do dia 1 de maio de 2011, somente pela internet, no portal da competição Electrolux Design Lab: www.electroluxdesignlab.com
|TOPO|


Cores da Suvinil alegram os foliões de São Luís do Paraitinga
Marca já doou mais de 2,6 mil litros de tintas para a pintura de imóveis do município
A Suvinil, marca de tintas imobiliárias da BASF e líder no segmento premium, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e sob coordenação do Centro de Reconstrução e Desenvolvimento Sustentável (CERESTA), está auxiliando os trabalhos de reconstrução de São Luís do Paraitinga, afetada por fortes chuvas há cerca de um ano. Com essa ajuda a cidade, que se tornou patrimônio histórico nacional no dia 10 de dezembro de 2010, volta a receber foliões para brincar o Carnaval de 2011.

   A folia de São Luís do Paraitinga é considerada uma das mais tradicionais do Estado de São Paulo. Todos os anos a cidade recebe milhares de pessoas que desfilam seus blocos ao som das famosas marchinhas de Carnaval. A festa, que foi cancelada em 2010 por conta dos estragos causados pelas chuvas, volta a ser realizada normalmente e, esse ano, com o tema “Carnaval da Reconstrução”, os antigos casarões darão destaque às cores da Suvinil, utilizadas na recuperação arquitetônica do município.

   A marca já doou mais de 2,6 mil litros de tintas para a pintura de imóveis selecionados a partir da análise da renda familiar dos moradores, bem como do grau de proteção histórica das construções. “A Suvinil está preocupada com o restabelecimento pleno das atividades do município e, em conjunto com o SENAI, que promove a capacitação de pintores na cidade, está revitalizando os imóveis cadastrados”, afirma Eugênio Luporini, Vice-Presidente de Tintas Imobiliárias e Repintura Automotiva da BASF para a América do Sul.

   As cores utilizadas na pintura das fachadas das construções devem seguir padrões exigidos pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat).

   Estima-se que a reconstrução total do município seja finalizada em cerca de dois anos (2012), já que muitas pessoas ainda aguardam financiamento governamental para reparar os danos de suas moradias. O comércio local já t rabalha normalmente e, além do Carnaval, outras festas típicas da cidade voltarão a acontecer em 2011, a exemplo da Semana Santa, Festa do Divino Espírito Santo e Temporada de Inverno.

    Para mais informações sobre o Carnaval da Reconstrução, em São Luiz do Paraitinga acesse http://www.saoluizdoparaitinga.sp.gov.br / www.suvinil.com.br
|TOPO|


Hidráulica EMMETI integra projeto vencedor de Prêmio do Sinduscon-ES por Uso Racional Da Água

Premiação na categoria ‘USO RACIONAL DA ÁGUA’ foi pela Ecasa modelo, construída em Manguinhos (Serra-ES). O projeto é da Ecasa Construções Susten táveis, do arquiteto Augusto Alvarenga

O Sistema Hidráulico EMMETI integra o projeto vencedor do Prêmio Eco 2010, promovido pelo Sindicado da Indústria da Construção do Estado do Espírito Santo (Sinduscon-ES), na categoria Uso Racional da Água (para construções até 3 mil m2). O projeto é o da Ecasa Brasil (modelo), construída em Manguinhos (Serra- ES), em 2009, pela Ecasa Construções Sustentáveis, do arquiteto e urbanista Augusto Alvarenga. Os produtos Emmeti que compõem o sistema hidráulico utilizado na casa ecológica incluem o Tubo Multicamadas Água (quente e fria), conexões e a Válvula Misturadora.

   A arquiteta Líliam Araújo, contratada pelo Sinduscon para coordenar a avaliação dos inscritos ao Prêmio, destacou, entre as qualidades do Tubo Multicamadas Água EMMETI, o potencial de reciclagem do alumínio (camada interna do tubo) e o fato de ser uma boa alternativa ao uso dos tubos de PVC, devido à toxicidade desse material. O Tubo Multicamadas Água EMMETI é em alumínio revestido interna e externamente por polietileno reticulado (PE-X), um tipo de plástico de engenharia extremamente resistente e atóxico, unidos por camadas de cola especial, compondo o total de cinco camadas (PEX-AL-PEX).

   Alvarenga, autor do projeto da Ecasa, ressaltou outros benefícios d ecorrentes do uso do Tubo Multicamadas Água EMMETI, como a eficiência do sistema hidráulico e consequente economia. Como o tubo é flexível, faz trajetos com curvas, precisamos usar bem poucas conexões. Isso gera menos atrito e mantém boa pressão na rede, o que deixa o consumidor satisfeito com menor quantidade de água. O uso de um mesmo tubo tanto para água quente quanto fria também é importante, pois permite um sistema mais enxuto e eficiente”, explica ele.

   Lilíam também destacou a Válvula Misturadora EMMETI, que mistura água quente e fria para que a água dos banhos já saia dos chuveiros na temperatura certa, evitando desperdício, comum em sistemas com regulagem manual da temperatura (através dos registros de abertura de água quente e fria). Essa Válvula é programada previamente para que a água de consumo já saia na temperatura desejada, o que gera economia de água e também da energia utilizada para aquecer a água (solar, gás, elétrica), uma vez que todo o líquido é aproveitado.

   Na avaliação de Alvarenga, entre outras características do Ecasa que viabilizaram o Prêmio estão os sistemas de aquecimento solar de água e de reutilização de água de chuvas e também proveniente de ralos de pias e banhos (após tratamento) para rega de plantas e descarga. Alvarenga comemorou a premiação de seu projeto, que define como “uma proposta 100% pensada em construção ambiental”. A Emmeti é parcei ra no Ecasa Brasil, o que garante o uso exclusivo do Sistema Hidráulico EMMETI.

   Neste ano, as Ecasas (projeto e construção) estão sendo comercializadas no Espírito Santo, em São Paulo e em Brasília, mas os planos são de expansão para outros estados. Nesta primeira edição do Prêmio Eco, concluída em Dezembro de 2010, o Sinduscon-ES premiou seis dos dezesseis projetos inscritos, todos já aprovados ou executados no Espírito Santo ou por empresas daquele estado. O objetivo foi premiar as melhores práticas e soluções de projeto e técnicas construtivas que possam reduzir, a curto, médio e longo prazo, os impactos ambientais e que tenham potencial de repetição e senso comercial. | www.sinduscon-es.com.br/premioeco | www.ecasabrasil.com | www.emmeti.com.br
|TOPO|


ALE inicia comercialização de produtos asfálticos e prevê conquistar importante fatia desse mercado a partir de 2012

Companhia, que é quarta maior distribuidora de combustíveis do país, arrendou uma fábrica de asfalto em Ponta Grossa (PR)
A ALE iniciou 2011 com atuação em um novo segmento de mercado. A companhia, que op era na distribuição de combustíveis líquidos e lubrificantes, agora também produz, comercializa e distribui produtos asfálticos em todo o território nacional. Para começar a produção e comercialização no segmento, a empresa vai investir cerca de R$ 1,7 milhão nos próximos cinco anos em uma fábrica de emulsão asfáltica, localizada em Ponta Grossa (PR).

   Até o fim de 2012, a ALE pretende conquistar 4% desse mercado, que movimenta cerca de R$ 2,95 bilhões anualmente (o equivalente a 2,8 milhões de toneladas). A partir de abril deste ano, a expectativa da companhia é de comercializar aproximadamente 4,6 mil toneladas de produtos asfálticos por mês.

   Nesse segmento, a ALE espera faturar R$ 46 milhões, vendendo para clientes da iniciativa pública e privada, como governos federal, estadual e municipal, concessionárias de serviço público e grandes consumidores. A maior parte dos produtos distribuídos deve ser destinada a pavimentação.

   A ALE decidiu ingressar nesse setor depois de ter adquirido, em dezembro de 2008, a Repsol, companhia espanhola que já atuava na produção e distribuição de asfaltos no Brasil. “Esse é um mercado que vem apresentando um grande crescimento nos últimos anos e tem um potencial muito grande no cenário econômico brasileiro”, aponta o presidente da companhia, Marcelo Alecrim.

   Em 2010, além de arrendar a fábrica de emulsões, que será totalmente operada por funcionários da ALE, a e mpresa fez outros investimentos para se adequar à comercialização de produtos asfálticos, seguindo exigências da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Algumas adaptações foram a adequação da fábrica, a montagem de um laboratório de controle de qualidade e a capacitação das equipes de operações e comercial. “A fábrica já está pronta para começar a produção de emulsão asfáltica e também para produzir asfaltos modificados”, destaca Alecrim.| www.ale.com.br
|TOPO|


Destaque para a madeira
Usina de preservação de madeira parceira da Montana inaugura show-room em Paraibuna
Ano começa bem para a madeira tratada. Em 28 de janeiro, a UPM Alpina Eucaliptos, parceira da Montana, inaugurou na sua unidade de Paraibuna um show-room amplo e bem decorado que apresenta soluções práticas em madeira tratada para a construção. Os responsáveis pela nova unidade de demonstração são os irmãos Ana Carolina, Luiz Otávio e João Marcelo Bondesan de Oliveira. A Alpina Eucaliptos tem outra unidade no município vizinho de São José dos Campos.

   O espaço foi feito com a ideia de utilizar vários produtos que a Alpina comercializa, como o eucalipto autoclavado, os dormentes e as cruzetas. O ambiente contém o escritório, um galpão, uma construção ao fu ndo com refeitório, sanitários, etc. Na parte externa, foi feito um pergolado, um quiosque e um parquinho, todos de eucalipto tratado. “A criação do primeiro show-room foi feita pela necessidade de um ponto comercial em área com grande fluxo de pessoas, o que seria impraticável na usina, situada em área rural”, explica João Marcelo Bondesan.

   Segundo o gerente de Marketing e Comunicação da Montana, Rafael Ferreira, o novo show-room demonstra ótimos exemplos de uso da madeira tratada em diversas situações, elaborados por arquitetos parceiros da UPM. “Há elementos construtivos em madeira tratada muito harmoniosos com acabamento em várias versões de stain Osmocolor. Além disso, chama bastante a atenção, um vistoso ponto de ônibus feito em madeira tratada, criado em parceira com a prefeitura”, destaca Ferreira.

