Débora Aguiar

 

 

55 11 3889-5888
.

@ | WEB
.


Mostra | Residência - Mostra Black 2012


Mostra | Sky Lounge - Mostra Black 2013


Residencial | Apartamento


Residencial | Apartamento


Residencial | Apartamento


Residencial | Apartamento


Residencial | Apartamento


Residencial | Living


Residencial | Quarto


Residencial | Varanda


Residencial | Sala de Jantar


Residencial | Escritório Residencial


Residencial | Elevador


Residencial | Copa


Residencial | Lavabo e banho


Mostra | Quartos & Etc


Mostra | Artefacto 2005


Mostra | Artefacto 2009


Mostra | Casa Cor 2009


Mostra | Decoração Todo Seu


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.Residência - Mostra Black | São Paulo, SP


 











DÉBORA AGUIAR LEVA CONFORTO E SOFISTICAÇÃO EM ESTREIA NA HYUNDAI MOSTRA BLACK
Com traços bem característicos em seus projetos, que se baseiam no conforto, sofisticação, natureza e bem-estar, a arquiteta Débora Aguiar foi convidada para participar da Hyundai Mostra Black (Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 664 – Alto de Pinheiros, em São Paulo), que acontece de 22 de maio a 24 de junho de 2012. A arquiteta assina a Casa do Natural, com 150m² de área, projetado especialmente para casais que adoram receber amigos e familiares, mas que não abrem mão de ter a casa com o aconchego de um ninho ou refúgio. Cada ambiente destaca o luxo da simplicidade em uma atmosfera clean, clara e luminosa.
"Pensei em uma residência sem excessos, em uma época em que nosso tempo é escasso e somos bombardeados de informação a todo instante. A ideia foi criar um Oásis em meio ao caos da metrópole", explica Débora. Com arquitetura contemporânea, pé-direito duplo e colunas em madeira, a natureza invade a residência, onde pequenos jardins e espelhos d'água fazem um jogo de fora para dentro divididos por um vidro que separa as áreas internas e externas. Uma imponente lareira em limestone apicoado e filetado divide a atenção junto às paredes laterais espelhadas, que refletem o verde e ampliam a luminosidade.
Apesar do nome do ambiente, o branco e suas nuances dominam os espaços em todos os tons e sobretons, texturas e cortes de materiais. Mobiliários com madeiras certificadas e assinados por designers consagrados se destacam em cada ambientação, somados às peças assinadas pela própria arquiteta, que foram criadas especialmente para o projeto. Misturando estilos e tecidos, destacam-se camurças ecológicas, tricôs, linhos e peles sintéticas que compõem o mix de materiais aliados ao piso em madeira de demolição e em contraponto com algumas peças com estrutura em aço, acrílicos e luminárias arrojadas.
Dividida em living com lareira, sala de jantar, adega e biblioteca no pavimento térreo, e dormitório do casal com lareira e banheiro integrado no pavimento superior, a Casa do Natural foi projetada nos mínimos detalhes, com preocupações socioambientais que partem da sustentabilidade a acessibilidade. A suíte máster prioriza não só o aconchego, com lareira, futons e uma poltrona que realmente 'abraça' quem senta, mas que propõe uma intimidade maior ao casal, como a banheira de hidromassagem que integra o quarto ao banheiro.
Além disso, tapetes fofos, iluminação indireta, painel estofado, materiais claros e muitas texturas criam a atmosfera necessária para o ambiente.

.Sky Lounge - Mostra Black 2013 | São Paulo, SP


 









