Antonio Ferreria Jr. e Mario Celso Bernardes

 

 

 

55 11 3289-5066
 
@  | WEB


 

 

 

 

Residencial

 

Living - MostraDecoração 2009 | São Paulo, SP

 

 

LIVING DO APARTAMENTO PROJETADO PARA A MOSTRA 2009 EXIBE OUSADIA EM CORES E OBRAS DE ARTE
Dupla de arquitetos projeta espaço e cria peças fiéis às características do ícone do paisagismo no mundo
O living do apartamento do casal com 70m² é o espaço assinado pela dupla de arquitetos Antonio Ferreira Junior e Mario Celso Bernardes para a Mostra 2009, que acontece de 26 de maio a 14 de julho, no Jockey Club de São Paulo. O ambiente conta com uma combinação harmoniosa e audaciosa de tons de verde, azul turquesa e bege, presentes na construção e no mobiliário.


Um dos destaques é a prateleira de autoria da dupla, que foi criada com a composição de vários módulos aleatoriamente unidos, que dão movimento à peça. Outro ineditismo que será apresentado no ambiente serão as obras entre gravuras e esculturas do falecido artista plástico Odetto Guersoni. As peças jamais comercializadas foram emprestadas pela Sra. Haid Guersoni, como uma flor esculpida em metal criada na década de 1970.


Living
O espaço com quatro metros de pé direito tem como proposta respeitar a linha art déco do prédio; as guarnições, molduras de teto e rodapés desenvolvidos pelos arquitetos tem a intenção de valorizar a decoração complementando o estilo do imóvel e intervindo com um aspecto contemporâneo e moderno. A presença da cor verde pinus nas paredes é destacada pelas molduras em tom bege claro. O piso em taco de madeira reaproveitada foi assentado em espinha de peixe. ”Queríamos que o living ficasse com a cara de um lugar antigo com intervenções modernas e contemporâneas”, define Bernardes.


A área central do living é ocupada por sofá em “L” desenhado pela dupla, revestido de tecido de poliéster com aspecto de couro natural envelhecido, um banco de jacarandá dos anos 60 (Filter) acompanhado por uma mesinha de canto e outra de centro com estruturas de aço e transparência do vidro circundam uma poltrona do século XIX, que foi emprestada pelo Museu da Cadeira do Rio de Janeiro e recebeu restauração e substituição do couro animal por chenile laranja (Regatta). “Já que tínhamos a liberdade de restaurar para aproveitar o móvel na mostra, não vimos sentido substituir um couro animal por outro, sendo que o tema do evento é a sustentabilidade”, informou Ferreira Junior. Complementando o ambiente o tapete de nylon com estampa de folhagens, confeccionado em tons verde e bege claro (Punto e Filo), homenageiam Burle Marx. Em uma das paredes, um painel de madeira de pau-ferro e laca azul turquesa traz de cada lado uma lareira que ganha destaque com a iluminação de duas arandelas de cristal em estilo retrô (Filter).


O ambiente de leitura é decorado com uma poltrona “Voltaire” de Sérgio Rodrigues reeditada pela Dpot, buffet art déco com portas em pergaminho da década de 40 (Ivy) e uma estante em laca preta com módulos coloridos.
Por fim, do outro lado do ambiente, a estante - assinada pela dupla –, recebe destaque junto de um cofee table entre duas poltronas estofadas na cor azul turquesa (Filter) e sob um tapete liso. Dois pendentes de vidro (Século XX) e uma cortina (Windows Company) bege clara, em poliéster e nylon, completam o espaço. Espalhados pelas ambientações do living, muranos e quadros com obras de Burle Marx predominam na decoração.

 


 

   

 

 

©Jizcom / www.arqbrasil.com.br  - O espaço da arquitetura brasileira