   A Montana valoriza seus parceiros que realizam um trabalho sério, cuidando do meio-ambiente. A usina é cliente da empresa há cerca de dez anos. “Utilizamos o Osmose K33 C para o tratamento em autoclave e nos sentimos orgulhosos de utilizar um produto com tamanha credibilidade no mercado. Sempre que precisamos, os profissionais da Montana nos atendem com educação e boa vontade. Além disso, usamos em nossas obras e recomendamos diariamente a nossos clientes a linha de stains Osmocolor, que valoriza e protege qualquer madeira”, avalia João Marcelo./ www.montana.com.br

|TOPO|


Suvinil recebe o Prêmio Top Marcas 2011 no Instituto Tomie Oktake

A marca, uma das três finalistas, recebeu o Prêmio Top Masters 2011

A Suvinil, marca de tintas imobiliárias da BASF e líder no segmento premium, recebeu o Prêmio Top Marcas 2011. A cerimônia de entrega do prêmio foi realizada no dia 14 de fevereiro no Instituto Tomie Oktake, em São Paulo. O resultado também será publicado na edição de aniversário da Revista Projeto Design, em fevereiro. A marca foi uma das mais lembradas na pesquisa top of mind< span lang=DE style='font-size:12.0pt;line-height:150%;font-family:"Arial","sans-serif"'> realizada pelo portal de arquitetura Arcoweb. O prêmio possui 24 categorias e a Suvinil ficou entre as três mais lembradas na categoria “Tintas Imobiliárias”.

   A pesquisa, que ficou no ar de 10 de setembro a 30 de novembro de 2010, apontou quais marcas foram mais lembradas por profissionais de arquitetura, designers, engenheiros, decoradores, estudantes, técnicos em edificações, projetistas, professores e paisagistas.

   As três marcas mais votadas em cada categoria participaram do Painel Top Marcas 2011. No total, 72 marcas foram selecionadas e as tr ês primeiras colocadas receberam o prêmio Top Masters 2011. Também nesta categoria a Suvinil consagrou-se vencedora.

   "É muito importante para nós que a Suvinil esteja entre as marcas mais lembradas pois, além de ser muito motivador, prova que o trabalho que fazemos é reconhecido pelo público. Buscamos sempre criar produtos inovadores, que atendam a nec essidade de todos consumidores e profissionais do setor", afirma Eugênio Luporini Neto, Vice-Presidente de Tintas Imobiliárias e Repintura Automotiva na América do Sul.

   Este é o primeiro prêmio que a Suvinil recebe em 2011. Em 2010, a marca recebeu sete prêmios: Top of Mind MG, Top Anamaco, Marca de Confiança (Revista Seleções), As Empresas Mais Inovadoras do Brasil (Época Negócios), Top of Mind Folha de S. Paulo, Top of Mind Casa & Mercado, Melhor Produto do Ano do Grupo Revenda./ www.suvinil.com.br
|TOPO|


Polo de Santa Gertrudes responde por 84% da produção paulista de cerâmica de revestimento
Qualidade da argila permite custos industriais mais baixos do que em Santa Catarina

Que o Estado de São Paulo é o maior produtor e vendedor de cerâmica de revestimento do país, com 47 indústrias, não é novidade para ninguém. Mas o que poucos sabem é que cerca de 84% da produção de todo o Estado está localizada no polo de Santa Gertrudes, que conta com 42 indústrias cerâmicas. O setor cerâmico brasileiro é constituído por 93 empresas, instaladas em 18 estados, de acordo com dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica de Revestimento (Anfacer).

   Enquanto a produção em todo o Brasil em 2010 foi de 746,1 milhões de metros quadrados, segundo dados da Anfacer, a produção no Estado de São Paulo, de janeiro a novembro do ano passado, foi de 463,62 milhões de metros quadrados. E desse total paulista, 390 milhões de metros quadrados vieram do polo de Santa Gertrudes, informa a Associação Paulista de Cerâmica de Revestimento (Aspacer). Para 2011, a previsão é de crescimento de 9% em produção e vendas.

   O polo é o maior produtor brasileiro devido à qualidade da argila da região. A matéria-prima de Santa Catarina, outro importante polo brasileiro, é fácil de moldar, mas não tem resistência mecânica. É preciso adicionar materiais estruturantes, como f eldspato e quartzo, o que exige que o processo de moagem seja úmido e, posteriormente, se faça a retirada de água por secagem. A argila vermelha localizada na região de Santa Gertrudes apresenta a resistência mecânica do produto final. O processo é feito por moagem a seco, o que reduz o número de etapas de produção. Esse e outros fatores permitem um custo industrial em torno de 50% mais baixo que o das cerâmicas catarinenses.

   Para o bom desempenho do setor naquela região também contribui o gasoduto Brasil-Bolívia, que corta os oito municípios que integram o pólo – Rio Claro, Cordeirópolis, Analândia, Limeira, Piracicaba, Ipeúna, Araras e a própria Santa Gertrudes. O gás natural é a principal fonte de geração de energia térmica utilizada pelas indústrias de revestimentos cerâmicos. O polo gera 15 mil empregos dir etos (ou 60% dos 25 mil empregos diretos do setor no país) e 200 mil indiretos. /www.anfacer.org.br
|TOPO|


Fibra de aço reciclado é novidade na construção civil

A Locaville, empresa especializada em soluções na área de execução de pisos industriais, lança a Ecofibra: fibra de aço totalmente reciclado usado na mistura de concreto aplicado para pisos industriais

Este material tem a função de aumentar a resistência e a durabilidade do piso inibindo o aparecimento e a propagação de fissuras. A fibra possui um formato desenvolvido para absorver o impacto e o esforço exercido sobre o piso, diminuindo a fragilidade do concreto, característica comum com o passar dos anos.

   Com o mercado da construção civil em crescente expansão, a Locaville é a pioneira e lança uma fibra produzida a partir de sobras de aço adquiridas de variadas indústrias que utilizam o minério como matéria prima. O que antes seria descartado é reaproveitado pela Locaville.

   Outro benefício importante é que as construtoras que adquirirem a Ecofibra evitarão que haja mais extração de minério de ferro na natureza e o processo industrial pelo qual ele passa antes de chegar às fábricas também será dispensado.

   Segundo o Relatório de Qualidade do Ar no Estado de São Paulo divulgado pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), somente as indústrias localizadas na região metropolitana lançam mais de 38 toneladas de monóxido de carbono por ano e outros metais pesados na atmosfera, o que contribui para o avanço nocivo do efeito estufa.

   Além disso, os empreendimentos que tiverem a Ecofibra em suas construções terão um forte argumento para conseguirem que a edificação obtenha selos verdes de sustentabilidade. A Certificação Leed (Leadership in Energy and Environmental Design) forcecida pela Green Building Council Brasil e a Certificação AQUA (Alta Qualidade Ambiental) atestada pela Fundação Vanzoline, são mundialmente reconhecidas e já atestam vários empreendimentos em todo o país./ www.locavillebrasil.com
|TOPO|


Empresas em todo brasil buscam serviços e soluções que ajudam a preservar o meio ambiente
Cresce o número de empresas que se dedicam a encontrar soluções sustentáveis para colaborar com o equilíbrio dos recursos naturais
Em um momento de contrastes, entre a escassez de água potável e chuvas devastadoras, diversos empresários estão pensando em como minimizar a agressividade dessas chuvas na vida das pessoas com projetos de engenharia civil para escoamento de água e o aproveitamento da água da chuva, muitas vezes devastadoras.

   O uso sustentável da água, já não é mais uma discussão meramente ambiental. Muitas cidades já são atingidas pela escassez total de água, e com o risco desse recurso virar um item exclusivo, muitos empresários vêem a oportunidade de constituir empresas que criem saídas que beneficiam não só o meio ambiente, mas a população como um todo. Esse é o caso de Sibylle Muller, engenheira e diretora da AquaBrasilis, que há 10 anos se dedica a conscientizar a importância de valorizar a água potável oferecendo soluções de reutilização de água e captação de água de chuva.

   Há 10 anos, quando pouco se falava de uso racional de água, a AcquaBrasilis já tinha uma forte preocupação com o meio ambiente, um dos motivos que a fez ingressar neste nicho de mercado. Porém, a necessidade de conscientizar e disseminar algumas destas soluções cresce a cada dia, uma vez que a maioria da população desconhece os serviços disponíveis no mercado e os baixos custos para tais projetos.

   “A intenção das estações de tratamento não é minimizar essas catástrofes, já que não há como diminuir a quantidade de águas que vem do céu, mas podemos aproveitá-las de maneira consciente. E no decorrer destes anos estamos acompanhando a aceitação e a conscientização dos empresários pelos nossos produtos e serviços.” – revela Sibylle Muller.

   Dedicada a soluções de minimização do consumo de água potável, a AcquaBrasilis atua no mercado de reuso de água, captação de água da chuva, potabilização de águas de mananciais, tratamento para fins não potáveis, como irrigação, em vasos sanitários, lavagem de roupas, carros, etc.

   Além disso, a empresa realiza a preparação de projetos e documentos técnicos exigidos pelos órgãos ambientais, estaduais e federais, para obras e empreendimentos que necessitem do licenciamento ambiental. / www.acquabrasilis.com.br
|TOPO|


Lorenzetti é contemplada com o Troféu Top Empreendedor
Premiação destaca empresas e personalidades que mais contribuem com o crescimento e desenvolvimento do País

A Lorenzetti, empresa líder em duchas, chuveiros elétricos e aquecedores de água a gás, com destaque nos segmentos de metais sanitários, filtros e purificadores de água, é contemplada com o troféu Top Empreendedor 2010. Organizado pela Revista Top of Business, o prêmio tem como objetivo trazer ao conhecimento público empresas que contribuem com o crescimento e desenvolvimento do País.

   A escolha das empresas e personalidades premiadas acontece a partir da análise de suas participações em feiras nacionais e internacionais, congressos, no desenvolvimento de produtos inovadores, tradição no mercado nacional, responsabilidade social, certificados de qualidade e nas premiações conquistadas.