DÉBORA AGUIAR TRAZ OBRAS DE ARTE E LIVROS RAROS PARA O SEU ESPAÇO NA MOSTRA BLACK 2013
Com uma vista privilegiada da metrópole, a arquiteta Débora Aguiar assina o ambiente Sky Lounge, na Mostra Black 2013, em São Paulo, e se inspira na paisagem para levar adentro do seu ambiente um espaço de convivência, moderno e cosmopolita. Além da paisagem, a arquiteta destaca no espaço de 100m², o seu expertise pelas artes, propondo uma exposição dentro da própria mostra, com obras de diversos artistas contemporâneos, como León Ferrari com a escultura 1978, exposta na Bienal, Geraldo Barros com as obras H7 e H1, premiadas na Bienal de Veneza e Documenta de Kassel (uma importante mostra de arte na Alemanha), também esculturas de Cássio Lázaro, Ana Holck, Alfredo Ceschiatti, Victor Brecheret, Ernesto De Fiori, Bruno Giorgi, Sonia Ebling, obras chinesas da Dinastia Ming, coleção de vasos Gallé, muranos, opalines e ainda livros raríssimos serão apenas algumas das grandes obras a serem exibidas.
A setorização do espaço prioriza de um lado a convivência, em uma atmosfera de bem estar e aconchego, com um amplo living-jardim, ambientado com confortáveis sofás e chaises e, de outro, a biblioteca, que fica disposta em um patamar mais elevado, com uma cuidadosa seleção de livros, objetos raros e coleções de arte. "Fizemos uma criteriosa curadoria de obras que partem do expressionismo e vão ao concretismo, em quadros, esculturas e gravuras, além de fotografias", explica a arquiteta.
O espaço, contemporâneo e atemporal, também é multifuncional e teve uma seleção criteriosa de materiais de acabamento e iluminação, além de soluções de alta tecnologia em automação.
"Inicialmente a paisagem foi o ponto de partida do projeto. Porém, as coleções de arte foram se tornando protagonistas do conceito, além do design dos mobiliários, objetos e da composição dos variados painéis de madeira, aço, couro, limestone e dos jardins", completa Débora.
A gama de tons nude e neutros é contrastada com toques pontuais de cores e texturas variadas. A área destinada à leitura possui iluminação indireta e direta que valorizam os objetos de arte e ao mesmo tempo, criam uma iluminação mais intimista. Já no living, nichos em acrílico evidenciam a coleção de arte mais preciosa do colecionador, com paredes realçadas por jardins e painéis de couro, com desenho exclusivo criado para o espaço.
O projeto também conta com mobiliários assinados pela própria arquiteta.

.Apartamento | São Paulo, SP


 

.











.



,

.




















.





.




 

.Apartamento | São Paulo, SP


 



.

.













.

.











.













,




,









.










 

.Apartamento | Miami, EUA


 

Tudo começou em outubro de 2006. Wilhelm Liebenberg, principal executivo da Ad Makers, empresa canadense de estratégia de negócios sócia de Donald Trump em alguns empreendimentos em Nova Iorque, veio visitar o Brasil para analisar possibilidades de negócios por essas bandas e ficou impressionado com o crescimento imobiliário do país. Fez, então, contato com Débora Aguiar e, em dezembro de 2006, assinou contrato com a arquiteta para a elaboração de conceitos e projetos de um empreendimento imobiliário em Palm Beach, em Miami, EUA. O maior e mais valioso dos apartamentos tem 400m² e custa US$ 3,5 milhões.
A arquiteta desenvolveu o conceito das áreas comuns do empreendimento, além de ter participado do paisagismo externo e assinado a decoração do apartamento decorado - nome que se dá à unidade modelo de um empreendimento em construção. Débora também assinou cinco diferentes projetos de cozinhas e banheiros completos - ao contrário do Brasil, os empreendimentos imobiliários americanos entregam esses cômodos equipados com acessórios e mobiliários, como armários, eletrodomésticos, forno, fogão, louças e vasos sanitários, por exemplo.
Mesmo na terra do Tio Sam, Débora fez questão de prestigiar de diversas empresas brasileiras, principalmente aquelas com showroom em Miami, como Artefacto (móveis do modelo decorado), Ornare (armários dos quartos do modelo decorado) e SCA (armários das cozinhas). Para citar algumas, no modelo decorado Débora indicou também os tapetes da Cor & Forma e louças e metais sanitários da Deca.
Resultado: os gringos estão encantados com a agilidade e flexibilidade de nossos conterrâneos, além de impressionados com o "jeitinho brasileiro" de fazer as coisas funcionarem. A entrega do empreendimento está prevista para julho deste ano.

.Apartamento | São Paulo, SP


 

. . .

 

.Apartamento | São Paulo, SP


 

Fornecedores
Piso: Porcelanato “Cecrisa” Portinari
Rodapé: Porcelanato “Cecrisa” Portinari Diamante
Bancada e cuba: Aço Inox, Fabrinox
Metais e louças - Deca
Persianas – DMS e JRJ
Mobiliário – Singola, Floritela e Fibras Artes
Tapetes – By Kamy
Marcenaria – Projex
Paisanismo interno – Mendonça
Iluminação – Lustreco
Armários de cozinha – Artigiano
Eletrodomésticos – Built
Tapeçaria – Tre-uni
Tecidos- Bauhaus, Spazio Donatelli, Esfera, Larmod, JRJ, Kauany, Casapelli, Formatex
Telas – Patricia Golombek

.Living | São Paulo, SP


 

 

.Quarto | São Paulo, SP


 

 

.Varanda | São Paulo, SP


 

. .

 

.Sala de Jantar | São Paulo, SP


 

 

.Escritório Residencial | São Paulo, SP


 

 

.Elevador Residencial | São Paulo, SP


 

 

.Copa | São Paulo, SP


 

.

 

.Lavabo e banho | São Paulo, SP


 

. . .

 

.Mostra Quartos & Etc | São Paulo, SP


 





DÉBORA AGUIAR ASSINA AMBIENTE PARA CASAL DE EMPRESÁRIOS DE SUCESSO NA MOSTRA QUARTOS & ETC
Um quarto sofisticado, sóbrio, urbano e contemporâneo. Essa é a proposta do Quarto do Casal de Empresários de Sucesso, projeto assinado pela arquiteta Débora Aguiar para a mostra Quartos & Etc., na Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1.742, em São Paulo. O ambiente explora os contrastes dos móveis escuros ebanizados com as tonalidades naturais claras dos tecidos, sem abrir mão do conforto e aconchego. "Criei um espaço moderno, mas com um toque conservador e intimista", explica a arquiteta Débora Aguiar.

.Artefacto 2005 | São Paulo, SP


 

LOUNGE UNICLASS BY DEBORA AGUIAR: PARA ENCONTRAR E SER ENCONTRADO
Elegância, informalidade e harmonia. Estes ingredientes fazem parte do espaço que a arquiteta e decoradora Debora Aguiar assina na Mostra Artefacto/2005, chamado Lounge Uniclass. Subindo as escadas, com uma iluminação meio dramática, meio indireta, tem-se a impressão que a loja abriu uma abertura no teto por onde o sol passa entremeando a pérgola através do forro com bambuzinho. De fundo, musica oriental , indiana , zen...
A proposta, segundo Debora, é instigar a curiosidade por este lounge, cujo objetivo é ser um “ponto encontro," de forma a convidar as pessoas a explorar as várias ambientações e, onde poderá sentar e conversar, relaxar vendo um DVD de formas e imagens da natureza, tomar um aperitivo, enfim, encontrando e sendo encontrado.
O acesso principal terá mesas e uma galeria de colunas de madeira com luzes embutidas no piso de baixo para cima, realçando e criando este efeito cênico e dramático.
Luminárias especialmente desenhadas para este ambiente estarão em cada mesa. O piso terá uma passarela de madeira conduzindo à próxima ambientação e uma faixa de seixos rolados pretos sob as colunas, dando este ar oriental objeto do projeto.
O ambiente seguinte tem um “sofazão” para se esborrachar, com três módulos profundos e três mesas baixas com luminárias pendentes sobre elas. Atrás, uma floreira leva o verde para o interior do espaço. Do lado oposto, quatro poltronas de bambu com pedestais de madeira entre elas, criando um cenário que pode ser visto como um pouco museu, um pouco galeria.
Uma parede com mosaico de "pedras-ferro", brasileiríssimas, envolve o aparador de madeira, com a TV de plasma e uma coleção de potes e vasos da Indonésia, com folhagens e papiros arrematando.
Nas grandes janelas, xales de gaze de linho bem fluidas, esvoaçantes, filtrando a luz natural. Nos grandes nichos, vasos tailandeses, lisos e negros, com luz por trás do chão, arrematam este recanto de sofisticação, aconchego e conforto.
Duas mesas baixas com poltronas trançadas em couro criam outros recantos de encontros, como a copa que servirá de apoio para os eventos que ali se realizarão e muito mais, através das gazes fluidas, luzes indiretas, mosaico chiquérrimo de pedras, seixos rolados, texturas, fibras, madeira, sempre em tons de cru, com uma pincelada de preto para compor esta atmosfera de magia e sedução, dentro deste espaço que tem a flexibilidade necessária para explorar a imaginação de cada um...