   A empresa que, em 2010, lançou dezenas de produtos, a marca Fortti e foi contemplada em diversas premiações, foi selecionada exatamente pela repercussão que obteve no período e ao longo de sua história de mais de oito décadas de tradição. “A premiação, certamente, é muito gratificante à Lorenzetti, uma vez que destaca o crescimento da empresa durante o ano passado e as conquistas que obtivemos ao longo da nossa história”, conclui Alexandre Tambasco, gerente de marketing da Lorenzetti./ www.lorenzetti.com.br / www.fortti.ind.br
|TOPO|


Mais informação para o mercado
Para oferecer mais informação aos profissionais, a Knauf do Brasil lança os novos catálogos sobre revestimentos e chapas Cleaneo Acústico. O material a respeito dos revestimentos é o mais completo sobre o tema e reúne os cinco tipos disponíveis: W611, W623, W625, W626, W631-Polyplac. O catálogo trás Informações aprofundadas do desempenho acústico dos revestimentos, detalhes especiais e tabelas de consumo, de desempenho e de dados técnicos de cada tipo de sistema. Já a nova edição do folder Cleaneo Acústico, além de um gráfico de neutralização de odores, trás também dados sobre as propriedades técnicas de todos os modelos de Cleaneo disponíveis: Redondo, Quadrado, Aleatório, Alternado, B4 e Slotline B6. A Knauf também disponibilizou informações aprofundadas sobre o desempenho das chapas, técnicas de instalação, tabelas de consumo de materiais e detalhes especiais do produto. Os catálogos podem ser baixados através do site da Knauf do Brasil - www.knauf.com.br - na seção “Downloads de Catálogos”./ www.knauf.com.br
|TOPO|


 Timbertech chega sofisticada e sustentável

O atleta e empresário Edu Gaspar acaba de fechar, com exclusividade no Brasil, a representação da TimberTech, empresa líder na manufatura, pesquisa, desenvolvimento e vendas de decks de alta durabilidade, qualidade e baixa manutenção
A TimberTech é fruto da companhia americana Crane Building Products e já conquistou o selo LEED de certificado sustentável, devido ao uso correto da Eco Madeira Nobre, matéria-prima exclusiva produzida com base no desenvolvimento sustentável e ecologicamente correta.
   Os produtos são produzidos com superfície antiderrapante e sem farpas, em madeira que não requer pintura, tingimento ou envernizamento e ainda resiste ao desbotamento, intempéries, apodrecimento e deformação, mantendo uma aparência sempre nova e natural.
   Em estilo impecável e com possibilidades de designs limitados, os revestimentos se encontram disponíveis nos tons nude, caramelo, marrom e madeira acinzentada. Os produtos TimberTech contam com manutenção reduzida e possuem qualidades de um investimento compensador proporcionando garantia de 25 anos.

   O processo de fabricação com desenvolvimento sustentável começa com critérios no reflorestamento; nenhuma árvore é cortada para a manufatura dos produtos TimberTech e toda a madeira utilizada na produção é reciclada de produtos pré-consumidos.
   Um dos componentes destes revestimentos é a farinha de madeira que é reciclada a partir da indústria madeireira, que mantém mais de 50 milhões de quilos de resíduos fora dos aterros a cada ano. Para complementar a filosofia de preservação, as embalagens dos produtos TimberTech são feitas com 43% de fibras de material reciclado, atendendo os requisitos da SFI (Sustainability Forestry Initiative).
   Outro processo de reciclagem vem do uso correto das instalações de produção, feito através de um sistema de circuito fechado que reutiliza a água da fábrica, garantindo assim uma economia de mais de 140 mil litros/dia. / www.timbertechbrasil.com.br
|TOPO|


Ecojardim anuncia expansão de sua rede de franquias e oferece oportunidade para empreendedor es que se identificam com a área de paisagismo

Com um investimento inicial de apenas R$ 7.500,00 a EcoJardim, empresa atuante na área de serviços de jardinagem, reconhecida pela utilização de produtos orgânicos para nutrição vegetal, lança plano nacional para captar novos franqueados e estender sua rede de serviços em todo o Brasil

Ser dono do próprio negócio investindo pouco e ao mesmo tempo dispor de assistência permanente do franqueador são as principais vantagens oferecidas pela EcoJardim, franquia de serviços na área de produção e manutenção de jardins.

   Focando um setor em franca expansão, a EcoJardim oferece aos franqueados capacitação para execução de serviços, gestão do negócio e em marketing, sempre com apoio de uma equipe técnica na área de biologia e engenharia agronômica.

   Com custo inicial de apenas R$ 7.500,00, valor considerado extremamente baixo para o setor de franquias, o empreendedor que se identifica com o mercado de paisagismo e jardinagem pode se vincular a EcoJardim. O investimento cobre a taxa de franquia (R$ 5.000,00), uniformes, ferramentas, materiais publicitários, kits para tratamento das plantas, além de treinamento. São 12 módulos, que englobam a área técnica (conhecimentos sobre jardins, adubos e pragas) e gerencial, incluindo marketing e técnicas de venda.

   A empresa tem sede em Porto Ferreira, São Paulo, onde também localiza-se uma das franquias, e demais franqueados com atuação em Araraquara, São Carlos, Mogi das Cruzes, Barueri, Praia Grande e Santa Rita do Passa Quatro. Com experiência no mercado de jardinagem e paisagismo, esse é o primeiro plano de expansão nacional da empresa desde sua fundação. "Todos estes anos de prática nos permitiram o desenvolvimento de metodologias adequadas e condições de dar um suporte extremamente confiável para gerenciamento de negócios deste segmento", afirma o Vanêr da Silva, sócio da EcoJardim. "Nesta nova fase do negócio, queremos transferir todo nosso know how e nada melhor que o formato de franquias".

   A EcoJardim aplica modernas tecnologias de adubação, defensivos orgânicos e irrigação que protegem e embelezam as plantas. Além disso, a empresa dispõe de equipamentos que garantem a utilização racional da água, oferecendo mais economia e cuidados ao meio ambiente. O resultado é uma área externa mais requintada, com plantas bonitas, bem cuidadas e nutridas. / contato@paraisoplantas.com.br
|TOPO|


Madeira faz a Praça
Projeto da parceira da Montana, Madtrat, produz Praças de Exercícios para idosos, em madeira tratada. Cerca de 80 municípios do Estado de São Paulo já tem a sua.

Qualidade de vida é sempre importante em qualquer idade. A prática de exercícios físicos colabora bastante para isso. Pensando nisso e preocupada sempre em inovar e melhorar seus serviços, a parceira da Montana, Madtrat – Madeiras Tratadas, tornou-se referência na execução do projeto da Praça de Exercício do Idoso, produzindo e instalando todos os aparelhos, que tem por objetivo proporcionar reabilitação motora, melhora do equilíbrio, fortalecimento e flexibilidade muscular, itens que diminuem a incidência de quedas, que muitas vezes são graves. Inclusive, a Praça está sendo utilizada por clínicas particulares de fisioterapia e reabilitação.

   O projeto surgiu em São Paulo e teve sua primeira praça instalada no Parque da Água Branca, na zona oeste da capital paulista. O responsável pela concepção é o Dr. Egidio Lima Dórea, em pareceria com o Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Social e Cultural do Estado de São Paulo (FUSSESP).

   A primeira Praça do Idoso instalada pela Madtrat foi no município de Florínea, no interior do estado de São Paulo. O responsável pela adaptação da ideia na empresa foi o diretor comercial Jackson César Correa Alves. As madeiras utilizadas na construção da Praça são de eucalipto e de pinus tratado. Por serem extraídas de reflorestamento, que tem um ciclo curto e renovável, proporcionam sustentabilidade ao meio ambiente. “Tecnicamente, a madeira de eucalipto possui excelentes propriedades mecânicas, sua alta densidade e robustez aliadas ao tratamento químico com Osmose K33 C da Montana dão longevidade aos projetos executados”, informa o diretor comercial.

   Expansão - Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), estima-se que para o ano de 2020 a população com mais de 60 anos no País deve chegar a 30 milhões (cerca de 13% do total). Dessa forma merecem a devida atenção e a criação de obras que possam facilitar e colaborar com suas rotinas. A repercussão da praça para a terceira idade está sendo muito positiva. Dos 645 municípios do estado de São Paulo, mais de 50% solicitaram orçamento e o estão avaliando. “Também fomos consultados por outros quatros estados, Bahia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Acreditamos na grande possibilidade desse conceito se tornar nacional”, destaca Alves.

   A Madtrat já instalou mais de 80 Praças em munícipios como: Arapeí, Adamantina, Andradina, Álvares Machado, Aparecida, Botucatu, Cajamar, Itapetininga, Miguelopólis, Morungaba, Mogi das Cruzes, Mogi Mirim, Ourinhos, Presidente Prudente, Pompéia, Ribeirão Preto, Santa Cruz do Rio Pardo, Serra Azul, Viradouro, entre outras.

   A Montana Química está presente na Madtrat há mais de dez anos fornecendo produtos para o tratamento da madeira. “Além disso, nos proporciona um suporte técnico de altíssima qualidade, além de sempre estar ao nosso lado, apoiando e incentivando projetos que valorizam o desenvolvimento e crescimento não apenas da empresa, mas também do setor de preservação de madeira”, avalia o diretor comercial. / www.madtrat.com.br
|TOPO|


Belmetal se especializa no segmento de LED's para comunicação visual

Objetivo é estimular instaladores e empresas da comunicação visual a conhecerem as vantagens do produto
A Belmetal, a maior distribuidora de produtos de alumínio do país e que tem forte participação em produtos para comunicação visual, se especializou no ramo de  LED's para o segmento a fim viabilizar às obras uma iluminação atual e valorizada esteticamente, aliada ao baixo consumo de energia elétrica.

   A empresa, ao entrar na comercialização de LED's para comunicação visual, tem como objetivo tornar o produto mais acessível aos projetos e oferecer assistência técnica adaptada a cada necessidade. "Nosso foco é estimular empresas do setor de comunicação visual a trabalharem com os LED's, já que hoje nossos produtos são acessíveis e oferecem grande praticidade de instalação", afirma Victor Figueiredo, supervisor de novos produtos da Belmetal.

   Os LED's da Belmetal têm uma luminosidade acima da média, oferecendo mais pontos por metro do que grande parte dos produtos comercializados - 30 por metro. No mercado, a média é de 20 pontos por metro.

   O produto é comercializado nas cores verde, vermelho, azul, branco frio e branco quente, e possuem vida útil de 80.000 horas com garantia de 2 anos./ www.belmetal.com.br
|TOPO|


Infibra introduz forro de PVC no mercado

Empresa aposta em novos segmentos para ampliar atuação

Inovação é fundamental quando o mercado está em expansão - e o de construção civil anda a plenos vapores. Por isso, a Infibra, empresa com mais de 40 anos no segmento de fibrocimento e polietileno, decidiu expandir a linha Permatex com o lançamento do forro de PVC.

   A inspiração para o desenvolvimento desse produto vem das análises realizadas no mercado de construção civil, que está cada dia mais sedento por produtos sustentáveis, eficientes e de baixo custo. “Notamos uma forte demanda por forros de PVC, o que nos fez apostar neste segmento”, explica Daniel Henrique Marchi, diretor comercial da Infibra.

   Dentre os muitos diferenciais que a aplicação do forro oferece, está o encaixe simples entre as placas, o que proporciona rapidez na execução e redução no custo da obra. O produto, além de resistente e durável é anti-inflamável, garantindo segurança quanto à propagação de chamas. O toque final está no acabamento uniforme que agrega maior beleza ao ambiente - sendo indicado para diversas aplicações, tais como estabelecimentos residenciais e comerciais, igrejas, escolas, postos de gasolina e etc.

   O forro está disponível em 100mm e 200mm de largura nas cores bege e branco. Essas opções surgiram de uma pesquisa que ajudou a identificar as expectativas dos clientes. “Por ser um produto adaptável a qualquer tipo de projeto, a empresa espera atender as demandas de mercado que tendem a crescer ainda mais a partir dos próximos meses”, anseia Marchi.

   Com o setor em expansão, a Infibra busca se inserir em diversos segmentos e ampliar sua área de atuação. “Queremos fazer parte dessa locomotiva de crescimento. Por isso, apostamos em ampliar nosso portfólio para atender a demanda do mercado. Nosso maior objetivo é oferecer ao consumidor produtos de boa qualidade e com preço acessível”, conclui o diretor./ www.infibra.com.br
|TOPO|


GE Iluminação é uma das mais lembradas no Top Marcas 2011
A GE Iluminação foi uma das três marcas mais citadas na enquete online Top Marcas 2011, no segmento de lâmpadas e reatores. Juntas, GE, Osram e Philips acumularam 2.308 indicações, o que equivale a 62,75% do total. A categoria continua sendo uma das que contabilizam o maior número de votos entre os profissionais que responderam à pesquisa.

   O prêmio, que está em sua sexta edição, faz parte de uma iniciativa da Arco Editorial, empresa responsável pela revista Projeto Design e pelo portal Arcoweb. A premiação tem como objetivo identificar e destacar as marcas de produtos para arquitetura e interiores preferidas pelos leitores da revista e do portal./ www.gelampadas.com.br
|TOPO|


Credibilidade e tecnologia marcam os 60 anos da Eucatex

Selo comemorativo e visita à nova fábrica são algumas das ações que iniciam as celebrações da empresa

Uma das maiores fabricantes de produtos para a construção civil, indústria moveleira e quarta maior fabricante de tintas e vernizes do país, a Eucatex completa 60 anos em 2011.

   Para comemorar a data, a empresa desenvolveu um selo comemorativo, que preserva a solidez da marca do Grupo Eucatex com o azul e as curvas que já fazem parte de sua identidade. Neste selo, a intenção é ressaltar o número que demonstra a relevância histórica de uma empresa que há seis décadas faz parte da vida de milhares de brasileiros.

   A empresa também irá comemorar com seus colaboradores, promovendo visitas monitoradas na recém-inaugurada fábrica T-HDF/MDF (Thin High Density Fiberboard/Medium Density Fiberboard). Nas ocasiões, todos terão a oportunidade de conhecer o ciclo completo de produção da Linha T-HDF/MDF e depois participarão de um almoço de confraternização.

   Aliando solidez, modernidade, tecnologia, sustentabilidade e qualidade, a Eucatex está presente em todo o país com pisos laminados, portas, divisórias, tintas, vernizes, chapas T-HDF e de fibras de madeira, painéis MDP e MDF e Tamburato.

   Flavio Maluf, presidente executivo do Grupo Eucatex, conta que desde 1951 o Grupo é reconhecido pelo pioneirismo. “Em 60 anos, ajudamos a inovar nosso setor, investimos em tecnologia e criamos diversos produtos que são referência na indústria moveleira. Ampliamos nossas reservas florestais e aprendemos com nossos colaboradores e clientes a ser uma empresa movida a desafios. É um orgulho ver a Eucatex chegar aos 60 anos e dizer que estamos confiantes num futuro ainda melhor”, declara.

   O Grupo Eucatex é formado por um complexo de três fábricas que oferecem ao mercado uma ampla linha de produtos nos segmentos da Construção Civil e Indústria Moveleira. A Unidade Chapas e a Unidade Tintas e Vernizes estão localizadas em Salto (SP), já a Unidade Painéis e Pisos, em Botucatu (SP). A empresa possui ainda a Unidade Florestal, com um Viveiro de Mudas, em Bofete (SP).

   Em 2010, a Eucatex inaugurou a linha T-HDF/MDF, na Unidade Chapas, com capacidade para produzir painéis MDF e chapas finas T-HDF. A nova linha será a mais eficiente e produtiva do gênero no mundo, um marco na história da empresa.

   Além da tecnologia de ponta, o Grupo também é reconhecido pela preocupação com o meio ambiente. Nas fábricas são utilizadas madeiras de eucalipto 100% reflorestado e as áreas florestais ocupam mais de 45 mil hectares, sendo um terço destinado a reservas naturais.

   O reconhecimento internacional da qualidade dos produtos e serviços Eucatex e a seriedade com que encara as atividades produtivas respondem pela presença do Grupo em mais de 37 países, exportando produtos para os segmentos da construção civil e indústria moveleira. Com sede corporativa em São Paulo, a Eucatex conta com representantes comerciais em todo o território nacional e também nos Estados Unidos, Alemanha e Chipre./ www.eucatex.com.br
|TOPO|


Viapol investe na qualificação de profissionais do setor da construção

Empresa aposta na informação para difundir o conceito da impermeabilização, otimizar o desempenho dos produtos e valorizar o resultado final de cada obra

A Viapol, referência nacional no mercado de impermeabilizantes e no desenvolvimento de soluções para o setor da construção civil e diversos segmentos industriais, mantém um completo programa de qualificação, dirigido aos profissionais da construção civil e também varejistas, representantes, distribuidores e consumidores finais. São palestras, treinamentos, curso de formação de mão de obra e demonstrações de produtos que visam levar informações sobre os itens fabricados pela empresa, suas aplicações e benefícios.

   Somente em 2010, foram realizados 305 eventos pela Viapol, em diversos Estados brasileiros, com a participação de 2284 pessoas. Os encontros ocorrem durante todo o ano e são realizados por especialistas do Departamento Técnico e de Especificação da empresa, que desenvolve também manuais técnicos, folhetos, gibis e material de apoio às vendas, com o objetivo de auxiliar os profissionais do setor a conhecerem e especificarem os produtos corretos para cada necessidade, de acordo com suas características.

   Participam dos eventos, engenheiros, aplicadores, balconistas e vendedores, estudantes e profissionais de órgãos públicos e privados. Os treinamentos, palestras e demonstrações de produtos ocorrem em revendas de material de construção e de produtos especializados, em escolas e universidades, entidades, construtoras e na unidade fabril da Viapol localizada em Caçapava (SP), onde são realizados os cursos de Formação de Mão de Obra (FMO).

   Cursos de Formação de Mão de Obra - Com temas diversificados, como produtos químicos para construção e mantas asfálticas, os cursos FMO - que também são realizados in loco, conforme a solicitação dos clientes - têm como objetivo difundir a utilização dos sistemas de impermeabilização, bem como proporcionar conhecimentos técnicos e práticos necessários para a aplicação correta e otimização do desempenho dos produtos e, consequentemente, a valorização do resultado final da obra.

   Dirigidos aos profissionais de mão de obra direta da construção civil, como pedreiros, encanadores, telhadistas, pintores, entre outros, os cursos possuem duração de um dia (dois períodos de quatro horas), contam com parte teórica e prática e são totalmente gratuitos.

   O uso consciente dos impermeabilizantes - O gerente de marketing da Viapol, Henrique Setti, destaca que o uso consciente dos impermeabilizantes é um processo que está no começo. "Embora, atualmente, profissionais e consumidores finais tenham mais conhecimento sobre a importância destes produtos nas edificações, ainda há muito a ser difundido", afirma.

   Daí a necessidade de um amplo processo educativo sobre a impermeabilização e seus benefícios voltado a profissionais do setor, desde engenheiros até os vendedores, balconistas e aplicadores. "Existe a necessidade de atuar em toda a cadeia de valor. Nos cursos superiores de Engenharia e Arquitetura, há enorme carência de informação, pois não existe, em geral, uma disciplina especifica voltada ao tema, apenas uma abordagem rápida sobre o assunto. Aos aplicadores (mão de obra), também falta formação sistemática sobre o tema, principalmente, em instituições de ensino dirigidas a esta categoria profissional", destaca Setti. / www.viapol.com.br
|TOPO|


Fabricante de formas e escoramento para construção civil divulga faturamento e aposta em expansão
Com mais de 30 anos no mercado, a Oeste Formas chega à SP e já atua em cinco Estados com grande expectativa para comercializar sistema inovador

A Oeste Formas, empresa que desenvolve sistemas de fôrmas e escoramentos metálicos para construção civil há mais de 30 anos aumentou seu faturamento em 31% em 2010. Em uma nova fase de expansão, a empresa, que surgiu no Mato Grosso, acaba de entrar no mercado de São Paulo com inauguração de mais uma filial e já está presente também em outros três Estados (Minas Gerais, Ceará e Amazonas), além do Distrito Federal. Ainda este ano, a empresa prevê entrar no mercado do Rio de Janeiro com novas obras e, nos próximos dois anos, com abertura de escritório na capital carioca.