Fornecedores
A Morada (persiana de palha)
Art Des Caves (caves)
Bosch Eletrodomésticos (eletrodomésticos)
Casa Mineira (cortinas e estofados)
Cor e Forma (tapetes)
Fazzio Marcenaria (marcenaria)
Gasômetro (pisos e madeiras)
High End (Tv de plasma e som)
Inter Cores (tintas)
Laboratório da Luz (iluminação)
Paisagismo Mendonça (paisagismo)
Pietre Colorate (revestimento em pedra)
Roca (metais)
Simone Figueiredo Luz (pendentes e luminárias de chão)
Solarium (piso)
Víbia Engenharia (engenharia)
Objetos de Decoração
Candelas Velas (velas)
Cecília Dale (objetos de decoração)
K&D (objetos de decoração)
L`Oeil (objetos de decoração)
SIA (objetos de decoração)

..Artefacto 2009 | São Paulo, SP


 

OS DIVERSOS AMBIENTES QUE COMPÕEM O ESPAÇO MULTIUSO ASSINADO POR DEBORA AGUIAR PARA A 18ª MOSTRA ARTEFACTO SE INTEGRAM DE FORMA HARMÔNICA, EM ESTILO CONTEMPORÂNEO E ATEMPORAL
Um mesmo espaço pode conter vários ambientes. É o que comprova o Living e Terraço Multiuso criados pela arquiteta Débora Aguiar para a 18ª Mostra Artefacto de Design Contemporâneo, que acontece a partir de 16 de abril de 2009, na unidade da Haddock Lobo, em São Paulo. Com foco na integração e sofisticação, todos os ambientes internos - home theater, living e sala de lareira - falam entre si e com o terraço externo.
“Interior e exterior se fundem, com o mesmo piso de assoalho de madeira de reaproveitamento e paredes revestidas em carvalho americano. Usei também duas amplas janelas com floreiras que demarcam os ambientes e levam o verde para o interior”, explica Débora. Para que esta paisagem pudesse ser refletida, instalou dois amplos espelhos que proporcionam brilho e profundidade às salas.
Os móveis também delimitam e ligam os espaços de forma harmônica, sem interferência. O living, por exemplo, que recebeu amplo sofá e espaçosas poltronas em couro havana, está unido à sala de lareira, em limestone, e ao home theater por dois puffs, que permitem participar dos dois ambientes ao mesmo tempo.
“O living faz também o papel de home office, com computador e cadeira. E, o lado da lareira assume o papel de bar, com uma grande bandeja de apoio para os drinks e petiscos para quem estiver vendo um filme ou lendo um livro”, propõe a arquiteta.
O terraço também assume vários papéis. De um lado chaises para relaxar, ler ou descansar com um aparador ao lado repleto de plantas e velas. Do outro, um canto com mesa baixa, para aperitivos, e poltronas, para o bate-papo sem pressa.
O cenário se completa com iluminação indireta, intimista, e com os jardins verticais que comprovam a principal inspiração de Débora ao projetar: levar o verde para dentro de casa, elemento que confere sofisticação, bem-estar e harmonia a todos os projetos da arquiteta.

 

.Casa Cor 2009 | São Paulo, SP


 

.