   O ano de 2010 foi de expansão e investimentos para a empresa, que forneceu produtos para mais de 200 obras pelo país (80 pela filial de MG, 6 obras pela filial de Manaus, 72 obras no Ceará, 33 no DF e 15 no Mato Grosso), aumentando cerca de 20% o volume de negócios da empresa em relação a 2009. Para alavancar ainda mais o crescimento experimentado nos últimos anos, a Oeste Formas investiu 30% de seu faturamento na compra de matéria prima e equipamentos em 2010. O objetivo da empresa é aumentar em seis vezes sua capacidade operacional, podendo atender a mais obras simultaneamente. Cerca de 60% do lucro líquido da Oeste Formas é investido em expansão, uma vez que a empresa não possui dívidas. Também em 2010, a empresa inaugurou sua nova fábrica de formas, em Cuiabá (MT) e no segundo semestre do ano inaugurou sua fábrica de escoramentos, em Contagem (MG).

   No segundo semestre do ano passado, a Oeste importou uma solução inovadora de estruturas, trazida dos Estados Unidos com exclusividade pela empresa, o HV Titan. Para 2011, a expectativa é manter o crescimento sustentável dos últimos anos e aumentar o faturamento de 30% a 50% com a comercialização exclusiva do produto no Brasil. O sistema de escoramento, adquirido da norte-americana Titan, é mais completo. As estruturas são montadas em alumínio e de forma mais inteligente com encaixes, o que otimiza a execução da obra.

   Para se ter ideia da diferença que o sistema HV pode fazer em empreendimentos imobiliários é preciso compará-lo com outras soluções do mercado. Com um sistema convencional de escoramento, para se erguer uma laje (andar) de um prédio, são necessárias sete pessoas, que demoram sete dias para terminar o serviço. Já com esta solução, apenas três pessoas fazem o trabalho em três dias, o que traz economia de mão de obra e de tempo. “A empresa enxergava que o mercado pedia um produto como este pela necessidade de construções mais rápidas, devido ao aumento da demanda na construção civil”, afirma o presidente da empresa, Roberto Felício.

   Além da inovação, a Oeste Formas é referência em formas metálicas para construção de casas populares. Com o método, muito utilizado por construtoras que participam do programa habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, do Governo Federal, a velocidade da obra aumenta em média 50%. A estrutura de uma casa inteira pode ser erguida em apenas um dia. O tempo que se leva para erguer as paredes pode chegar a apenas 16 horas e um conjunto de casas pode ser construído em um mês, quando se tem produção em massa. Por ser uma obra feita sob medida, não há desperdício de material, o que também gera economia para a empresa e pode baratear o preço final ao consumidor. Há também um ganho ambiental, pois o método não gera resíduos sólidos de construção.| www.oesteformas.com.br

|TOPO|


Panduit nomeia novo diretor de canais para a América Latina
A Panduit, líder global em soluções baseadas em infraestrutura física unificada (UPI), anuncia a nomeação de Jorge Alberto Silva Santa Cruz como diretor de canais para a América Latina. Jorge, executivo bastante experiente na área, tanto no México quanto no mercado internacional, será responsável pelo planejamento e pela execução das estratégias da Panduit para canais em toda a região a partir do México.

   A Panduit continua sua trajetória de crescimento rápido na região, onde obteve excelentes resultados superando os desafios apresentados pelo mercado mundial.

   Jorge Alberto Silva é o novo diretor de Canais para o México e América Latina, cargo cujos principais desafios são manter e aumentar a presença alcançada pela Panduit nos últimos anos e criar novas estratégias que alinhem os canais aos objetivos de levar maior produtividade, eficiência e excelência aos negócios dos clientes da empresa. Jorge também deverá fazer com que a confiança do canal na marca se mantenha e os níveis de atendimento ao cliente final aumentem.

   Jorge Silva é formado em tecnologia da informação e infraestrutura física e conhece bem o mercado e suas necessidades. Ele já atuou em cargos estratégicos, criando e implementando táticas de vendas diretas e de canais e liderando relacionamentos estratégicos com clientes e contas globais.

   Como especialista, Jorge Silva colocou em prática estratégias de canal criadas para aumentar a penetração de mercado e a definição de marca. “Jorge é um profissional excepcional, com ampla experiência, tanto no México como nos demais países da América Latina. Ele está totalmente alinhado com os objetivos da Panduit”, afirma Neil Corradine, diretor da Panduit na América Latina. "É uma grande satisfação contar com ele em nossa equipe e acreditamos que, com sua ajuda, poderemos manter o progresso e a excelência de nossa marca e superar os desafios futuros”, complementa./ www.panduit.com.br
|TOPO|


 

 

C O N J U N T U R A  &  M E R C A D O

 

 

Secovi-SP apoia indicador do mercado imobiliário

O Índice Geral do Mercado Imobiliário Comercial (IGMI-C) é o primeiro indicador de rentabilidade do setor imobiliário brasileiro
Na sexta-feira, 11/2, aconteceu o lançamento do Índice Geral do Mercado Imobiliário Comercial (IGMI-C), desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre/FGV), com patrocínio e colaboração de 26 entidades e empresas do setor financeiro e imobiliário.
   O IGMI-C é um índice de referência de rentabilidade do mercado imobiliário comercial, cuja elaboração contou com o acompanhamento do Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP. / www.secovi.com.br / www.bmfbovespa.com.br
|TOPO|


Goldsztein Cyrela aposta na garra da mulher como diferencial de trabalho na construção civil
Empresa inovadora e atenta ao crescimento acelerado da construção civil, a Goldsztein Cyrela encontrou na força da mulher brasileira uma solução para a escassez de mão de obra masculina no setor

Acreditando no potencial feminino, a empresa reforça seu quadro funcional com 18 novas colaboradoras para atuar na função de servente de obras.

   As novatas são oriundas da primeira turma do “Mulher na Obra” – projeto desenvolvido pela Goldsztein Cyrela em parceria com a Educa – Escola de Educadores de Canoas. A ação social tem o objetivo principal de capacitar mulheres para suprir a demanda de mão de obra na parte operacional das construções, ensinando atividades como construir paredes, fazer rebocos, colocar azulejos e fazer limpezas em geral.

   A gerente de RH da regional Sul da Goldsztein Cyrela, Jeane Campelo, destaca que esta é uma ‘iniciativa piloto’, mas que tem tudo para dar certo. “Nossa meta é dar continuidade a este Projeto e preparar mais profissionais para trabalhar no setor”, afirma.

   De acordo com Campelo, investir na profissionalização feminina foi uma decisão planejada pela empresa, que acredita no potencial das mulheres, quando capacitadas, para atuar neste setor. “Elas estão sendo contratadas como serventes e estão muito motivadas, pois sabem que com garra, determinação, coragem e força de vontade podem fazer uma carreira brilhante e, até mesmo, serem grandes engenheiras”, avalia, e completa: “Há espaço para todas aqui”!

   Desempregada há seis meses, a ex-auxiliar de cozinha Rosemari Müller Oliveira, de 42 anos, vibrou ao saber da sua contratação. “Essa nova fase representa ‘futuro’ para mim, que antes não conseguia nenhum emprego. É uma grande oportunidade”, explica ela, que com bom humor afirma: “Agora, lugar de mulher não é mais na cozinha, é na obra”!

   A técnica em enfermagem Sabrina Barbosa Panizzi, de 31 anos, concorda. Desempregada há seis anos, ela é uma das novas serventes de obra da Goldsztein Cyrela. “Trabalhava com home care, cuidando de pessoas doentes em casa, e estava procurando a segurança de um emprego com carteira assinada há muito tempo”.

   Quando soube do Projeto, Sabrina se interessou pelo fato de ser uma chance de voltar ao mercado de trabalho de forma regulamentada. “Essa oportunidade é como uma janela que se abre para o conhecimento... Um novo conhecimento na minha vida”, diz, e informa: “É uma grande guinada, mas a mudança de atividade não me assusta. Sou muito dedicada e vou me dar bem. Essa história de que mulher é o sexo frágil não existe mais, e vamos provar isso colocando, literalmente, a mão na massa”./ www.goldsztein.com.br
|TOPO|


Minha Casa, Minha (Qualidade de) Vida
Com a eleição de Dilma Rousseff, gestora do programa Minha Casa, Minha Vida no governo Lula, podemos esperar pela produção de alguns milhões de moradias destinadas a famílias com renda entre zero e dez salários mínimos nos anos vindouros
O grande desafio, porém, é garantir que as unidades construídas sejam sustentáveis em suas três dimensões: ambiental, econômica e social.

   Na esfera ambiental, existem muitas tecnologias que podem ser incorporadas aos empreendimentos. Porém, algumas delas implicam um investimento adicional que pode variar entre 3% e 8% do valor total. E, por desconhecimento, o morador, que ganha economia na operação do edifício, não aceita pagar mais por essas tecnologias.

   Para evitar o desequilíbrio econômico entre o investidor e o usuário, são necessárias algumas medidas:
   1- A utilização do poder de compra dos órgãos públicos na contratação de obras com essas características ajudaria a disseminar e a baratear o emprego de tecnologias sustentáveis, gerando aprendizado para cadeia produtiva do setor.
   2- A adoção de taxas de juros menores por parte dos bancos públicos para o financiamento de projetos comprovadamente sustentáveis, que conquistem o recém- lançado Selo Caixa Azul ou sejam certificados. É importante frisar que certificações precisam ser conquistadas voluntariamente pelas empresas e nunca podem se tornar obrigatórias. A única estratégia eficaz para o avanço da construção sustentável, experimentada em diversos países, é o incentivo econômico, não a imposição.
   3- Isenções tributárias federais, estaduais e municipais. Políticas nessa direção certamente trariam um saldo positivo ao erário, já que, além dos ganhos relacionados à redução do consumo de energia e água, que demandam altos investimentos públicos, a melhoria da saúde da população seria excepcional. Pesquisa da americana The Costs and Financial Benefits of Green Buildings (Greg Kats, Capital E, 2007) revela que com um investimento adicional entre R$ 55 e R$ 92 por m2 num edifício verde (entre 2% e 5% a mais no custo de construção nos EUA), obtém-se uma economia da ordem de R$ 627 a R$ 1.024, apenas com saúde e produtividade, trazidos a valor presente, durante um período de 20 anos de uso do imóvel.

   Essas soluções dependem unicamente de vontade política para serem adotadas. Porém, a maior dificuldade do MCMV, em especial nas grandes metrópoles, é equacionar o denominado processo de gentrificação, que expulsa das regiões mais nobres os residentes de classes menos favorecidas e recebe o influxo de novos habitantes com poder de compra mais alto, proporcionando a elitização daquelas áreas.

   Isto ocorre em razão de o preço dos terrenos ser maior nos bairros mais centrais, gerando um modelo de ocupação centrífuga, empurrando a população de baixa renda para a periferia ou mesmo para as chamadas cidades-dormitório. Assim, essa população não tem escolha: ou vive longe do trabalho ou se submete às condições subumanas proporcionadas por favelas bem localizadas.
Conforme dados recentemente divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), com base no Censo, a população cresceu mais nas periferias do que nas capitais. São Paulo registrou crescimento de 0,75% no número de habitantes entre 2000 e 2010 (de 10,4 milhões para 11,24 milhões). Em igual período, a população das periferias teve incremento de 1,24% ao ano, saltando de 7,4 milhões para 8,4 milhões.

   A solução para o problema exige ações articuladas entre diversos agentes envolvidos. Ela passa pelos governos municipais que, ao definir modelos de uso e ocupação do solo, devem priorizar o adensamento e a verticalização. Passa também pelos governos estaduais, que devem aportar recursos complementar a diferença entre os limites definidos pelo governo federal e os valores de mercado dos imóveis, como tem feito São Paulo.

   Todavia, é na esfera federal que as ações mais relevantes devem ser formuladas e implantadas. É preciso considerar os diversos níveis de custo de terrenos em uma mesma cidade na composição do preço máximo dos imóveis no âmbito do programa MCMV. E, saliente-se, esse custo adicional deve ser subsidiado pela União.

   A presidente eleita deve ansiar por um novo modelo de ocupação inclusivo, com grande diversidade social, onde as famílias de menor renda possam comprar suas residências no local que desejarem e ter melhor qualidade de vida. Só assim transformaremos as cidades naquilo o que o escritor alemão Charles Bukowski definiu como um bom bairro: “O lugar onde a gente não tem condições econômicas para morar.” / Hamilton de França Leite Júnior , diretor de Sustentabilidade do Secovi-SP e empresário / www.secovi.com.br
|TOPO|


Indústria do Cobre prevê aumento de vendas em 2011

Levantamento exclusivo do Sindicel mostra que 82% das empresas estão otimistas e apostam no crescimento do setor este ano
Os indícios de desaceleração econômica não parecem afetar o otimismo da indústria do cobre. Isso é o que mostra um levantamento exclusivo realizado pelo Sindicel (Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos, Trefilação e Laminação de Metais Não-ferrosos do Estado de São Paulo).

   De acordo com o estudo, 82% dos entrevistados apostam em um crescimento das vendas. Destes, 53% apostam em um aumento superior a 10%. Os outros 29% são mais modestos e acreditam em um incremento de até 10%. Já para 12% dos empresários as vendas devem manter o mesmo nível do ano passado.

   Ainda segundo o estudo, 53% dos executivos apostam num aumento de vendas já para o primeiro trimestre de 2011. Para cerca de 24%, o crescimento nos primeiros meses do ano deve superar os 10%. Já para 29% dos entrevistados, a alta fica em até 10% no período. E 35% esperam manter o percentual de crescimento no mesmo patamar do último trimestre de 2010.

   Retração não parece ser uma possibilidade para o setor. Apenas 6% dos executivos prevêem uma queda de até 10% nas vendas de 2011, em relação a 2010. “Se as previsões se confirmarem, teremos um bom ano”, resume Sérgio Aredes, presidente do Sindicel./ www.sindicelabc.org.br
|TOPO|


Empreendimentos econômicos são destaque no interior de São Paulo, segundo o Secovi-SP
Estudo contempla os municípios de São Paulo: Campinas, Jundiaí, Sorocaba, São José do Rio Preto e Bauru
Os imóveis de 2 dormitórios sem elevador e de 2 dormitórios econômico lideraram os lançamentos no interior de São Paulo nos últimos ano, de acordo com o recente Estudo do Mercado Imobiliário do Interior, encomendados pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação). Alguns dos motivos para esta tendência podem ser as facilidades na concessão de crédito bancário para a compra do imóvel, o programa Minha Casa, Minha Vida e o aumento da renda das famílias das classes C e D.

   O levantamento, elaborado por Robert Michel Zarif Assessoria Econômica, em parceria com a vice-presidência do Interior do Secovi-SP e o departamento de Economia e Estatística do Sindicato, contemplou empreendimentos residenciais verticais dos municípios de São José do Rio Preto (janeiro de 2007 a maio de 2010), Campinas (fevereiro de 2007 a julho de 2010), Sorocaba (julho de 2007 a setembro de 2010), Jundiaí (abril de 2007 a novembro de 2010) e Bauru (janeiro de 2004 a janeiro de 2011).

   Nos períodos analisados, a quantidade de lançamentos destes segmentos econômicos de 2 dormitórios totalizaram 47,1% em São José do Rio Preto (1.556 unidades), 42,2% em Campinas (8.358 unidades), 57,2% em Sorocaba (5.740 unidades), 33,8% em Jundiaí (3.744 unidades) e 42,4% em Bauru (2.033 unidades).

   Consequentemente também à grande busca por imóveis do segmento econômico, o levantamento mostrou que unidades de 46m² a 65m² foram as que tiveram maior número de lançamentos e vendas. A exceção fica para a cidade de São José do Rio Preto, que teve um número superior de unidades lançadas com até 45m².

   Considerando-se o preço do m² dos imóveis, o valor vai de R$ 2 mil a R$2,3 mil, de acordo com o município, sendo Campinas o mais caro e Sorocaba e São José do Rio Preto os mais baratos. Nos segmentos tradicionais, o preço varia de R$ 2,4 mil a R$ 4,9 mil, variando de acordo com o município, localização e padrão.

   O número de lançamentos no período analisado foi de 3.298 unidades em São José do Rio Preto, 19.773 unidades em Campinas, 10.039 unidades em Sorocaba, 11.066 unidades em Jundiaí e 4.799 unidades em Bauru.

   Tendências do mercado imobiliário nacional - Em 2011, o lançamento e as vendas de imóveis de luxo e aqueles voltados para a classe média-alta deverão permanecer estáveis. Unidades populares manterão destaque, porém haverá necessidade de maior agilidade na liberação do crédito, e também de criação de tecnologias construtivas e estratégias diferenciadas de marketing por parte das empresas para conquistar esse público. A disponibilidade de imóveis residenciais e salas comerciais para locação também é uma das tendências do mercado imobiliário para 2011.

   Ainda, o setor prevê investimentos de mais de R$ 65 bilhões oriundos do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo). Apesar da ampla disponibilidade de crédito, será preciso intensificar debates e estudos com o objetivo de atrair novas fontes de recursos para a produção e aquisição de imóveis.

   A fim de atender ao volume crescente de financiamentos, o segmento continuará a pleitear a racionalização da análise de processos nos municípios, com informatização e transparência; a integração dos procedimentos burocráticos das três esferas de governo, com eliminação de duplicidade – especialmente no meio ambiente.

   Ainda, a formação de comitês de avaliação dos procedimentos burocráticos com representantes do governo e da iniciativa privada; a modernização adequada da fiscalização, com atuação rápida e transparente; e o aperfeiçoamento do contexto jurídico, para dar maior segurança a todos, com redução de custos.

   Nos próximos 12 anos, o Brasil vai precisar de 900 milhões de metros quadrados de terrenos urbanos para construir algo em torno de 24 milhões de moradias, conforme prognóstico do Construbusiness Fiesp 2010. Para suprir essa demanda, será necessário um reposicionamento geral dos conceitos das políticas de desenvolvimento urbano, até então alicerçadas na defesa intransigente do espraiamento das cidades em oposição ao adensamento.

   Cidades compactas, com trabalho, moradia e lazer próximos, solucionando, em boa parte, os problemas de mobilidade é um modelo adotado mundialmente. O estabelecimento de boas regras de ocupação urbana - compacta e sustentável - é a forma de manter o sucesso das políticas de desenvolvimento imobiliário e das cidades./ www.secovi.com.br

|TOPO|


Automação residencial para construtoras
A Neocontrol e a construtora Even firmaram uma parceria visando a mais alta tecnologia definida para os seus clientes

No mercado há mais de oito anos, a empresa mineira Neocontrol Soluções em Automação fechou uma parceria com mais uma construtora. Dessa vez o empreendimento Cube Campo Belo, da Even, apresenta todas as qualidades e facilidades com um pacote exclusivo de automação residencial, já na compra do apartamento na planta.

   “Hoje é uma tendência agregar tecnologia na construção” diz o diretor da empresa Gabriel Peixoto. Segundo ele, os clientes imobiliários estão a cada dia, mai s conscientes dos produtos que compram e exigem a adequação tecnológica dos imóveis.

   O conforto, praticidade e sustentabilidade provenientes da solução de automação valorizam o imóvel tornando-o mais atraente para o cliente final.

   Segundo Gabriel Peixoto o papel do integrador é fundamental no processo de venda para construtoras “A empresa integradora é a grande responsável por estabelecer o contato e garantir toda a qualidade do projeto, instalação, configuração, design de interfaces e manutenção. Essas variáveis são fundamentais para o fechamento do negócio”./ www.even.com.br / www.neocontrol.com.br
|TOPO|


Venda de imóveis na cidade de São Paulo cresce 51,7% em dezembro de 2010
Unidades de 2 dormitórios se destacaram em termos de vendas e lançamentos no último mês do ano. Resultados confirmam previsões do Secovi-SP
O mercado de imóveis novos na cidade de São Paulo registrou a comercialização de 4.960 unidades em dezembro passado, encerrando um ano de bons resultados, conforme previsto nas últimas edições da Pesquisa sobre o Mercado Imobiliário realizada pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

   De acordo com o Departamento de Economia e Estatística, responsável pela pesquisa, o volume de vendas foi 51,7% superior ao observado em novembro (3.270 imóveis). Apesar do crescimento em relação ao mês anterior, a comercialização ficou 12,4% abaixo do total registrado em dezembro de 2009 (5.663 moradias).