DEBORA AGUIAR ASSINA O REFÚGIO DO VELEJADOR PARA A CASA COR SÃO PAULO 2009
Poético e aconchegante, o ambiente propõe a integração com a natureza com vista para o skyline do Jockey Club
O “Refúgio do Velejador”, criado pela arquiteta Débora Aguiar para a Casa Cor São Paulo 2009, que acontece de 26 de maio a 14 de julho, no Jockey Club de São Paulo, transporta o visitante para um mundo poético, o do mar, o do viajar sem poluir, o da natureza em sua plenitude. O projeto é a construção de uma casa de praia de 380m² para o refúgio de um casal nos seus momentos de lazer.
“Procurei um tema que agregasse tudo aquilo em que acredito no nosso trabalho: amor, leveza, natureza abundante , luz e materiais naturais. Decidi combinar tudo isso com poesia, retratada na forma de um veleiro e um par de bicicletas”, revela. É um lugar de inspiração, para o casal desfrutar a dois ou com os amigos, aproveitando a paisagem maravilhosa.
A proposta da arquitetura é contemporânea e viável para uma construção rápida, que durou menos de 30 dias. A casa se insere em qualquer contexto: da praia ao campo, da cidade à montanha. Ela poderia estar em qualquer lugar, independentemente do clima ou da época. “Aproveitamos a vegetação e a paisagem em volta a partir de grandes painéis de vidro que dão a transparência necessária para a natureza entrar dentro de casa, de onde é possível vislumbrar a bela paisagem”. Para garantir tal efeito, os caixilhos foram projetados em madeira certificada ebanizada, que garante recurso térmico e economia energética, e propositadamente não vedam a visão do exterior.
Dividida em áreas sociais externas (terraço da lareira, pier, terraço e lounge do fogo), sociais internas (living, biblioteca e home-office e espaço gourmet) e íntimas (quarto do casal, home-office e banheiro), a casa é totalmente integrada, mas os cantos de convivência foram preservados. As áreas são unificadas pelo mesmo piso, o concreto estampado Castellato modelo Madeyra Vecchia, que vai do pier ao banheiro, aplicados em réguas que conferem um efeito de madeira de demolição. O acabamento das paredes externas com pigmentos naturais e sustentáveis é da Defragoso. Um biombo piso-teto em madeira ripada na vertical foi aproveitado no teto como elemento arquitetônico para dividir as áreas íntima, sociais internas e sociais externas.
A passarela de acesso ao ambiente conduz por um jardim de pedriscos e areia para o terraço da lareira coberto por uma pérgola de madeira de reaproveitamento e vidro, onde o lounge com um sofá profundo e mesa de centro em madeira de reaproveitamento e dois grandes puffs em lona de caminhão estonada e em trama tressê abraçam os visitantes. O sofá recebe futons em tecido impermeável na cor tabaco e o teto, gazes de linho tramadas. A lareira a gás em limestone divide o terraço e o living, permitindo a interação com o interior da casa. Nas laterais do sofá, paredes em composição de porcelanato com bicas conduzem a suave queda d água e oferecem o barulhinho relaxante. Para filtrar a luz e dar sombreamento, um transpasse de painéis de linho fendi trançados descem nas costas do sofá.
Ainda no terraço da lareira, o paisagismo abundante com bananeiras ornamentais e areia confere uma atmosfera tropical ao ambiente. O lounge com poltronas em bambu prensado e couro é sugestivo para um aperitivo enquanto o almoço ou o jantar é preparado no espaço gourmet integrado, de onde se tem a plena visão do barco e da paisagem. Deste ponto da passarela e do terraço da lareira o veleiro é visto imponente e delicado, com sua vela balançando ao vento.
Entrando na casa do terraço da lareira para o living, a escultura em madeira de reaproveitamento dá o tom da decoração. Uma grande foto de mar de Márcio Scavone, disposta na única parede desta sala e sob o sofá italiano em linho fendi, recepciona o visitante. A pintura especial tipo estuque veneziano na cor tabaco é do atelier Adriana e Carlota, que garantiu o efeito com a tinta D147 da Suvinil. Chaises italianas em couro marrom-café e duas poltronas em capas de linho fendi, da Saccaro, compõem com as mesas laterais e aparadores em madeira lavada, com design de Débora Aguiar para a Dell´Abitare. A arquiteta também assina a mesa de centro em laca fendi que, na extremidade, ganhou dois módulos da Interni em madeira certificada e trabalhada com um tratamento lavado para descolorir.
Sobre a composição, um premiado pendente Ingo Maurer dá o contraste moderno e uma leveza etérea, quase aquática, pelas finas laminas de prata que brincam com a luz refletida. O toque artesanal e ao mesmo tempo da alta-costura está na confecção das almofadas com design de Débora Aguiar para a Dell´Abitare. Pespontos, bordados e o delicado toque de azul-claro fazem o contraponto com os tons fendi e marrom-café.