   O indicador VSO (Vendas sobre Oferta) atingiu 29,2%, contra 24,1% em novembro e 30,8% em dezembro de 2009. Expresso em porcentagem, o VSO mede a relação entre a quantidade de unidades comercializadas e a oferta no mês, com a finalidade de aferir o desempenho de vendas.

   A participação do segmento de 2 dormitórios foi o destaque do mês: 2.577 unidades negociadas, ou 52% do total escoado. Apesar do sucesso obtido pelas unidades com valores entre R$ 100 mil e R$ 150 mil, em bairros vizinhos aos tradicionais houve boa movimentação dos imóveis de 2 dormitórios na faixa de R$ 260 mil a R$ 500 mil em regiões mais tradicionais, como Brooklin e Morumbi, com destaque para os de R$ 320 mil a R$ 390 mil. Observou-se ainda nesse nicho bom escoamento de imóveis de alto padrão, com valores superiores a R$ 900 mil, em regiões como Itaim e Vila Olímpia.

   Região Metropolitana de São Paulo - Em dezembro, 7.108 imóveis foram vendidos na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), que concentra 38 municípios além da Capital. A participação da cidade de São Paulo no total comercializado na região aumentou 69,8% no último mês do ano, contra 52,1% em novembro.
No ano, a Capital contribuiu com 55% (35,9 mil unidades) no resultado de vendas, ante as 65,2 mil dos demais municípios - o maior total registrado em todos os tempos na Região Metropolitana. O nicho de 2 dormitórios se destacou também na RMSP, com 3.706 imóveis vendidos em dezembro e participação de 52,1% no total negociado.

   Lançamentos - O lançamento de imóveis residenciais na cidade de São Paulo totalizou 7.516 unidades em dezembro de 2010, volume 89,3% superior ao percebido em novembro do mesmo ano (3.970 imóveis). Considerando o último mês do ano de 2009, com 6.579 unidades lançadas, o crescimento é de 14,2%, conforme dados da Embraesp - Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio.
O mercado da Capital representou fatia de 70% do volume de lançamentos da Região Metropolitana de São Paulo, que totalizou 10.731 imóveis no mês. O segmento de 2 dormitórios ocupou a liderança na RMSP, com 5.745 unidades lançadas, equivalente a 53,5% do total produzido em dezembro.

   NaRegião, foram lançados 2.351 conjuntos comerciais (com área total de 221,5 mil m²) em dezembro, equivalente a 31,6% do total de 7.445 colocado em oferta durante todo o ano de 2010 nos municípios que a compõem.

   Resultados de 2010 - Os bons resultados de comercialização na cidade de São Paulo confirmaram as previsões de encerramento no ano com estabilidade ou, no máximo, de um leve crescimento. O total de 35.869 unidades vendidas em 2010 praticamente empatou com o volume escoado em 2009, de 35.832 imóveis.

   O VGV (Valor Global de Venda) fechou o ano em R$ 14,2 bilhões, contra R$ 11,6 bilhões de 2009 - um aumento da ordem de 22,5%.

   O VSO médio do ano foi de 23,2%, superior aos 17,6% de 2009. Trata-se do melhor desempenho de vendas médio desde 2004, ano da modificação de metodologia da pesquisa sobre o mercado imobiliário.

   Em termos de lançamentos residenciais, 2010 foi marcado pela reposição de unidades, com produção de 37.304 imóveis na cidade de São Paulo e crescimento de 18,1% sobre 2009 (com 31.584 unidades lançadas).

   “O mercado imobiliário na cidade de São Paulo encerrou 2010 dentro das perspectivas de vendas, em um cenário marcado pela migração de investimentos em novos lançamentos na Região Metropolitana e até mesmo no interior e outros Estados. Essa expansão geográfica de atividades do setor se deve em parte à necessidade de novos investimentos, mas, também, às dificuldades produzidas pela legislação urbanística da capital paulista”, afirma o economista-chefe do Secovi-SP, Celso Petrucci./ www.secovi.com.br
|TOPO|


Mercado imobiliário deve manter viés de expansão em 2011

O volume de crédito imobiliário previsto para 2011, da ordem de R$ 85 bilhões, equivale a incremento de 50% sobre o total viabilizado com recursos da poupança em 2010 (R$ 56,2 bilhões). Em cenário tão promissor, o Salão Imobiliário São Paulo (Sisp) e a Rede Secovi de Imóveis permitirão ao empresário se antecipar nas estratégias para atender ao consumidor nos próximos anos. Só há razões para otimismo.

   A soma de alguns fatores produziu resultados extremamente positivos para o mercado imobiliário, permitindo em 2010 que a prestação coubesse no bolso do consumidor interessado em adquirir a casa própria ou trocasse seu imóvel por outro maior. Tivemos desemprego em baixa, renda média em alta, crédito ampliado, taxa de juros reduzida e prazo de financiamento mais longo. Ou seja, melhorou a qualidade de vida das pessoas, garantindo boas perspectivas para nosso mercado em 2011.

   Além desses, há outros motivos para acreditar que o mercado imobiliário continuará em expansão. A começar pelo aumento na confiança do consumidor, que se refletiu – e continua se refletindo! – no aquecimento das vendas de imóveis novos, o que, consequentemente, impulsionou o segmento de usados.

   Dados recentes do setor mostram que o segmento de novos residenciais na cidade de São Paulo deverá registrar, em 2011, crescimento da ordem de 5% sobre o total escoado no ano passado – da ordem de 36 mil unidades.

   Para a Região Metropolitana de São Paulo, a expectativa é de movimento ainda maior. Há cinco anos, por exemplo, as 38 cidades da Grande São Paulo – exceto a Capital – representavam apenas 26% do total de lançamentos. De lá para cá, o crescimento e a expansão das atividades imobiliárias possibilitaram a equiparação do total lançado na Capital ao da soma das demais cidades. Hoje, a participação atinge cerca de 45%. Vale destacar a predominância de imóveis econômicos e super-econômicos, com perspectiva de nova alta no volume de lançamentos e vendas.

   O mercado está atento às nuances do cenário econômico e também às necessidades do consumidor. Houve clara mudança no perfil do comprador. Ele chega, aos plantões e às imobiliárias, consciente do produto que procura e das condições que tem para adquiri-lo. Tal comportamento requer aperfeiçoamento e atualização constantes, não só dos corretores, mas das equipes que atuam nas empresas, algo que a Fiabci/Brasil e o Secovi-SP perseguem insistentemente.

   Enfim, este ambiente inspira boas perspectivas para 2011. Tudo indica que a cadeia produtiva imobiliária vai continuar recebendo atenção do governo, até porque, além de forte indutora da economia, essa “máquina” movimenta diversos outros setores e contribui para a geração de emprego e renda.

   E não se pode deixar de considerar o fato, concreto e positivo, de ter sido a presidente Dilma Rousseff, quando ministra da Casa Civil, e com o auxílio da iniciativa de empresários do setor, a idealizadora do bem-sucedido programa habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, que possibilitou o acesso da população de mais baixa renda à casa própria e que terá continuidade em seu governo. / Elbio Fernández Mera,  vice-presidente de Comercialização e Marketing do Secovi-SP/ www.secovi.com.br


TECNISA inicia estratégia de vendas pelo Facebook

Usuários do Facebook poderão adquirir imóveis da TECNISA dentro do site de relacionamento

   Referência no mercado nacional no desenvolvimento de ações comerciais, de relacionamento e de marketing através das redes sociais, a TECNISA, uma das maiores empresas do segmento imobiliário brasileiro, inicia uma nova estratégia na internet, dessa vez com o Facebook. A partir de hoje, o usuário conectado no site de relacionamento poderá consultar, tirar dúvidas, enviar sugestões e, sobretudo, comprar um empreendimento da TECNISA (http://www.facebook.com/freguesiadooviverde). Tudo isso sem se desconectar do Facebook.

   “Definitivamente o Facebook é uma tendência cada vez mais presente no dia a dia das empresas, que perceberam que os usuários utilizam o canal para muito mais do que, apenas, se relacionar. A partir de agora, ele também poderá até adquirir um imóvel. Tal ferramenta vai ao encontro da estratégia feita pela TECNISA nos últimos anos focando nas mídias sociais como uma forma de gerar novos negócios, complementando as ações da companhia nas redes sociais e unindo-se a outras já existentes como o Twitter e o aplicativo para IPhone”, explica o diretor de ambientes digitais e relacionamento com o cliente da TECNISA, Romeo Busarello.

   Em desenvolvimento pela TECNISA desde o final do ano passado, em parceria com a empresa Célula Ideias, especializada na criação de ações via Facebook, o perfil da TECNISA no site de relacionamento começa a se transformar em um canal independente de vendas. Através dele, o cliente da incorporadora poderá ter acesso a todas as informações dos empreendimentos, receber atualizações e obter notícias de lançamento. Tudo isso com um grande diferencial que é a possibilidade do cliente filtrar as informações que quer receber através da ferramenta “curtir” e “curtir (desfazer)” do Facebook. Dessa maneira, o cliente só receberá notícias sobre um determinado empreendimento que ele achou interessante e poderá interagir com os outros seguidores, participando do mural, das discussões e acessando fotos, vídeos, tabelas de preços e todas as informações pertinentes. Se, por algum motivo, futuramente aquele assunto não mais o interessar, basta “curtir (desfazer)” e, automaticamente, ele deixa de receber as informações.

   No lançamento da nova ferramenta, dois empreendimentos estão disponíveis para consultas dos usuários: o Viverde, na Freguesia do Ó, e o Moai, em Alto de Pinheiros, ambos localizados na capital paulista. “A ideia é que em três semanas todo o portfólio de produtos da TECNISA esteja à disposição para consulta do internauta”, esclarece Busarello.

   Ações da TECNISA nas Redes Sociais - A internet sempre foi uma ferramenta importante para a TECNISA, que iniciou em 2001 uma estratégia focada em vendas e, em 2006, lançou o primeiro blog corporativo do mercado imobiliário. Tornou-se, em 2008, a primeira empresa a concluir a venda de um apartamento pelo Twitter e concretizou venda inédita de um empreendimento com contato iniciado pelo aplicativo para Iphone. Atualmente a TECNISA é referencia na utilização de redes sociais e internet.

   No Facebook, a empresa pretende desenvolver não apenas ações comerciais, mas, sobretudo, torná-lo a principal ferramenta de sua estratégia social e relacionamento. A previsão é que até abril todos os canais online de vendas da companhia (blog, TECNISA Ideias e site institucional) estejam conectados com o Facebook, através da ferramenta Facebook Connect. “Definitivamente, 2011 será o ano do Facebook e para a TECNISA não será diferente”, complementa Romeo Busarello./ www.tecnisa.com.br
|TOPO|


Cury Construtora lança Único Mogi
Em terreno de mais de 30 mil m², empresa constrói um dos maiores empreendimentos da região com mais de 500 unidades e diversos atrativos de lazer

Escolhido estrategicamente pela sua localização única, a Cury Construtora e Incorporadora S.A. lança neste final de semana o Único Mogi. Com VGV de R$ 60 Milhões, o empreendimento faz parte do programa Minha Casa Minha Vida e possui mais de 568 unidades, tornando-se assim, um dos maiores empreendimentos da região de Mogi das Cruzes.

   O Único Mogi será construído em um amplo terreno com mais de 30 mil m², divididos em oito torres, com apartamentos de dois dormitórios, terraço e muitas opções de lazer, como churrasqueira, quadras, piscinas, salão de festas, salão de jogos e academia. O lançamento é destinado para famílias com renda mensal a partir de R$ 1,8 mil.

   “Queremos sempre proporcionar segurança e qualidade de vida a uma fatia da população que sonha em adquirir sua casa própria.” comenta Fabio Cury, presidente da Cury Construtora. “O Único Mogi foi especialmente projetado para facilitar a vida dos futuros moradores, por ser um condomínio fechado, seguro e bem estruturado”, ressalta Cury.

   O imóvel, que está em uma região privilegiada ao lado do Shopping Mogi e a 600m do Parque Centenário além de estar no bairro de Mogi que mais cresce , terá um custo que varia entre R$ 101.500 e R$ 106.500 e pode ser financiado em até 300 meses pela Caixa Econômica Federal. O empreendimento conta com subsídio do Governo Federal que pode chegar a R$ 23 mil.

   Ficha técnica: Único Mogi / Terreno: 30.433,48 mil metros quadrados / Arquitetura: Arduin Arquitetura / 8 torres / Térreo + 8 pavimentos / 568 unidades / 8 unidades por andar / Unidades
45 e 46 metros quadrados, 2 dormitórios / Lazer: 1 Piscina Adulto e 1 Infantil, 1 Solario, 10 Churrasqueiras, 1 Quadra Poliesportiva, 1 Quadra Gramada, 1 Salão de Festas, 1 Salão de Festas Infantis, 1 Salão de Jogos Externos, 3 Playgrounds, 1 Estação de Ginástica Externa, Praças de Convivência / Localização: Av. Francisco Rodrigues Filhos, 1.902 – Mogilar – Mogi das Cruzes/ www.curyconstrutora.com.br
|TOPO|


Cyrela estreia ferramenta para venda de imóveis pelo Facebook

Plano da incorporadora intensifica sua presença na Internet e mídias sociais
A Cyrela Brazil Realty inova e é a primeira empresa do setor imobiliário a realizar uma ação de vendas pelo Facebook. A incorporadora, pioneira no desenvolvimento e treinamento de uma equipe exclusiva de corretores online, amplia agora sua força de vendas com a criação de um canal de vendas dentro do Facebook, via chat. Com isso amplia a integração dos usuários com os produtos da companhia, por meio da divulgação de informações, imagens e vídeos dos produtos.

   “Precisamos estar mais disponíveis no universo online para nossos clientes”, afirma Gilson Hochman, diretor geral de vendas Cyrela Brazil Realty. “A internet é a maior fonte de informação para as pessoas em busca de um imóvel e uma ferramenta como o Facebook agrega interesses múltiplos de uma mesma pessoa em um mesmo local, facilitando e agilizando os processos de decisão”, destaca Hochman.

   A nova ferramenta é parte de um plano que reformula e intensifica a presença da empresa na Internet e nas mídias sociais. No ano de 2010, as vendas online somaram 18% do total da incorporadora no Brasil – o número chega a 35% quando computados dados exclusivos da empresa de vendas da Cyrela, a Seller. A equipe de vendas online representa 30% do quadro total de corretores da Cyrela, que soma 1200 profissionais espalhados por todo o Brasil.

   “Estes números reforçam a nossa estratégia para o ano de 2011 em todo o Brasil”, explica Fernando Moulin, gerente-geral de e-business da Cyrela, responsável por todas as ações online da incorporadora.“Precisamos fazer com que o cliente sinta a excelência que já existe nos pontos de venda e em todo o ambiente off line, também no ambiente on line. O plano para este ano se baseia no conceito de agregar valor ao cliente, prestar serviços e integrar os canais”, ressalta Moulin.

   Este trabalho foi iniciado já em 2010 com ações pontuais como a venda de um imóvel por mensagem de texto (SMS), além do lançamento do aplicativo para o iPhone./ www.s2publicom.com.br / www.cyrela.com.br
|TOPO|


Segundo presidente do Secovi-SP, o maior gargalo do setor é a falta de mão de obra qualificada

Declaração foi feita na sexta-feira, 25/2, durante reunião da CII/CBIC na Bahia
A excessiva burocracia na aprovação de projetos habitacionais faz com que as vendas superem os lançamentos em todo o Brasil, conforme apurado hoje (25/2) pela Comissão da Indústria Imobiliária da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CII/CBIC), durante encontro em Salvador, que reuniu representantes do setor de 16 Estados.

   Em Fortaleza, por exemplo, foram lançadas 3 mil unidades em 2010, contra 3.500 vendidas no período. Outro movimento percebido é a migração de trabalhadores da informalidade para os canteiros de obras formais. Em Pernambuco, a construção civil criou 32.399 novas vagas contra 11.953 em 2009. “Apesar dessa migração, o maior gargalo do setor é a falta de mão de obra qualificada”, diz João Crestana, presidente da CII/CBIC e do Secovi-SP (Sindicato da Habitação)./ www.secovi.com.br
|TOPO|


‘Nova Saúde’ se desenvolve e abre espaço para empreendimento com infraestrutura completa e preço acessível

Nos últimos anos, a Nova Saúde, região vizinha a importantes bairros da capital paulista, como Saúde, Vila Mariana e Ipiranga, está em constante desenvolvimento, recebendo pontos de comércio, faculdades, shopping, estação de metrô (Linha 2, Verde), além de outras opções de lazer e cultura. A região fica na zona centro-sul de São Paulo e é conhecida pela sua praticidade e localização estratégica. Suas principais vias, como as avenidas Ricardo Jafet, Bandeirantes e Presidente Tancredo Neves, permitem o fácil acesso com a Via Anchieta e a Rodovia dos Imigrantes, o que garante agilidade para quem vai ao Grande ABC e ao litoral paulista. Entre os pontos de interes se, estão o Shopping Plaza Sul; o hipermercado Carrefour; as universidades Uniban e Unip; a estação Sacomã do metrô, considerada uma das mais modernas da América Latina, o Jardim Botânico e o Zoológico.

   Atenta à alta demanda por apartamentos compactos de dois e três dormitórios, a You, Inc. (www.youinc.com.br) encontrou na Nova Saúde o local ideal para seu mais novo condomínio: o You, Saúde. Eduardo Muszkat, diretor executivo da incorporadora, explica que a boa localização e o preço por metro quadrado mais em conta que o de bairros vizinhos chamaram a atenção da empresa. “São fatores que despertam interesse e aumentam a procura por imóveis na região. Percebemos o potencial da ‘Nova Saúde’ e decidimos construir um condomínio com infraestrutura completa, com o metro quadrado, em média, a R$4 mil, contra R$6 mil a R$7 mil dos distritos vizinhos”, informa o executivo.

   Segundo o empresário, o You, Saúde tem como foco os jovens de 25 a 35 anos que procuram independência, recém-casados ou casais que já não precisam de tanto espaço e procuram um imóvel compacto e bem localizado. “Esse tipo de demanda tem crescido, tanto que a procura superou a oferta, que muitas vezes não oferece boas condições, como acessibilidade, preço e praticidade”, afirma Muszkat./ www.youinc.com.br
|TOPO|


Crescimento populacional no centro oeste movimenta mercado da construção civil
Soluções ambientais ganham destaque no Centro Oeste

Segundo dados do Censo 2010 a região que mais apresentou crescimento populacional foi o Centro-Oeste. Com uma alta de aproximadamente 20%, comparados a outras regiões que registraram uma média de 10%; os estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, concentram hoje, aproximadamente 14,5 bilhões de habitantes.

   Com a economia aquecida, diversas empresas migraram para a região e, entre os fatores que contribuíram para isso, estão as condições climáticas do Centro Oeste, favoráveis para a produção agrícola e as condições ambientais favoráveis à produção. Apesar de quente, o Centro-Oeste é uma das poucas regiões que ainda matem um clima bem definido.

   Com isso, a procura por imóveis residenciais e comerciais cresceu de forma desenfreada, o que levou diversas construtoras a investirem em empreendimentos de qualidade já planejando a grande expansão que a região prevê. E hoje, essa região tornou-se para Acquabrasilis como para muitas empresas um mercado em expansão.

   Além disso, o clima, dividido em regiões ricas em água, fortes chuvas de verão e desertificação em alguns pontos, chamou a atenção dessas construtoras para soluções que administrem os recursos naturais de modo a aproveitar de forma inteligente o território.

   O mercado de construção civil aproveita as novas tecnologias presentes e apostam em atitudes sustentáveis, de modo a criar novas diretrizes para o futuro do mercado. Como prova disso, empresas já vêem o centro-oeste como um novo nicho de mercado. Sibylle Muller, diretora da AcquaBrasilis, que há 10 anos se dedica a conscientizar a importância de valorizar a água potável oferecendo soluções de reutilização de água e captação de água de chuva, afirma que a região já é o segundo maior mercado de atuação da empresa.

   “Iniciamos nossas atividades no Centro-Oeste no final de 2009, e em 2010 já com diversos projetos iniciados, a região tornou-se o segundo maior mercado de atuação da AcquaBrasilis” – finaliza a engenheira. / www.acquabrasilis.com.br

|TOPO|


 

 

 

| principal |