Junto ao living um “estar-biblioteca” com estante baixa em madeira lavada, que prioriza os grandes painéis em vidro deixando a luz e a natureza entrarem. Sob a estante, o par de luminárias em madeira articulável e cúpulas de linho, de Etel Carmona para a Bertolucci. Muitos livros, algumas obras de arte, pequenas esculturas e lembranças de viagem que denotam os gostos e a personalidade do casal também estão ali dispostos. Uma bancada encaixada para o home-office do casal ficar lado a lado na internet, com computadores wireless ultra-modernos, que dispensam a CPU. De cada lado da estante uma chaise Niemeyer, da Dpot, em madeira ebanizada e palhinha convidam para uma leitura.
Do lado oposto, na direção da vista do skyline da cidade e do veleiro, como se fosse virado para o mar, está o espaço gourmet com sala de jantar. Uma grande estante em madeira lavada com bancadas em limestone tem portas de correr ripadas em madeira lavada, que podem abrir e fechar conforme a necessidade e o momento - é lá que ficam os eletrodomésticos da Viking. Atrás desta bancada um vidro reflexivo bronze com uma HD TV, que só aparenta estar no ambiente quando ligada. Dois grandes aparadores em madeira lavada e sisal, com design de Débora Aguiar para a Dell ´Abitare, arrematam o ambiente e garantem o apoio necessário. Uma grande mesa de jantar de tora de reaproveitamento lavada, da Tora Brasil, e cadeiras Lótus, de Etel Carmona, em madeira lavada e couro pespontado. Os armários foram desenvolvidos pela arquiteta com execução de marcenaria.
A área íntima do casal é separada pelo biombo piso-teto em madeira ripada na vertical. A cama tipo prancha, criada pela arquiteta, está inserida em um painel de madeira lavada frisado verticalmente que recobre a parede toda. Dele, um nicho horizontal vai de um extremo ao outro da parede permitindo a pintura especial cor tabaco e a disposição dos objetos pessoais do casal: quadros, fotos, porta-retratos, livros, esculturas, lembranças de viagem e velas. Além da iluminação indireta, seis pendentes em cúpulas de linho verticais conferem simetria e aconchego. Cortinas em linho da Luxaflex by Sunlight e xales em seda tramada como redes de pesca arrematam a imensa janela envidraçada. Sob a cama, almofadas em palha de seda bordadas com mandalas, do próprio acervo de Débora Aguiar, trazem mais uma vez detalhes da alto-costura ao espaço. Rouparia de cama na cor cru em algodão 1000 fios, da Trousseau, e tapete em algodão e lã do mesmo tom com pequenas listras em fendi, da By Kamy.
Na parede oposta, o acabamento da parede em pintura especial na cor tabaco comporta pranchas de madeira lavada com iluminação indireta e uma TV Full HD. Quadros, fotos de viagens, cestos, caixas, velas, chapéus e acessórios de praia personalizam o ambiente. A escrivaninha, da Etel, em madeira certificada, harmoniza-se com a cadeira Diretor, em tecido marrom.
Além dos equipamentos de televisão e de informática, Débora fez uso da automação para alinhar o espaço com as tendências tecnológicas. “O meu projeto tem este apelo natural e que respeita a natureza. Mas procurei adequá-lo com a tecnologia que é o grande desafio dos projetos e produtos que estão sendo lançados atualmente. Por isso, usei a automação nos equipamentos de áudio, vídeo e iluminação, além do computador à prova d’água, da SempToshiba que pode ser usado no barco”, avalia.
O banheiro do casal segue a composição do porcelanato e do limestone na cor tabaco, além da pergola de madeira com iluminação de efeito natural da Tensoflex, desenvolvida a partir do sistema de membranas tensionadas. Novidade no uso do porcelanato na grande bancada, nas cubas e na banheira – rebaixada no piso para ficar no nível do jardim externo. Nichos nas paredes e grandes espelhos com iluminação indireta garantem a amplitude do ambiente. Pranchas e bancos de madeira lavada. Grandes janelas em vidro piso-teto trazem o verde e a luz natural para dentro do ambiente.
Um grande terraço abraça o living e o quarto do casal. O lounge com solarium e fogo ao ar livre está situado sob a copa das arvores e é rebaixado no piso, também em réguas de concreto que imitam madeira de demolição, com grandes futons cor tabaco sob os bancos formados pelo rebaixamento. O chão em pedriscos aguça os sentidos e propõe a convivência com a natureza. Aqui mais um canto de relaxamento e de encontro para curtir um luau com fogueira e velas. Um par de chaises em madeira convidam para a contemplação enquanto um grande aparador faz as vezes de apoio das bebidas e dos petiscos. O par de bicicletas do casal reforça a proposta do projeto: amor, poesia e natureza em uma casa usável e para ser usada, partilhada a dois ou com os amigos.

Materiais sustentáveis do ambiente
“Para mim, este conceito não é modismo, é uma urgência cultural, que veio para ficar e deve fazer parte das nossas vidas. Nós, arquitetos, formadores de opinião que somos, temos a obrigação de difundir essa nova forma de pensar e agir”, sintetiza a arquiteta sobre o tema sustentabilidade.
- Piso em réguas de concreto que imitam madeira
- Tecidos reciclados de lonas de caminhão estonadas
- Tapetes em fibras naturais
- Bicas d’água acionadas por energia solar
- Porcelanato nos revestimentos de bicas e banheiro do casal
- Mochila com placas solares para notebook
- Computador Extreme STI SempToshiba à prova dágua
- Madeiras certificadas nas estruturas das pergolas e caixilhos
- Madeiras de reaproveitamento nos mobiliários, luminárias e escultura
- Iluminação de LED´S dos jardins, dos espelhos e das bicas d’água
- Veleiro HPE 25

Sobre o veleiro
Seu entorno é o verde e o mar onde está estacionado o veleiro da classe HPE 25. O acesso a ele é fácil. Ao entrar no ambiente, por meio de uma rampa – pensando nos portadores de deficiência física -, o visitante encontra o lounge da lareira. Basta segui-lo para chegar ao píer, que dá acesso ao barco.
O barco tem um ano de idade, mede 25 pés (7,7 mts) de comprimento por 2,60m de largura e pesa 1.200 Kg. É da classe HPE25, considerada o 'stock car' da vela brasileira. Reúne características únicas desenvolvidas para as condições dos mares brasileiros: modernidade no desenho das velas, tamanho de mastro e casco, profundidade da quilha, entre outras inúmeras inovações que fazem com que ele seja, ao mesmo tempo, muito competitivo e mais acessível do que os barcos de seu porte e com o mesmo perfil. Por isso, é considerado a classe de barcos a vela que mais cresce no Brasil e usado por velejadores conhecidos no universo náutico. Para chegar a São Paulo, foi rebocado de uma ilha em Angra do Reis para Mombaça, no continente, onde mora sua carreta rodoviária.

.Cenário do programa Todo Seu | São Paulo, SP


 

.

A partir de primeiro de setembro de 2008, Débora Aguiar assina o cenário do Todo Seu, programa apresentado por Roni Von na TV Gazeta. A arquiteta faz parte da Mostra de Decoração Todo Seu, que consiste na troca mensal do cenário, que acontece na primeira segunda-feira do mês.

A proposta é criar um espaço aconchegante como se o apresentador estivesse recebendo os convidados em sua própria casa. Para tanto, Débora deu atenção aos detalhes usando princípios de sustentabilidade em todos os ambientes. Vasos de madeira de reflorestamento, abajures de bambu, tapetes de fibra vegetal e tecidos naturais remetem a uma atmosfera sofisticada com influências do Feng Shui. Seguindo este contexto, as cores predominantes passeiam pelos tons fechados como fendi e camurça, com pinceladas de castanhos, crus e terrosos.
O living integrado à cozinha gourmet ganha nichos com vasos e iluminação indireta e a parede do balcão gourmet recebe madeira de reflorestamento garantindo uma perfeita harmonia entre a modernidade da cozinha e a rusticidade da madeira.
Um dos destaques do cenário fica por conta do jardim de inverno, criado para dar leveza e vida ao ambiente. Um quadro vivo de vegetação natural com orquídeas, folhagens, dinheiro em penca e eras, ao lado de lanternas de madeira desenhadas pela própria arquiteta, asseguram sensação de bem-estar e tranqüilidade.

| voltar | principal |